A verdade sobre os queijos mofados

Alguns queijos, tais como o roquefort, o azul dinamarquês e o stilton, foram feitos para mofar. Mas aquele bloco de cheddar esquecido no fundo da geladeira está mofado porque foi invadido por esporos de fungos.

A boa notícia é que ele pode ser salvo. Basta retirar a região bolorenta mais uns 2 cm de queijo sem mofo e jogar fora. Caso encontre mofo em brie, queijo de cabra ou qualquer outro queijo cremoso, ele não pode ser aproveitado. Jogue-o fora ou você corre o risco de passar muito mal.

Talvez, você já tenha ouvido falar que é possível “tratar” o mofo de um queijo passando um pano embebido em vinagre sobre o bolor. Não é verdade. Assim como o conselho, errôneo de que colocar o queijo mofado dentro de um saco plástico com cubos de açúcar serve para absorver o mofo.

Quando você já é capaz de enxergar placas de mofo em um queijo, o bolor já começou a criar suas raízes invisíveis. Por isso, são necessários cortes bem profundos para remover o mofo de queijos duros.

Outro conselho: não deixe queijo fora da geladeira por mais de 2 horas e fique de olhos bem abertos para qualquer pontinho de mofo.

1 comentário em “A verdade sobre os queijos mofados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *