Cultive seu próprio jardim medicinal

Que tal cultivar seu próprio jardim medicinal? Basta investir um pouco de tempo, adquirir as sementes, para, em seguida, poder preparar infusões, chás e bálsamos.

É importante escolher um local ensolarado e um solo fértil para preparar o jardim. As plantas perenes vão passar de estação a estação, enquanto as anuais devem ser replantadas ou transplantadas.

Manjericão: Anual. Colha as folhas novas do “rei das ervas” quando precisar. Usos: flatulência, falta de apetite, cortes e arranhões.

Camomila: Anual. Utilize as flores para infusões e pomadas. Usos: indigestão, ansiedade, inflamações cutâneas.

Tanaceto: Perene. Utilize flores e folhas para chás. Mastigue as folhas para aliviar a dor de cabeça. Usos: dores de cabeça, artrites, problemas da pele.

Erva-cidreira ou melissa: Perene. Da família da menta, a erva-cidreira é uma versátil erva medicinal. Usos: ansiedade, insônia, feridas, herpes, picadas de insetos, flatulência.

Salsa: Bianual. Semelhante à sua prima crespa P. crispum, essa erva é carregada de nutrientes. Usos: flatulência, dificuldade de respirar.

Sálvia: Perene. Seu nome significa “curar”, refletindo sua utilização primitiva como erva medicinal e não culinária. Usos: inflamações da boca e da garganta.

Hipérico: Perene. Suas folhas brilhantes e flores amarelas são as partes principais dessa erva. Usos: depressão leve a moderada.

Tomilho: Perene. O ativo principal do tomilho, o timol, é um forte antisséptico. Usos: tosses, congestão, indigestão, gases.

Oscilação de temperatura e os cuidados com a saúde

Mudanças bruscas de temperatura costumam comprometer a saúde de muita gente, que se vê à procura de soluções milagrosas para gripes, resfriados e alergias respiratórias, como a asma, a rinite e a sinusite. Existem formas simples e econômicas de prevenir e combater tais sintomas. No post de hoje, selecionamos alguns deles.

Alimento saboroso e saudável

A sopa de galinha funciona não apenas porque seu vapor ajuda a aliviar a congestão nasal, mas, também, porque os ingredientes anti-inflamatórios presentes no caldo reduzem o movimento dos neutrófilos – as células brancas do sangue que estimulam a formação do muco nos pulmões e no nariz.

Para aumentar ainda mais o poder da canja no combate ao resfriado, acrescente dois dentes de alho descascados e triturados quando a água estiver quase fervendo. O alho contém componentes sulfurosos antivirais, e é sabido que estimula o sistema imunológico.

Combata a tosse:

O tomilho é um expectorante natural. Por isso, prepare uma panela de chá de tomilho para combater a tosse persistente.

Faça uma infusão com 2 colheres de sopa de folhas secas de tomilho em 6 xícaras de água quente durante 10 minutos. Coe o líquido em 1 xícara de chá, adoce com mel, se desejar, e beba 1 xícara cheia duas a três vezes por dia.

Combata a febre: 

Nos primeiros estágios da gripe é possível ajudar o corpo a combater a febre, recorrendo a um banho de esponja a cada uma hora.

Mergulhe uma esponja em água morna, esprema-a para retirar o excesso do líquido e banhe o rosto, ombros, peito e extremidades. Se a febre persistir, beba 1 a 2 xícaras de chá de gengibre em intervalos curtos e regulares.

A erva vai provocar o suor – forma pela qual o corpo vai reagir para diminuir a temperatura.

Existem infinitos remédios caseiros para a dor de garganta, e muitos realmente aliviam os sintomas. O mais popular e renomado é o gargarejo com água morna e sal. Você pode também fazer um gargarejo com meio copo de água e adicionar duas colheres de chá de vinagre de maçã.

Inale os vapores do eucalipto: Ferva folhas secas de Eucalyptus globulus amassadas; deixe descansar de 4 a 5 horas e coe os pedacinhos de folhas antes de aquecer o líquido para ser inalado. Você também pode adicionar de 5 a 10 gotas de óleo de eucalipto à água fumegante.

Coloque o recipiente na ponta de uma mesa, sente-se, incline a cabeça sobre ele e cubra-a com uma toalha para formar uma “tenda”. Respire a fumaça por cerca de 10 minutos, tomando cuidado para não ficar perto demais do vapor. Seus pulmões ficarão limpos e você ainda ganha um tratamento facial de bônus.

Contra a bronquite: O aroma penetrante da raiz-forte ralada, acompanhado do cheiro ácido do limão, ajuda a dissolver o muco nos canais dos seios da face e dos brônquios. Para fazer um xarope para tosse, rale um pedaço de raiz-forte sem casca em um recipiente ( ou use-a já preparada).

Em seguida, transfira 50 g da raiz-forte ralada para um recipiente menor. Junte 80 ml de suco de limão e misture bem. Beba 1/2 colher de chá da mistura de duas a três vezes ao dia. A ação expectorante deve provocar a tosse depois de cada dose, ajudando seus pulmões a se livrarem do muco.

Chá antialérgico: Para um chá antialérgico, esmague 2 a 3 colheres de chá de flores de camomila alemã, despeje 240 ml de água fervente, deixe descansar por 10 minutos, coe e beba de três a quatro vezes ao dia.

Cuidado: embora a camomila seja uma erva tradicional no combate à febre, ela pode agravar os sintomas de qualquer pessoa alérgica à tasna, também conhecida como erva-de-santiago, uma prima da camomila. Para as demais pessoas, o azuleno contido na camomila contém propriedades anti-inflamatórias, indicadas no tratamento de infecções do trato respiratório e alergias.

Rinite: Caso consiga urtiga fresca ( uma erva daninha comum em jardins), use luvas quando a colher e ao lavar as folhas. Adicione 120 g da folha a 6 xícaras de água fervente, reduza o fogo e cozinhe até a água ficar verde. Coe o líquido em peneira fina para um bule de chá grande.

Em épocas de rinite alérgica, beba uma xícara do chá de urtiga pela manhã e outra à tarde. Pode adoçar com mel.

Como acalmar distúrbios gastrointestinais

Calmantes para o estômago

Algumas folhas, flores e sementes de ervas são tradicionalmente usadas para tratar problemas gastrointestinais, tais como: indigestão, náusea e dor de estômago. Dentre elas, encontramos a angélica, a erva-doce, a semente de cominho, a camomila, a canela, o funcho, o gengibre, o manjericão, o orégano e a menta. E todas podem ser empregadas para fazer uma infusão ou chá de ervas.

Cúrcuma para dor de estômago: para aliviar as cólicas estomacais, adicione 1 colher de chá de erva de aroma suave, de um pó vermelho vivo, a 1 copo de 240 ml de água, ou simplesmente polvilhe sobre o que estiver comendo. O cúrcuma é um velho remédio da Índia e do Oriente para tratar cólicas de crianças, além de ser um antiespamódico conhecido.

Sementes de cominho para controlar a flatulência: despeje 240 ml de água fervente sobre 1 a 2 colheres de chá de sementes de cominho recém-trituradas. Deixe descansar de 10 a 15 minutos e coe. Beba uma xícara cheia de duas a quatro vezes ao dia, entre as refeições.

Mantenha o bom funcionamento do aparelho digestivo: beba 1 xícara de chá de gengibre depois das refeições para ajudar a manter seu aparelho digestivo em bom funcionamento. A raiz do gengibre tem sido usada há milhares de anos para tratar a indigestão e a diarreia.

Trate a diarreia: para aliviar a diarreia, ferva  a 3 colheres de sopa de adstringentes de amoras-pretas, mirtilos ou uvas-do-monte ( ou suas folhas secas) em 360 ml de água durante 10 minutos e coe. Beba 1 xícara desse tônico de combate à diarreia várias vezes ao dia, preparando-o novamente a cada ingestão.

Alivie a constipação: um dos principais empregos do óleo de rícino é como laxante. Ao tomar de 1 a 2 colheres de chá com o estômago vazio, verá o resultado em cerca de 8 horas.

Faça você mesmo: descongestionante nasal

Este é um descongestionante caseiro que vai ajudar a expelir os alérgenos de suas vias nasais. A solução isosmótica equipara-se à concentração de sal encontrada no corpo humano, tornando-a suave, mas eficaz.

Água salgada para parar de fungar: este remédio funciona melhor à temperatura ambiente. Jogue fora a solução restante depois de dois dias.

- 1 litro de água; 1 colher (sopa) de chá de camomila; 2 colheres (chá) de sal.

Encha uma panela média com água, acrescente o chá e o sal e ferva em fogo baixo;

Mexa até dissolver o sal e deixe esfriar à temperatura ambiente;

Coloque a solução em um recipiente vazio para borrifar as narinas. Faça isso duas vezes no interior de uma narina, sempre que necessário, enquanto mantém a outra fechada.

Chá antialérgico: Esmague 2 a 3 colheres de chá de flores de camomila alemã, despeje 240 ml de água fervente, deixe descansar por 10 minutos, coe e beba de três a quatro vezes ao dia. Cuidado: embora a camomila seja uma erva tradicional no combate à febre, ela pode agravar os sintomas de qualquer pessoa alérgica à tasna, também conhecida como erva-de-santiago, uma prima da camomila. Para as demais pessoas, o azuleno contido na camomila contém propriedades anti-inflamatórias, o que tem levado os médicos de todo o mundo a prescrever preparados à base dessa planta para as infecções do trato respiratório e alergias.

Urtiga e rinite: se você conseguir urtiga fresca ( é uma erva daninha comum em jardins), use luvas quando a colher e ao lavar as folhas. Adicione 120 g da folha a 6 xícaras de água fervente, reduza o fogo e cozinhe até a água ficar verde. Coe o líquido em peneira fina para um bule de chá grande. Em épocas de rinite alérgica, beba uma xícara do chá de urtiga pela manhã e outra à tarde. Adoce com mel, se desejar.

Óleo de rícino: a panaceia de nossos ancestrais

 

Nas primeiras décadas do século XX, ainda era possível encontrar um frasco de óleo de rícino em quase todos os consultórios médicos, hospitais e moradias. Era usado, sobretudo, como laxante e para curar dor de estômago, mas também era indicado no tratamento de resfriados e doenças da pele.

As crianças, principalmente, eram submetidas ao gosto desagradável do óleo, que era misturado ao primeiro sinal de fungação, tosse ou cólica. Muitos adultos tomavam-no uma vez por semana como purgativo, por acreditarem que “limpava o sistema”. O óleo também era empregado para induzir o trabalho de parto e para ajudar a mãe a se recobrar depois do nascimento de seus filhos.

O óleo de rícino é extraído das sementes da mamona ( Ricinus communis) – fonte de ricina, um veneno mortal. Mas o óleo passa por uma desnaturação e torna-se próprio para o consumo quando é extraído por meio da prensagem a frio e submetido a tratamento com vapor.

O venerável produto ainda está à venda. Portanto, por que não tapar o nariz e lhe dar uma chance? ;-)

Combata gripes, resfriados e alergias com remédios caseiros naturais

Mudanças bruscas de temperatura costumam comprometer a saúde de muita gente, que se vê à procura de soluções milagrosas para gripes, resfriados e alergias respiratórias, como a asma, a rinite e a sinusite. Existem formas simples e econômicas de prevenir e combater tais sintomas. No post de hoje, selecionamos alguns deles.

Alimento saboroso e saudável

A sopa de galinha funciona não apenas porque seu vapor ajuda a aliviar a congestão nasal, mas, também, porque os ingredientes anti-inflamatórios presentes no caldo reduzem o movimento dos neutrófilos – as células brancas do sangue que estimulam a formação do muco nos pulmões e no nariz.

Para aumentar ainda mais o poder da canja no combate ao resfriado, acrescente dois dentes de alho descascados e triturados quando a água estiver quase fervendo. O alho contém componentes sulfurosos antivirais, e é sabido que estimula o sistema imunológico.

Combata a tosse:

O tomilho é um expectorante natural. Por isso, prepare uma panela de chá de tomilho para combater a tosse persistente.

Faça uma infusão com 2 colheres de sopa de folhas secas de tomilho em 6 xícaras de água quente durante 10 minutos. Coe o líquido em 1 xícara de chá, adoce com mel, se desejar, e beba 1 xícara cheia duas a três vezes por dia.

Combata a febre: 

Nos primeiros estágios da gripe é possível ajudar o corpo a combater a febre, recorrendo a um banho de esponja a cada uma hora.

Mergulhe uma esponja em água morna, esprema-a para retirar o excesso do líquido e banhe o rosto, ombros, peito e extremidades. Se a febre persistir, beba 1 a 2 xícaras de chá de gengibre em intervalos curtos e regulares.

A erva vai provocar o suor – forma pela qual o corpo vai reagir para diminuir a temperatura.

Existem infinitos remédios caseiros para a dor de garganta, e muitos realmente aliviam os sintomas. O mais popular e renomado é o gargarejo com água morna e sal. Você pode também fazer um gargarejo com meio copo de água e adicionar duas colheres de chá de vinagre de maçã.

Inale os vapores do eucalipto: Ferva folhas secas de Eucalyptus globulus amassadas; deixe descansar de 4 a 5 horas e coe os pedacinhos de folhas antes de aquecer o líquido para ser inalado. Você também pode adicionar de 5 a 10 gotas de óleo de eucalipto à água fumegante.

Coloque o recipiente na ponta de uma mesa, sente-se, incline a cabeça sobre ele e cubra-a com uma toalha para formar uma “tenda”. Respire a fumaça por cerca de 10 minutos, tomando cuidado para não ficar perto demais do vapor. Seus pulmões ficarão limpos e você ainda ganha um tratamento facial de bônus.

Contra a bronquite: O aroma penetrante da raiz-forte ralada, acompanhado do cheiro ácido do limão, ajuda a dissolver o muco nos canais dos seios da face e dos brônquios. Para fazer um xarope para tosse, rale um pedaço de raiz-forte sem casca em um recipiente ( ou use-a já preparada).

Em seguida, transfira 50 g da raiz-forte ralada para um recipiente menor. Junte 80 ml de suco de limão e misture bem. Beba 1/2 colher de chá da mistura de duas a três vezes ao dia. A ação expectorante deve provocar a tosse depois de cada dose, ajudando seus pulmões a se livrarem do muco.

Chá antialérgico: Para um chá antialérgico, esmague 2 a 3 colheres de chá de flores de camomila alemã, despeje 240 ml de água fervente, deixe descansar por 10 minutos, coe e beba de três a quatro vezes ao dia.

Cuidado: embora a camomila seja uma erva tradicional no combate à febre, ela pode agravar os sintomas de qualquer pessoa alérgica à tasna, também conhecida como erva-de-santiago, uma prima da camomila. Para as demais pessoas, o azuleno contido na camomila contém propriedades anti-inflamatórias, indicadas no tratamento de infecções do trato respiratório e alergias.

Rinite: Caso consiga urtiga fresca ( uma erva daninha comum em jardins), use luvas quando a colher e ao lavar as folhas. Adicione 120 g da folha a 6 xícaras de água fervente, reduza o fogo e cozinhe até a água ficar verde. Coe o líquido em peneira fina para um bule de chá grande.

Em épocas de rinite alérgica, beba uma xícara do chá de urtiga pela manhã e outra à tarde. Pode adoçar com mel.

Soluções simples e naturais para gripes e resfriados

Alimento saboroso e saudável

A sopa de galinha funciona não apenas porque seu vapor ajuda a aliviar a congestão nasal, mas, também, porque os ingredientes anti-inflamatórios presentes no caldo reduzem o movimento dos neutrófilos – as células brancas do sangue que estimulam a formação do muco nos pulmões e no nariz.

Para aumentar ainda mais o poder da canja no combate ao resfriado, acrescente dois dentes de alho descascados e triturados quando a água estiver quase fervendo. O alho contém componentes sulfurosos antivirais e é sabido que estimula o sistema imunológico.

Combata a tosse:

O tomilho é um expectorante natural. Por isso, prepare uma panela de chá de tomilho para combater a tosse persistente.

Faça uma infusão com 2 colheres de sopa de folhas secas de tomilho em 6 xícaras de água quente durante 10 minutos. Coe o líquido em 1 xícara de chá, adoce com mel, se desejar, e beba 1 xícara cheia duas a três vezes por dia.

Abaixe a febre: 

Nos primeiros estágios da gripe, é possível ajudar o corpo a baixar a febre recorrendo a um banho de esponja a cada uma hora.

Mergulhe uma esponja em água morna, esprema-a para retirar o excesso do líquido e banhe o rosto, ombros, peito e extremidades. Se a febre persistir, beba 1 a 2 xícaras de chá de gengibre em intervalos curtos e regulares.

A erva vai provocar o suor – forma pela qual o corpo vai reagir para baixar a temperatura.