Quinoa: superalimento, fonte de proteína

A quinoa foi classificada como uma das melhores fontes de proteína do reino vegetal. Alimento rico em ferro, fibras, fósforo, cálcio, vitaminas A, B1, B2, B3, B6, C e E, a quinoa tem alto poder nutritivo. Existem várias receitas à base desse poderoso grão e, no post de hoje, selecionamos a de pasta de queijo branco com quinoa, que cai super bem com os Pães Pinheirense, tanto os de forma integral quanto os tipo Sueco. Experimente e faça você mesmo:

Ingredientes: 100 g de queijo branco amassado; 1 xícara de quinoa cozida; salsa e cebolinha picada; azeite de oliva; 2 colheres de maionese Light.

Preparo: Basta misturar todos os ingredientes, gelar e servir. A pasta de queijo branco com quinoa pode ficar na geladeira por até uma semana. Cuidado para não deixar a sua receita muito salgada, pois a quinoa absorve muito sal durante o cozimento ;)

Todos os produtos da linha light da Pinheirense contêm quinoa, além de serem livres de conservantes. Experimente!

Enxaqueca: os alimentos que desencadeiam e os que previnem a dor

Muitos alimentos, aditivos e outros componentes alimentares podem causar enxaquecas, mas os fatores desencadeantes variam muito de uma pessoa para outra. Confira as causas mais comuns:

- Queijos envelhecidos, creme de leite e alguns derivados do leite.

- Alimentos fermentados, como picles, molho e pastas.

- Chocolate.

- Miúdos e carnes salgadas, secas, curadas, defumadas ou que contenham nitritos.

- Sardinha, anchova e arenque em conserva.

- Álcool, especialmente vinho tinto;

- Temperos e aromatizantes, principalmente adoçantes artificiais.

- Sulfitos usados como conservantes de vinhos e frutas secas.

- Glutamato Monossódico (GMS).

O que comer:

-Cenoura, gengibre, maçã e kiwi: alimentos antioxidantes que ajudam no bloqueio da síntese de prostaglandinas (substâncias responsáveis pelos processos inflamatórios).

-Arroz, frutas, nozes, queijo branco, iogurte, verduras, pães integrais, grãos e cereais, leite desnatado e carnes e peixes magros: proporcionam bem-estar, porque são fontes de carboidratos e triptofano, que estimulam a liberação de serotonina.

-Peixes de água fria, como salmão e sardinha: são ricos em ômega-3, substância que ajuda a evitar inflamações que provocam dores.

-Castanha-do-pará e amêndoa: ricas em selênio, atuam no sistema nervoso central e ajudam a diminuir a intensidade das crises.

-Ovo, espinafre, escarola, agrião, couve: alimentos ricos em vitaminas do complexo B, que são antioxidantes e favorecem as funções cerebrais.

-Aveia, feijão, batata, ervilha, sementes e tomate: possuem magnésio, substância que costuma faltar no organismo de quem tem enxaqueca.

Ervas para alívio da enxaqueca:

Tome uma ou duas cápsulas de camomila (matricária) para reduzir episódios de dores de cabeça. Doses regulares de camomila reduzem a frequência e a intensidade de enxaquecas e da náusea que a acompanha. Comece devagar, porque a camomila pode provocar reações alérgicas. Se você não tiver efeitos colaterais, pode seguir a ingestão indefinidamente.

Benefícios da quinoa

A quinoa foi classificada como uma das melhores fontes de proteína do reino vegetal. Alimento rico em ferro, fibras, fósforo, cálcio, vitaminas A, B1, B2, B3, B6, C e E, a quinoa tem alto poder nutritivo.

Existem várias receitas à base desse poderoso grão e, no post de hoje, selecionamos a de pasta de queijo branco com quinoa, que cai super bem com os Pães Pinheirense, tanto os de forma integral quanto os tipo Sueco. Experimente e faça você mesmo:

Ingredientes: 100 g de queijo branco amassado; 1 xícara de quinoa cozida; salsa e cebolinha picada; azeite de oliva; 2 colheres de maionese Light.

Preparo: Basta misturar todos os ingredientes, gelar e servir. A pasta de queijo branco com quinoa pode ficar na geladeira por até uma semana. Cuidado para não deixar a sua receita muito salgada, pois a quinoa absorve muito sal durante o cozimento ;)

Todos os produtos da linha light da Pinheirense contêm quinoa, além de serem livres de conservantes. Experimente!

Pães com linhaça e sem conservantes

Entre os alimentos de origem vegetal, a linhaça dourada é o que mais possui ômega 3 em sua composição. Além disso, apresenta fibras, proteínas, vitaminas A, E, B1, B6, B12, potássio, sódio, fósforo, ferro, zinco, e outros minerais.

São muitos os benefícios da linhaça para a saúde: protege o coração, ajuda no controle do diabetes e de inflamações, auxilia na prevenção de determinados tipos de câncer, beneficia a saúde do intestino e melhora o sistema imunológico, além de ajudar no emagrecimento.

Desde 1937, a Pinheirense produz, artesanalmente, pães integrais e isentos de conservantes, feitos com grãos rigorosamente selecionados e ingredientes ricos em fibras e efeitos medicinais. Experimente os pães tipo Sueco com linhaça e o Pão de forma integral com linhaça.

Castanha-do-pará e seus diversos benefícios

São vários os benefícios provenientes do consumo da castanha do Pará, que pode ser consumida torrada, em doces e sorvetes, in natura, na forma de farinhas, em receitas salgadas e doces.

Muita rica em nutrientes, é composta por fibras, proteínas, cálcio, ferro, potássio, zinco, selênio, vitamina e ácido fólico. As gorduras mono e poliinsaturadas presentes na castanha do Pará ajudam a reduzir os níveis de colesterol ruim do sangue (LDL) e a aumentar o bom colesterol (HDL).

Já é comprovado que também auxilia no combate à propagação do câncer, diminuindo a sua incidência. Além de melhorar o sistema imunológico, ajuda a equilibrar a atuação dos hormônios da tireoide. Como se não bastasse, é um poderoso antioxidante.

Ao se mastigar apenas uma única castanha-do-pará, pode-se superproteger as unidades microscópicas do organismo, devido ao selênio, que é um mineral muito importante para se ter uma vida longa e saudável, combatendo o envelhecimento celular causado pela ação dos radicais livres.

Devido a grande quantidade de selênio presente na castanha do Pará, o consumo de uma única unidade diária supre as necessidades do corpo. Justamente por ser um mineral antioxidante, o selênio combate os radicais livres, fortalece o sistema imunológico e ainda ajuda a evitar tumores.

O zinco, presente na castanha-do-pará, tem papel fundamental na produção de glóbulos brancos. Ajuda a controlar a pressão e a amenizar sintomas da tensão pré-menstrual, sem falar no potássio, um grande aliado no desenvolvimento dos músculos.

Confira a receita de arroz integral com castanha do Pará

Ingredientes:

½ xícara de chá de arroz integral;

1 xícara de chá de leite de soja;

¼ de colher de chá de noz moscada moída;

1 pitada de sal

8 castanhas do Pará picadas

Preparo:

Coloque o arroz integral, o leite de soja, a noz moscada e o sal em uma panela média;

Levar ao fogo e mexer de vez em quando; tampar a panela e reduzir o fogo;

Deixe cozinhar por 45 minutos. Acrescentar as castanhas do Pará;

Rendimento: 8 porções.

Pão sueco de gergelim: isento de conservantes

Assim como os demais produtos da Pinheirense,  o Pão tipo Sueco com Gergelim é integral, artesanal e isento de conservantes. 

Os muitos benefícios da semente de gergelim para a saúde derivam de seu teor nutricional, incluindo vitaminas, minerais, óleos naturais, e compostos orgânicos que consistem em cálcio, ferro, magnésio, fósforo, manganês, cobre, zinco, fibra, tiamina, vitamina B6, folato, proteína e triptofano.

O gergelim também auxilia no tratamento da hemorroida, do diabetes, na perda de peso, na prevenção do envelhecimento precoce, na manutenção de ossos saudáveis, além de melhorar a respiração, evitar a asma e ajudar na prevenção de doenças cardiovasculares.

Aproveite todos os benefícios da maçã

Seja na salada de frutas, in natura, ou assada, a maçã é um alimento que traz inúmeros benefícios à saúde. Confira:

1. Ajuda a reduzir o colesterol ruim (LDL)

Tudo isso graças à pectina, um tipo de fibra solúvel encontrada na casca da maçã. Mas fique atento, pois, ao retirar a casca, essa substância é totalmente eliminada do alimento e seus benefícios vão embora.

2. Evita o envelhecimento precoce

A maçã possui muitos antioxidantes que combatem os radicais livres e protegem todas as células do corpo contra inúmeros agentes que causam doenças e o envelhecimento precoce. Suas propriedades antioxidantes blindam nosso coração e previnem certos tipos de câncer, como o de cólon e mama.

3. Protege a voz e a garganta

Como a maçã é rica em taninos e flavonoides, fitonutrientes que, entre diversas ações, atuam como adstringente, a fruta auxilia na limpeza da boca e faringe. E acaba por contribuir com a saúde da voz.

4. Fortalece o sistema imunológico

O responsável por isso é a quercitina, antioxidante que apresenta uma importante ação anti-inflamatória, além de contribuir para eliminar os radicais livres do organismo.

5. Ajuda o sistema digestivo

Por conta das boas quantidades de pectina, taninos, ácido málico e flavonoides, presentes na maçã, essas substâncias contribuem no alívio dos problemas no sistema digestivo, como diarreia, constipação intestinal, entre outros. Nesse caso, o indicado é consumir a maçã assada ou cozida, e até mesmo o chá de maçã.

6. Previne o derrame cerebral

Foi o que apontou um estudo da Universidade de Wageningen, na Holanda. Ao longo de dez anos, os pesquisadores acompanharam grupos de pessoas entre 20 e 65 anos. A conclusão da pesquisa apontou que aqueles indivíduos que consumiam alimentos de polpa branca, como a maçã, tinham 52% menos chances de desenvolver um AVC. Tudo isso por conta da alta concentração de fibras e vitaminas B, C e E.

7. Combate à anemia

Por ser rica em ferro, a maçã pode ser uma aliada para quem estiver passando por problemas de anemia. Além disso, a fruta também apresenta boas quantidades de vitamina C, elemento essencial para a boa absorção do ferro no organismo.

8. Dentes fortes e cérebro saudável

A maçã também pode ajudar nesses dois quesitos. Isso porque a fruta é rica em fósforo, mineral essencial para a estrutura óssea do corpo, assim como para o sistema nervoso.

9. Aliada do emagrecimento

As fibras encontradas na casca da maçã podem ajudar também a aumentar a sensação de saciedade, o que reduz as chances de ingerir alimentos em maior quantidade e, como consequência, contribui para o processo de perda de peso – se estiver seguindo uma boa dieta.

10. Alivia gastrite e úlceras

A quercitina (presente na maçã), ao formar um gel que protege a mucosa intestinal, torna-se uma boa aliada no processo de gastrite e úlceras gástricas.

Primavera: um convite à prática de atividades físicas

Exercícios físicos propiciam diversos benefícios para a sua vida. Portanto, aproveite o espírito de renovação da primavera, inspire-se e mexa-se! Experimente usar pequenos truques que modificam sua rotina de treinamento e ajudam a aumentar o pique:

- Tenha objetivos claros: saiba por que está malhando, ou seja, se deseja emagrecer, melhorar a saúde e a qualidade de vida, por exemplo. O importante é estar consciente de seus objetivos;

- Estabeleça metas a serem atingidas: planeje coisas que realmente estão ao seu alcance. Tente estipular pequenas metas que ajudam a manter e até a aumentar seu interesse pelos exercícios;

- Conheça novos aparelhos: procure conhecer todos os aparelhos disponíveis na academia. Malhar sempre nos mesmos equipamentos acaba desmotivando;

- Faça avaliações físicas regularmente: um teste sério e completo ajuda você a notar melhor sua evolução. Descobrir os resultados de seu esforço aumenta a vontade de malhar;

- Experimente fazer aulas variadas: os circuitos ( aula de ginástica localizada com exercícios aeróbicos) normalmente são mais dinâmicos, animando bastante e espantando o tédio;

- Tente unir esporte e malhação: encare a academia como um treinamento, em que você melhora, e muito, seu condicionamento físico para desenvolver melhor suas qualidades de atleta;

- Converse sempre com seu instrutor: ninguém consegue malhar por muito tempo se fizer algo de que não goste. Por isso, conte ao seu instrutor o que lhe interessa.

Melatonina e qualidade do sono

Diversas pessoas sofrem com a insônia e suas consequências. Em meio a tantos medicamentos e técnicas que prometem resolver o problema, encontramos os suplementos de melatonina. Uma das funções deste hormônio, produzido naturalmente por diversos animais e plantas, é a indução ao sono. Sua ação e eficácia fizeram com que indústrias farmacêuticas lançassem sua versão sintética, amplamente vendida como suplemento em outros países, como Estados Unidos e Europa.

Mas você deve estar se perguntando: “Se meu corpo produz naturalmente este hormônio, por que preciso me preocupar com isso?” Bem, devido a fatores como a idade avançada, o estresse, a ansiedade, dentre outros, algumas pessoas têm a produção da melatonina comprometida.

As doses indicadas de melatonina variam de 1 mg a 3 mg por dia, mas somente o médico estará apto, para indicar corretamente a dose necessária para cada caso. Por se tratar de um hormônio natural, a melatonina não induz à dependência e nem perde o efeito após uso prolongado.

O uso excessivo ou irregular do medicamento causa dor de cabeça, náuseas e mal estar, sendo que é melhor respeitar a dose correta do que desenvolver outros sintomas que não devem existir com a medicação correta.

É normal, entretanto, algum desconforto inicial nos primeiros dias, que não devem persistir durante o uso prolongado, e precisam ser comunicados ao médico em casos de efeitos colaterais indesejados.

Além do benefício em casos de insônias e problemas de sono, sua ação antioxidante ajuda na recuperação de neurônios que foram afetados com a Doença de Alzheimer e acidentes vasculares cerebrais. A melatonina também auxilia o sistema imunológico, prevenindo doenças, como o câncer, e evitando a perda de memória.

Luzes acesas diminuem o efeito da melatonina – tanto  a natural, como  a consumida através de suplemento. Assim, deve-se ingerir as cápsulas de melatonina e apagar as luzes, de forma que seu organismo possa relaxar e aproveitar ao máximo os efeitos desse hormônio. O mesmo vale para luzes de computadores, celular , televisões, etc.

Dieta para tratar sinusite

Embora a nutrição não aja diretamente sobre a sinusite, algumas medidas alimentares podem ajudar bastante. Alguns pacientes com sinusite crônica dizem obter melhora após banirem laticínios de sua alimentação. As pessoas que desejarem experimentar essa abordagem devem consultar o médico, para saber se serão necessários suplementos ou um aumento de ingestão de alimentos ricos em cálcio, mas que não sejam derivados do leite.

Líquidos podem ajudar a diluir a secreção e estimular a drenagem: beba oito a dez copos de água; sucos, chás e sopas são ótimas pedidas.

Consuma muitas frutas, verduras e legumes frescos para obter vitamina C: frutas cítricas (além de seus sucos), uva e amora preta são úteis, já que também possuem bioflavonoides, pigmentos vegetais com propriedades anti-inflamatórias. Alimentos ricos em zinco estimulam o funcionamento imunológico e podem ter propriedades anti-inflamatórias: frutos do mar, carne, aves, leite, iogurte, feijão, nozes, sementes e grãos integrais.

Alguns alimentos são descongestionantes nasais naturais: entre eles estão o alho, a cebola, a pimenta e a raiz-forte. Ervas e temperos descongestionantes incluem gengibre, tomilho, cominho, cravo e canela.

Para alívio rápido, inale vapor ou cubra o rosto com toalhas quentes e úmidas, a fim de promover a drenagem e aumentar o fluxo sanguíneo na área. Chá quente ajuda a reduzir a congestão, pois contém teofilina, um composto que facilita a respiração, já que relaxa os músculos lisos das paredes do trato respiratório.