Patê de Tofu e Pão Pinheirense

Poderoso aliado na prevenção do câncer de mama, o Tofu é uma importante fonte de proteínas e apresenta baixa caloria ( aproximadamente 70 kcal em cada 100 gramas). Rico em minerais (cálcio, ferro, fósforo, magnésio), previne a ocorrência de doenças crônicas, além de reduzir os níveis de colesterol ruim (LDL). As isoflavonas presentes no Tofu têm ação anti-inflamatória e antioxidante, que combatem os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento precoce e doenças degenerativas, como a osteoporose.

Alimento versátil, pode ser utilizado em diferentes pratos- doces e salgados. Selecionamos uma receita de patê de Tofu, prática e saborosa, que cai super bem com o Pães da Pinheirense.

Ingredientes:

2 fatias medias de Tofu;

1 colher (sopa) de maionese vegetal;

1 colher (sopa) de azeite de oliva extravirgem;

1 colher (sopa) de cenoura ralada;

1 colher (sopa) de orégano (seco);

1 colher (sopa) de salsinha crua;

1 colher (chá) de sal;

Pão tipo Sueco Pinheirense.

Preparo:

Amasse o Tofu com um garfo e adicione os demais ingredientes. Misture bem até obter uma mistura homogênea. Sirva com o Pão tipo Sueco da Pinheirense.

Pães integrais e tipo Sueco com linhaça

Além de não utilizar conservantes e produtos químicos em seus produtos, a Pinheirense faz uso de combinações variadas de sementes, aumentando o poder nutritivo dos pães e seus benefícios à saúde.

Por ser uma rica fonte de fibras solúveis, a linhaça auxilia na redução dos níveis de colesterol, combatendo doenças cardíacas. Também é comprovado que as fibras insolúveis dessa semente contribuem para evitar a prisão de ventre.

Fonte de ácido alfa-linoléico (ALA) – um ácido graxo essencial considerado como uma gordura “boa para o coração”-, ajuda a afinar o sangue. Os ácidos graxos ômega-3 não são produzidos pelo organismo, precisam ser adquiridos por meio de alimentos, como a linhaça.  Eles reduzem a tendência das plaquetas de se agruparem, formando coágulos.

As lignanas, que compõem a semente de linhaça, convertem-se em compostos similares ao estrogênio do próprio organismo, mas com menor atividade. Possuem a capacidade de ocupar os receptores de estrogênio nas células e bloquear os efeitos de estrógenos mais fortes. Devido a esse fator, diversas pesquisas estudam o papel da linhaça na prevenção de alguns tipos de câncer vinculados a hormônios, como o câncer de mama e de cólon.

Experimente o Pão de forma Integral e o Pão Sueco com linhaça!

Mais saúde: Pão Sueco com Gergelim

Assim como os demais produtos da Pinheirense,  o Pão tipo Sueco com Gergelim é integral, artesanal e isento de conservantes. Os muitos benefícios da semente de gergelim para a saúde derivam de seu teor nutricional, incluindo vitaminas, minerais, óleos naturais, e compostos orgânicos que consistem em cálcio, ferro, magnésio, fósforo, manganês, cobre, zinco, fibra, tiamina, vitamina B6, folato, proteína e triptofano.

O gergelim também auxilia no tratamento da hemorroida, do diabetes, na perda de peso, na prevenção do envelhecimento precoce, na manutenção de ossos saudáveis, além de melhorar a respiração, evitar a asma e ajudar na prevenção de doenças cardiovasculares.

Pinheirense comemora 79 anos!

Em 1937, surgia a Pinheirense, empresa paulistana fundada por talentosos imigrantes europeus que encontraram no Brasil a oportunidade de lançar a seleta receita preservada até os dias de hoje. Há 79 anos é mantida viva a tradição artesanal que garante a qualidade e sabor inconfundíveis de seus produtos.

O sucesso e longevidade comprovam o diferencial dessa empresa familiar, preocupada em conceber produtos saborosos e saudáveis, livres de conservantes e produtos químicos.

Aliados à produção artesanal, estão os grãos rigorosamente selecionados e ingredientes ricos em fibras e efeitos medicinais, como quinua, linhaça, castanha do Pará, kümmel, soja, dentre outros.

A Pinheirense está presente nos seguintes estados brasileiros: São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Brasília, Acre, Paraná, Goiás, Manaus.

O tempo passou, mas a marca permanece fiel às suas raízes e, sobretudo, à qualidade. Ao longo de seus 79 anos, a Pinheirense se tornou um desses raros exemplos em que a tradição do antigo se renova no frescor de cada fornada.

Patê de Ervas e Pão Pinheirense

Receitas práticas e saborosas sempre são uma ótima pedida em diferentes ocasiões. Assim como os produtos da Pinheirense, o patê de ervas é saudável e saboroso.

Ingredientes:

1 colher (chá) de manjericão fresco picado; 1 colher (chá) de orégano fresco picado; 1 colher (chá) de segurelha fresca picada; 3 folhas de louro picadas; 2 grãos de pimenta-do-reino amassados; 1 xícara (chá) de creme de leite light; 1 xícara (chá) de ricota; sal a gosto.

Preparo:

Bata as ervas no liquidificador juntamente com a pimenta e o creme de leite. Misture delicadamente com a ricota e tempere com o sal. Sirva com o pão tipo sueco e, ou com o Pão Integral Pinheirense.

Dicas para a sua dieta dar certo

Selecionamos algumas dicas relevantes para você emagrecer de forma natural e com segurança. Geralmente, esses pequenos detalhes não são levados a sério por muitas pessoas, que acabam frustradas, desistindo da reeducação alimentar. “Keep calm and foco na dieta!”

Tome café da manhã, e não pule refeições: Coma com mais frequência para não ficar de estômago completamente vazio, pois isso pode fazer você comer em excesso na próxima refeição;

Não faça jejum: O jejum, mesmo com grande consumo de água, pode ser muito perigoso. Pode provocar queda de pressão e problemas de coração. Além disso, a perda de peso decorrente do jejum raramente permanece quando a pessoa volta a comer;

Os pães integrais Pinheirense não contêm conservantes e são ideais para aqueles que buscam uma alimentação mais saudável.

Beba muito líquido, principalmente água: beba água, e bastante. Os líquidos matam a sede e também diminuem o apetite.

Café e chá são aceitáveis: se você tomá-los com açúcar ou leite, prefira leite desnatado e adoçante stevia. Permita-se um copo de vinho ou de cerveja, se quiser, mas esteja ciente de que acrescentam 100 calorias por copo.

Fique de olho no Índice Glicêmico: O Índice Glicêmico (IG) indica a velocidade em que os alimentos ricos em carboidratos são digeridos. Alimentos digeridos rapidamente são convertidos em glicose rapidamente, deixando-o com fome em pouco tempo.

Entre os alimentos com um IG baixo estão o arroz integral, lentilhas, inhame e maçã. Os alimentos com IG alto – em outras palavras, alimentos a serem evitados se você está tentando emagrecer- incluem cereais matinais com açúcar, arroz branco e purê de batata.

 

Pinheirense: um caso de amor

Fundada em 1937 por duas famílias de hábeis padeiros europeus, a Pinheirense continua fiel a sua missão de produzir pães artesanais, isentos de conservantes. E foi a partir de uma história de amor que nasceu essa empresa familiar.

Na década de 1930, o jovem padeiro austríaco Henrich Palme trabalhava na cozinha da Confeitaria Vienense, endereço histórico que marcou época nos anos dourados da capital paulista. Ali, ele conheceu o alemão Albert Neubauer, um experiente boulanger, que antes de se mudar para o Brasil, durante a Primeira Guerra Mundial, teve durante muitos anos a própria padaria, em Kiel. Os dois colegas tornaram-se amigos. Mas foi por causa da filha de Albert, Else – também funcionária da Vienense-, que a amizade deles se estreitou.

Henrich apaixonou-se por Else. Casaram-se, selando um matrimônio duplamente duradouro. De um lado, o amor entre homem e mulher. Do outro, a frutífera sociedade entre sogro e genro, que culminou com o nascimento da Pinheirense, em 1937, na Rua Coropés, no bairro de Pinheiros.

A produção artesanal seguia a receita original trazida da Alemanha por Albert. É  a mesma até hoje. Elaborada com farinha de trigo integral, processada pela própria empresa, e ingredientes selecionados, não leva nenhum conservante. São duas linhas de produtos: o Pão Sueco-aquelas conhecidas casquinhas crocantes-, e o Pão Integral- perfumadíssimo e muito fresco!

O tempo passou, mas a marca ainda se mantém fiel à qualidade. A clientela também! A Pinheirense é um desses raros exemplos em que a tradição do velho se renova no frescor de cada fornada.

Alimentos integrais: por que consumi-los?

Uma alimentação saudável e equilibrada faz toda a diferença para a saúde, e isso inclui o consumo de alimentos integrais, que por serem ricos em fibras, trazem diversos benefícios: ajudam a diminuir os níveis de colesterol e glicose, promovem sensação de satisfação, ajudam a prevenir constipação intestinal, auxiliam no controle de peso, dentre outros.

Algumas das fibras solúveis – pectina, farelo de aveia e outras – podem reduzir os níveis de colesterol no sangue. Por sua vez, isso reduz o risco de doenças das artérias coronárias e infartos decorrentes de aterosclerose – a formação de placas de gordura nas artérias.

As fibras são divididas em duas grandes categorias: solúveis e insolúveis. A maioria das plantas contém as duas fibras, embora alguns alimentos sejam mais ricos em uma do que na outra.

As fibras solúveis se dissolvem na água e se tornam viscosas. São encontradas na lentilha, leguminosas, farelo de aveia, aveia, linhaça, psílio, cevada e em frutas ricas em pectina como maçãs, morangos e frutas cítricas.

As fibras insolúveis não se dissolvem nem com a mastigação, passando através do trato digestivo praticamente inalteradas. São encontradas no farelo de trigo, nos produtos à base de trigo integral, no arroz integral, nas cascas de frutas e nos legumes/verduras como cenoura, brócolis e ervilhas.

Por fornecerem a sensação de saciedade e possuírem poucas calorias, ajudam a perder ou controlar o peso. A sensação de saciedade tende a desaparecer rapidamente quando as fibras passam pelo sistema digestivo.

A melhor maneira de usar a fibra para perder peso é consumir uma alimentação balanceada que também inclua pequenas quantidades de proteína e de gordura em cada refeição. Como o corpo metaboliza a proteína e a gordura mais lentamente do que as fibras, a pessoa não sentirá fome tão cedo.

Indivíduos adultos devem consumir diariamente cerca de 25 g de fibras. Os pães integrais, além de fornecerem energia como os demais, são ricos em fibras e fornecem nutrientes importantes para o organismo.

Através do consumo de alimentos integrais, é possível, desde a infância, prevenir-se de doenças como a diabetes tipo 2, obesidade, doenças cardiovasculares, constipação intestinal etc.

Todos os produtos fabricados pela Pinheirense contêm combinações variadas de sementes, além de serem integrais, artesanais e isentos de conservantes. São ideais para quem busca uma alimentação saudável.

O pão nosso

A história do pão é praticamente tão antiga quanto a história em si, conforme academicamente a concebemos. Afinal, quando os primeiros pães começaram a ser consumidos, há cerca de 6.000 anos, a própria Revolução Neolítica ainda estava em curso dentro da realidade de diversas povoações espalhadas pelos quatro cantos da superfície terrestre.

O domínio da agricultura e do fogo, bem como a domesticação de animais e o surgimento dos primeiros esboços de uma comunicação padronizada, tanto em desenhos quanto em fonemas, eram ainda experiências tão recentes quanto raras entre a totalidade dos habitantes da Terra. E, desde estes tempos remotos para a humanidade, o pão já alimentava parcela significativa de populações, como os egípcios, servindo também como forma de pagamento por trabalhos realizados.

As inúmeras serventias do alimento, no entanto, representam apenas a ponta visível de um iceberg muito maior. Afinal, a própria elaboração da receita, desde a obtenção da farinha e do sal até o cozimento em água e a fermentação, representa um verdadeiro marco evolutivo na trajetória da humanidade. O homem, agora estabelecido num ambiente fixo, começava a dialogar com o ambiente à sua volta, adaptando-o às suas necessidades, e não apenas fazendo o caminho inverso.

A bricolagem envolvida na aplicação de objetos naturais como ferramentas improvisadas começava a dar lugar a artefatos projetados e elaborados com finalidades específicas. O homem experimentava pela primeira vez a magia e a potência da criatividade, e materializava na complexidade do pão – um alimento composto, elaborado, e inexistente enquanto tal na natureza – o triunfo sobre o problema eterno da busca por nutrientes.

De forma bastante concreta, era pela primeira vez a mente alimentando o corpo. Uma constatação forte o bastante para tornar válida a discussão acerca do que terá de fato ocorrido: o pão nascido como filho primogênito do homem criativo; ou o próprio homem criativo ter vivido seu primeiro momento através do pão.

Distanciando-se dos instintos, o homem começava a sintetizar e produzir conhecimento. Experimentava, alterava, criava. E o pão – desde a noite dos tempos, testemunha o marco desta caminhada – não apenas dava materialidade a esta vocação criativa, como também era capaz de adaptar-se aos mais diferentes contextos, sempre conservando seu papel fundamental na alimentação de todas as gerações desde então.

Símbolo maior e mais antigo da cooperação entre o divino e o humano, o pão ganha contornos de profunda sacralidade aos olhos de boa parte da população mundial, através da vida e da mensagem pregada por Jesus Cristo, 2.000 anos atrás. Intitulando-se “o Pão da Vida”, Jesus eternizou o alimento ao citá-lo no Pai Nosso, e ao instruir que através da renovação de sua santa e derradeira ceia fosse celebrada sua memória. Além disso, foi também através da multiplicação de pães que Jesus, conforme o relato bíblico, alimentou ao menos por duas vezes grandes multidões que o seguiam.

Presente e ativo ao longo de toda a história registrada do homem sobre a Terra, o pão sobreviveu a todas as evoluções tecnológicas sem jamais ver questionada sua importância – tanto na nutrição quanto na composição da própria identidade cultural de uma espécie.

Ao longo dos milênios, inúmeras civilizações fizeram suas próprias interpretações daquela receita tão simples e perfeita, gerando uma infinidade de variações deste que é o alimento humano por excelência. Todas elas, igualmente herdeiras desta parceria que não apenas serve de suporte à história humana, mas que também, sob vários aspectos, chegou mesmo a defini-la.

E esta história continua a ser escrita a cada fornada preparada, dia após dia, desde as primeiras horas da madrugada. Não existe nada de banal, portanto, no ato de levar um pedaço de pão à boca, quando este mesmo ato talvez represente a ligação mais próxima e atual com os hábitos e rituais dos primeiros ancestrais criativos, nas bases mais profundas da civilização, e de tudo aquilo que ainda significa ser humano.

Vale a pena lembrar disso durante o próximo café da manhã.

 

Pinheirense: há 77 anos, fidelizando clientes

Ao longo dos anos em que se dedica a fabricar produtos saborosos e de altíssima qualidade, a Pinheirense conquistou a admiração e confiança de clientes fiéis, que não trocam a marca por nenhuma outra.

O competente jornalista Romolo Ciuffo, natural de São Paulo, é um dos clientes de ouro da empresa. “Há dez anos, mantenho-me fiel à Pinheirense. Sou filho de imigrantes – mãe polonesa e pai italiano- e aprendi, desde cedo, a apreciar alimentos naturais, feitos artesanalmente, e com ingredientes integrais. Por um bom tempo, tive o privilégio de contar com as saborosas massas preparadas em casa por minha mãe. Depois, precisei ir em busca de produtos que se aproximassem dos que eu estava acostumado a consumir. Não foi uma tarefa muito fácil, até conhecer a Pinheirense. É um verdadeiro privilégio consumir alimentos como esses. Gosto de todos, não me limito a apenas um tipo, já que costumo variar o sabor. Valorizo os produtos fabricados pela Pinheirense, pois além de serem muito saborosos, trazem benefícios à saúde, devido aos seus ingredientes e o modo como são produzidos. Com o tempo, aprendemos a comer o que realmente precisamos e nos faz bem”, declara Romolo.

 

Romolo Ciuffo, cliente Pinheirense há uma década.
Participe, e nos diga por que também é um cliente Pinheirense!