Pão tipo Sueco light com aveia

O Pão Tipo Sueco light com Aveia faz parte da linha de produtos artesanais e sem conservantes produzidos pela Pinheirense. Além de saborosos, os nossos pães são saudáveis e possuem combinações variadas de sementes, que trazem inúmeros benefícios à saúde.

Benefícios da aveia:

A aveia apresenta efeitos benéficos sobre o colesterol, pressão arterial, níveis de açúcar no sangue, saciedade e saúde gastrointestinal. Excelente fonte de fibra solúvel, cálcio, ferro, manganês, folacina, vitamina E, tiamina, niacina, riboflavina e outras vitaminas do grupo B, ajuda na redução tanto do nível de açúcar no sangue quanto dos níveis de insulina, um fator importante no controle do diabetes.

O farelo de aveia é rico em betaglucano, o que ajuda a reduzir os níveis de colesterol, diminuindo os riscos de infartos. Alguns estudos demonstram que a aveia não apenas diminui o colesterol LDL, mas também aumenta os níveis do bom colesterol – o HDL.

Por possuir um valor elevado de saciedade, o que significa que leva um longo tempo para ser digerida, a sensação de fastio é mais duradoura. Acredita-se que tanto a proteína como as fibras de aveia contribuem para esse efeito.

Cuidado: muitos pães contêm azodicarbonamida

O título da matéria publicada na revista “Super Interessante” já denuncia: “Você está comendo sola de sapato no hambúrguer”. Isso porque muitas empresas utilizam uma substância chamada azodicarbonamida na fabricação de pães. Não por acaso, os sanduíches de muitos fast foods, por exemplo, têm gosto e cheiro estranhos. Link para a matéria completa: https://goo.gl/1muWbc

“O nome da substância responsável pela textura esponjosa é tão obscuro quanto sua utilização na indústria alimentícia: azodicarbonamida. O composto químico é um condicionador de massas e branqueador de farinhas que também é empregado na fabricação de tapetes de yoga, borracha para sola de sapatos, isopor e chinelos. É ele que dá resistência e leveza aos materiais.”

Ao comprar pães e sanduíches, tome cuidado, e certifique-se de que não está ingerindo essa substância, tão danosa para a saúde. Dê preferência aos produtos artesanais e isentos de conservantes e outros produtos químicos, como os da Pinheirense. Conheça os nossos produtos – pães integrais de forma e pães tipo Sueco. A receita original, da década de 1930, é mantida até os dias de hoje. 

Dicas de conservação dos pães Pinheirense

A Pinheirense produz, artesanalmente, deliciosos pães integrais de forma e Tipo Sueco. Devido ao fato de não utilizarmos produtos químicos e conservantes, a validade de nossos produtos, comparada a dos pães industrializados, é menor. A seguir, disponibilizamos algumas dicas de conservação dos Pães Pinheirense:

Pão tipo Sueco:

Para conservá-lo sempre fresco, guardá-lo em vasilha de vidro devidamente fechada.

Pão Integral:

Até quatro dias: guardá-lo em lugar fresco;

a partir do quinto dia: guardar na geladeira por até 10 dias;

após dez dias: conservá-lo no congelador.

O Pão de cada dia

Dentre as vantagens do pão, pode-se destacar que é uma boa fonte de carboidratos complexos, além de ser rico em niacina, riboflavina e outras vitaminas B; algumas variedades fornecem boas quantidades de ferro; pães de cereal integral contêm alto teor de fibras.

Os carboidratos devem compor em torno de 50% das calorias ingeridas diariamente em dietas balanceadas. São importantes fontes de energia, principalmente para o cérebro, e garantem que o corpo poupe suas preciosas proteínas musculares da queima metabólica.

O tipo de farinha utilizada e a maneira como ela e os demais ingredientes interagem resultam nos diversos tipos de pão e em suas texturas e sabores específicos. Quando a farinha de trigo é amassada com algum líquido, as proteínas de glúten absorvem a água, resultando numa massa elástica que acumula gás do levedo de fermentação; Formam-se bolhas de dióxido de carbono, resultando numa textura leve.

O centeio e outros tipos de farinha possuem quantidades variadas de glúten, mas nenhuma se equipara à do trigo – razão pela qual os pães produzidos com outros cereais tendem a ser pesados e grossos. Para fazer um pão de centeio, de cevada ou de outros cereais e obter uma textura mais leve, adiciona-se um pouco de farinha de trigo à massa.

O sabor e a textura também sofrem influência do tipo de líquido misturado à massa – água, cerveja, leite e suco de frutas são as opções mais comuns. Açúcar e mel podem ser utilizados para “alimentar” o levedo e fazer com que o pão cresça mais rápido. Uma pequena quantidade de sal é necessária para fortalecer o glúten e controlar o ritmo de multiplicação do levedo. Manteiga, ou outra gordura, costuma ser adicionada para conferir sabor a pães industrializados.

Sempre verifique os ingredientes. Os pães produzidos em grandes quantidades apresentam vários conservantes, emulsificantes e alvejantes ou corantes, para prolongar o período de validade e melhorar a apresentação do produto.