Lanches saudáveis e naturais

Feitos com pães integrais, carnes magras e vegetais frescos, os sanduíches naturais são uma opção saborosa para saciar a fome sem cair nas armadilhas dos fast-foods. Um sanduíche feito com a carne branca de frango, por exemplo, pode oferecer inúmeros benefícios à saúde de seu corpo. O frango não somente é fonte de proteína magra, mas contém diversas vitaminas. Confira uma receita de sanduíche natural de frango com mistura verde, que, além de saborosa e nutritiva, é super fácil de fazer:

Ingredientes:

500 gramas de peito de frango cozido e desfiado;

1 pacote de pão de forma integral Pinheirense;

1 xícara de salsinha picada;

1 xícara de salsão picado;

1 xícara de aipo cortado;

2 xícaras de casca de melancia;

1 limão para temperar;

1 xícara de maionese light;

Modo de Preparo:

Cozinhe o peito de frango, desfie e armazene em um refratário;

Lave a melancia, descasque-a e rale a casca com o auxilio de um ralador;

Leve as cascas ao fogo até a fervura e verifique se possuem maciez, nesse caso, retire do fogo;

Pique e corte todos os ingredientes e misture-os;

Acrescente a maionese e tempero com sal e limão a gosto;

Disponha o recheio sobre uma fatia do pão de forma integral Pinheirense e ponha a segunda fatia sobre o recheio;

Sirva o sanduíche em seguida.

Campeões de nutrição

As leguminosas estão entre os alimentos vegetais mais nutritivos – ricos em proteínas, vitaminas do complexo B, ferro, potássio e outros minerais. Elas fornecem grandes quantidades de fibras, inclusive as solúveis, importantes no controle dos níveis de colesterol no sangue.

Estudos mostram que as pessoas que comem mais legumes têm menos chance de ter doenças cardíacas. Os legumes contêm uma variedade de fitoquímicos importantes que apresentam várias propriedades que previnem doenças. Alguns dos mais importantes são: isoflavonas, que protegem contra doenças cardíacas e câncer; saponina, que ajuda a reduzir o colesterol; e fitosteróis, que têm propriedades anticancerígenas e de redução do colesterol.

Os legumes também são muito importantes para os diabéticos, pois seu conteúdo equilibrado de carboidratos complexos e proteínas fornece uma fonte lenta e regular de glicose, em vez do aumento súbito que pode ocorrer após a ingestão de carboidratos simples.

A maioria das leguminosas possui poucas calorias e gordura; a soja e o amendoim, entretanto, são ricos em óleos insaturados.

Perdendo peso

Se você está tentando emagrecer, uma porção de legumes ajuda a matar a fome mais rapidamente. O alto teor de fibras dos legumes enche o estômago e provoca apenas uma ligeira elevação dos níveis de açúcar, saciando a fome por mais tempo e fornecendo energia constante.

 

As 10 melhores dicas para saladas

Selecionamos dez dicas para que suas saladas façam ainda mais sucesso, e não deixem de ser incluídas na sua dieta alimentar diária:

-Verduras de folhas mais tenras devem ser temperadas com o molho pouco antes de serem servidas;

- Saladas que serão levadas para o trabalho, por exemplo, devem ser guardadas em recipientes de plástico hermeticamente fechados, e o molho precisa ser armazenado em um frasco separado;

- Saladas de batata, de arroz e de macarrão devem ser preparadas com, no máximo, 4 horas de antecedência. Tempere com sal e vinagre imediatamente antes de servir;

- Lave o que sobrar da alface e escorra a água. Guarde-a inteira ou fatiada em saco plástico hermético no compartimento de verduras da geladeira. A alface permanece fresca por 2 dias;

- Lave o que sobrar das ervas frescas, agite-as até secarem, pique e congele em porções dentro de fôrmas de gelo;

- Tempere verduras e legumes com vinagrete leve. Para um molho mais cremoso, use maionese ou creme de leite e iogurte na proporção de 1 para 1;

- Restos de saladas com molho cremoso são ideias para sanduíches. Coloque verduras, pepinos e rodelas de tomate dentro de um pão, adicione o restante da salada e pronto;

- Cozinhe legumes para saladas sempre em porções dobradas. Eles conservam-se na geladeira por 1 a 2 dias;

- A salada de frutas deve ser reagada apenas com suco de limão. Mantenha o molho separado em um frasco de vidro;

- Abacaxi, kiwi e mamão frescos azedam se misturados a derivados do leite. Deixe as frutas no próprio suco por um período, tempere-as com molho tipo coulis ou use frutas em calda.

Adoce as hortaliças

Alguns dos legumes e verduras mais saudáveis têm um gosto amargo ruim. Isso ocorre devido às substâncias naturais que dão a eles seu poder de cura. E como esses alimentos fazem muito bem à saúde, vale a pena recorrer a alguns “truques” culinários, para não deixar de usufruir de todos os seus benefícios.

Beterraba: Misture a beterraba crua ralada com suco de limão, passas brancas e aipo, ou asse-a com vinagre balsâmico.

Brócolis: Faça um purê de brócolis cozidos com batatas ou corte caules descascados e refogue-os com alho e uma pitada de azeite.

Berinjela: Pincele-a com azeite de oliva, salpique orégano e grelhe.

Couve: Refogue em suco de maçã para diminuir o amargor.

Espinafre: Coma fresco e cru. Faça uma salada temperada com vinagre balsâmico ou de framboesa e uma pitada de azeite de oliva.

Repolho: Cozinhe repolho roxo, maçãs picadas ( com a casca, para obter mais antioxidantes) e passas em suco de maçã. Tempere com cravo-da-índia em pó.