Por que investir na Auto Hemoterapia

Em um mundo onde a indústria farmacêutica lucra bilhões, falar de tratamentos alternativos pode gerar muitos ataques. Antiga, empregada pela primeira vez em 1911, a Auto Hemoterapia estimula o aumento dos macrófagos, fortalecendo o sistema imunológico. Trata-se de um recurso terapêutico simples, que se resume em retirar sangue de uma veia e aplicá-lo no músculo.

O sangue é retirado no momento em que será aplicado no paciente e não recebe nenhum tratamento. A quantidade de sangue a ser aplicada depende da doença que deve ser tratada e pode variar de 5 mililitros a 20 mililitros. Cada braço só pode receber até 5 mililitros e cada nádega até 10 mililitros, segundo Luiz Moura. Quando o organismo recebe o sangue no músculo, o reconhece como um corpo estranho que é rejeitado pelo Sistema Retículo Endotelial (conjunto de células que ajudam na formação do sangue e também nos mecanismos de defesa). Com isso, aumenta a produção dos macrófagos que tem taxa normal de 5% e, com a aplicação, sobe para 22%. Esta taxa mais alta permanece por cinco dias e começa a declinar novamente para os 5%, por isso, deve-se fazer uma nova aplicação após uma semana.

A auto-Hemoterapia começou a ser pesquisada no início do século passado, e foi particularmente usada durante a Primeira Guerra Mundial, quando ainda não existia a penicilina e os antibióticos, e os soldados morriam, em sua maioria, devido a infecções hospitalares. Foi então que os médicos começaram a aplicar a auto hemoterapia, que reduziu drasticamente a taxa de mortalidade, nesses casos.

No processo de Auto Hemoterapia, quando o sangue do paciente é reintroduzido em seu próprio músculo, o sistema de defesa irá atacar o sangue, porque ele carrega vestígios da doença que já está instalada no organismo da pessoa. Este aparecimento súbito de resistência impulsionado pelo próprio organismo seria o responsável por combater a própria doença.

Segundo especialistas e defensores da área, a Auto Hemoterapia é capaz de curar diversas doenças. Em uma pesquisa realizada em busca de pessoas que disseram ter sido curadas através da terapia, as que mais foram citadas entre os pacientes foram:

  • Acne
  • Asma, Rinite, Bronquite e alergias
  • Psoríase
  • Doença de Crohn
  • Lupus
  • Artrite reumatoide
  • Cistos
  • Hipertensão
  • Hepatite C
  • Acidente Vascular Cerebral (AVC)
  • Poliomiosite
  • Escaras
  • Depressão
  • Amigdalite
  • Febre reumática
  • Gota
  • Disritmia e convulsões (epilepsia)
  • Dores e processos inflamatórios
  • Herpes
  • Distúrbios circulatórios e processos inflamatórios
  • Úlceras
  • Diabete
  • Hipertensão
  • entre outros
Saiba mais em: http://www.autohemoterapiabrasil.com/