Dias chuvosos: cuidados essenciais para dirigir com segurança

Em períodos chuvosos, a atenção dos motoristas deve ser redobrada. Vale, portanto, anotar algumas dicas para que seu veículo esteja em perfeito equilíbrio dinâmico na hora de pegar a estrada.

Começando pelos pneus, é crucial que eles estejam em bom estado, com as ranhuras profundas e bem definidas, além, é claro, de estarem sempre calibrados conforme a especificação do fabricante. O mesmo vale para o estepe. As rodas também devem estar alinhadas e balanceadas, para que o veículo aproveite ao máximo – e sem vibrações – o potencial de aderência dos pneus.

Observados estes procedimentos, é hora de verificar a cambagem e o caster de cada uma das rodas.

Camber é o ângulo vertical da roda quando o carro é observado pela frente ou por trás. Se a base das rodas estiver projetada para fora, o carro terá mais aderência para percorrer curvas e menos aderência para acelerar ou frear em linha reta. Se, por outro lado, os pneus estiverem perfeitamente perpendiculares ao piso, então o carro terá muita aderência para acelerações e frenagens, mas deverá se mostrar escorregadio em curvas. Aqui, mais uma vez o ideal é seguir a recomendação do fabricante, que para a maioria dos carros gira em torno de 1º de inclinação externa.

Já o caster se mede pela inclinação para frente ou para trás da linha central do pivô de sustentação da roda. Sua aferição rotineira é importante, porque ao subir em calçadas ou colher buracos em estradas, as rodas – principalmente as dianteiras – podem sofrer pequenos recuos, alterando negativamente o comportamento do carro. Se uma roda estiver mais recuada que a outra, a direção do veículo irá puxar para o lado mais recuado. E mesmo que as duas rodas estejam igualmente recuadas, ainda assim o carro irá perder estabilidade e sensibilidade.

Com estas questões resolvidas, vale observar também a distribuição de peso dentro do automóvel. Se possível, distribua os passageiros de maneira que um lado do carro não fique muito mais pesado que o outro. A distribuição da bagagem também pode ajudar nessa tarefa, e é sempre conveniente que as malas mais pesadas sejam colocadas ao fundo do porta-malas, próximas ao banco traseiro. Assim garante-se um comportamento mais neutro por parte do veículo quando percorrendo curvas acentuadas.

Por fim, tenha a certeza de que seu carro está freando de forma similar em todas as quatro rodas (experimente frear levemente numa linha reta e sem inclinações, para ver se ele guina ou puxa para algum dos lados), e jamais dirija próximo a outros veículos. Esteja atento a manchas de óleo ou à presença de lama na pista, avisando sempre a quem vem no sentido contrário, e às autoridades competentes sobre os riscos encontrados.

Seguindo estas medidas simples, e observando o estado de molas e amortecedores, você estará no caminho certo para curtir este e muitos outros feriados.

Não abandone a atividade física nas férias

Antes de abandonar os exercícios por falta de entusiasmo, experimente usar pequenos truques que modificam sua rotina de treinamento e ajudam a aumentar seu pique:

- Tenha objetivos claros: saiba por que está malhando, ou seja, se deseja emagrecer, melhorar a saúde e a qualidade de vida, por exemplo. O importante é estar consciente de seus objetivos;

- Estabeleça metas a serem atingidas: planeje coisas que realmente estão ao seu alcance. Tente estipular pequenas metas que ajudam a manter e até a aumentar seu interesse pelos exercícios;

- Conheça novos aparelhos: procure conhecer todos os aparelhos disponíveis na academia. Malhar sempre nos mesmos equipamentos acaba desmotivando;

- Faça avaliações físicas regularmente: um teste sério e completo ajuda você a notar melhor sua evolução. Descobrir os resultados de seu esforço aumenta a vontade de malhar;

- Experimente fazer aulas variadas: os circuitos ( aula de ginástica localizada com exercícios aeróbicos) normalmente são mais dinâmicos, animando bastante e espantando o tédio;

- Tente unir esporte e malhação: encare a academia como um treinamento, em que você melhora, e muito, seu condicionamento físico para desenvolver melhor suas qualidades de atleta;

- Converse sempre com seu instrutor: ninguém consegue malhar por muito tempo se fizer algo de que não goste. Por isso, conte ao seu instrutor o que lhe interessa.

Dicas para manter o bronzeado

Fonte de energia, o sol fortalece os ossos, melhora a elasticidade da pele e anima o astral. Além disso, deixa a pele com aquele tom dourado do verão. Contudo, se os devidos cuidados não forem tomados, a radiação solar resseca a pele e se torna responsável pelas indesejáveis rugas e envelhecimento.

Procure tomar sol até às 11 horas e após às 16 h e, claro, não esqueça de usar o filtro solar, protetor labial, chapéu e óculos.

Dicas para manter o bronzeado:

-Hidrate muito bem o corpo com uma alimentação rica em frutas e muito líquido;

- Após o banho, passe hidratante em todo o corpo, massageando a pele com movimentos circulares. O bom hidratante apresenta substâncias que evitam a ardência e nutrem a pele;

- Tome banhos mornos ou frios, pois a água quente resseca a pele;

- Aplique máscara hidratante no rosto – região do corpo que exige mais cuidados ( existem produtos específicos para cada tipo de pele);

- Para garantir a beleza, saúde e o bem-estar, não deixe de lado uma atividade importantíssima: beber muita água.

- Para um tom de bronzeado bonito, vale a pena ingerir legumes e frutas de cor vermelha, laranja e amarela, ricos em betacaroteno.

-Alimentos ricos em antioxidantes – Frutas, legumes, verduras, grãos e alimentos integrais – ajudam na redução da inflamação da pele durante os dias de exposição, além de protegê-la dos danos causados pelo sol.

- Complementar o bronzeado usando autobronzeadores é uma bela forma de reforçar a cor do verão quando não estiver mais na praia ou piscina.

Alimentos que hidratam ( porcentagem de água):

Pepino: 96%

Rabanete: 95%

Escarola: 94%

Repolho: 93%

Melancia: 92%

Melão: 90%

Pêssego: 88%

Laranja: 87%

Estação das chuvas: dicas para quem vai viajar

Verão combina com férias, que por sua vez combinam com pegar a estrada. No entanto, as altas temperaturas coincidem também com a estação das chuvas, tornando este um período potencialmente perigoso para quem gosta de viajar. Vale, portanto, anotar algumas dicas para que seu veículo esteja em perfeito equilíbrio dinâmico na hora de sair com a família.

Começando pelos pneus, é crucial que eles estejam em bom estado, com as ranhuras profundas e bem definidas, além, é claro, de estarem sempre calibrados conforme a especificação do fabricante. O mesmo vale para o estepe. As rodas também devem estar alinhadas e balanceadas, para que o veículo aproveite ao máximo – e sem vibrações – o potencial de aderência dos pneus.

Observados estes procedimentos, é hora de verificar a cambagem e o caster de cada uma das rodas.

Camber é o ângulo vertical da roda quando o carro é observado pela frente ou por trás. Se a base das rodas estiver projetada para fora, o carro terá mais aderência para percorrer curvas e menos aderência para acelerar ou frear em linha reta. Se, por outro lado, os pneus estiverem perfeitamente perpendiculares ao piso, então o carro terá muita aderência para acelerações e frenagens, mas deverá se mostrar escorregadio em curvas. Aqui, mais uma vez o ideal é seguir a recomendação do fabricante, que para a maioria dos carros gira em torno de 1º de inclinação externa.

Já o caster se mede pela inclinação para frente ou para trás da linha central do pivô de sustentação da roda. Sua aferição rotineira é importante, porque ao subir em calçadas ou colher buracos em estradas, as rodas – principalmente as dianteiras – podem sofrer pequenos recuos, alterando negativamente o comportamento do carro. Se uma roda estiver mais recuada que a outra, a direção do veículo irá puxar para o lado mais recuado. E mesmo que as duas rodas estejam igualmente recuadas, ainda assim o carro irá perder estabilidade e sensibilidade.

Com estas questões resolvidas, vale observar também a distribuição de peso dentro do automóvel. Se possível, distribua os passageiros de maneira que um lado do carro não fique muito mais pesado que o outro. A distribuição da bagagem também pode ajudar nessa tarefa, e é sempre conveniente que as malas mais pesadas sejam colocadas ao fundo do porta-malas, próximas ao banco traseiro. Assim garante-se um comportamento mais neutro por parte do veículo quando percorrendo curvas acentuadas.

Por fim, tenha a certeza de que seu carro está freando de forma similar em todas as quatro rodas (experimente frear levemente numa linha reta e sem inclinações, para ver se ele guina ou puxa para algum dos lados), e jamais dirija próximo a outros veículos. Esteja atento a manchas de óleo ou à presença de lama na pista, avisando sempre a quem vem no sentido contrário, e às autoridades competentes sobre os riscos encontrados.

Seguindo estas medidas simples, e observando o estado de molas e amortecedores, você estará no caminho certo para curtir com a família as maravilhas deste e de muitos outros verões.

Dicas de viagem

Se viajar é um dos grandes prazeres da vida, torne sua viagem tranquila e agradável, cuidando passo a passo de cada detalhe. Confira dicas importantes:

Antes de definir seu destino, investigue tudo a respeito dos lugares a que pretende viajar;

Viajar na baixa estação sai bem mais barato: hotel, atrações, passagens;

Organize uma lista com itens que não podem faltar na sua bagagem;

Deixe pronto tudo o que for possível em casa e no trabalho antes de partir;

Providencie alguém para cuidar do recebimento de contas, correspondências e assinaturas durante sua ausência;

Antes de partir, durma um pouco mais, coma alimentos leves e beba bastante água.

Equilíbrio entre conforto e elegância

Procure viajar com tecidos que não amassem muito, como malhas e microfibras;

Sapatos se salto médio são confortáveis e ideais para enfrentar as diferenças climáticas;

Não exagere na bagagem. Escolha peças com cores neutras para facilitar as combinações. Tons escuros para calças, saias, blazers, sapatos e bolsas. Deixe as cores claras e tons vivos para as blusas e camisetas;

No nécessaire procure colocar cosméticos pequenos, descartáveis, analgésicos, antiácidos e medicamentos de primeiros-socorros contra enjoo;

Leve sacos plásticos para armazenar roupas sujas ou molhadas.

Sinais de bom relacionamento

Sempre que se hospedar na casa de alguém leve uma pequena lembrança para os anfitriões ou para as crianças;

Em viagens coletivas, evite fumar, passear pelos corredores e ouvir aparelhos sonoros em alto volume. Falar baixo é imprescindível;

Em outros países, quando entrar em locais públicos, cumprimente e agradeça na língua local;

As gorjetas variam conforme a cultura de cada região. Informe-se sobre os hábitos culturais de seu local de destino;

Mantenha o bom humor.