Enxaqueca: os alimentos que desencadeiam e os que previnem a dor

Muitos alimentos, aditivos e outros componentes alimentares podem causar enxaquecas, mas os fatores desencadeantes variam muito de uma pessoa para outra. Confira as causas mais comuns:

- Queijos envelhecidos, creme de leite e alguns derivados do leite.

- Alimentos fermentados, como picles, molho e pastas.

- Chocolate.

- Miúdos e carnes salgadas, secas, curadas, defumadas ou que contenham nitritos.

- Sardinha, anchova e arenque em conserva.

- Álcool, especialmente vinho tinto;

- Temperos e aromatizantes, principalmente adoçantes artificiais.

- Sulfitos usados como conservantes de vinhos e frutas secas.

- Glutamato Monossódico (GMS).

O que comer:

-Cenoura, gengibre, maçã e kiwi: alimentos antioxidantes que ajudam no bloqueio da síntese de prostaglandinas (substâncias responsáveis pelos processos inflamatórios).

-Arroz, frutas, nozes, queijo branco, iogurte, verduras, pães integrais, grãos e cereais, leite desnatado e carnes e peixes magros: proporcionam bem-estar, porque são fontes de carboidratos e triptofano, que estimulam a liberação de serotonina.

-Peixes de água fria, como salmão e sardinha: são ricos em ômega-3, substância que ajuda a evitar inflamações que provocam dores.

-Castanha-do-pará e amêndoa: ricas em selênio, atuam no sistema nervoso central e ajudam a diminuir a intensidade das crises.

-Ovo, espinafre, escarola, agrião, couve: alimentos ricos em vitaminas do complexo B, que são antioxidantes e favorecem as funções cerebrais.

-Aveia, feijão, batata, ervilha, sementes e tomate: possuem magnésio, substância que costuma faltar no organismo de quem tem enxaqueca.

Ervas para alívio da enxaqueca:

Tome uma ou duas cápsulas de camomila (matricária) para reduzir episódios de dores de cabeça. Doses regulares de camomila reduzem a frequência e a intensidade de enxaquecas e da náusea que a acompanha. Comece devagar, porque a camomila pode provocar reações alérgicas. Se você não tiver efeitos colaterais, pode seguir a ingestão indefinidamente.

A relação alimento-enxaqueca

Muitos alimentos, aditivos e outros componentes alimentares podem causar enxaquecas, mas os fatores desencadeantes variam muito de uma pessoa para outra. Confira os fatores mais comuns:

- Queijos envelhecidos, creme de leite e alguns derivados do leite.

- Alimentos fermentados, como picles, molho e pastas de soja.

- Alguns legumes, sobretudo feijões secos, lentilhas e produtos à base de soja.

- Chocolate a cacau.

- Miúdos e carnes salgadas, secas, curadas, defumadas ou que contenham nitritos.

- Sardinha, anchova e arenque em conserva.

- Álcool, especialmente vinho tinto;

- Fígado de galinha.

- Temperos e aromatizantes, principalmente adoçantes artificiais, gengibre e melaço.

- Sulfitos usados como conservantes de vinhos e frutas secas.

- Glutamato Monossódico (GMS).

Ervas para alívio da enxaqueca:

Tome uma ou duas cápsulas de camomila (matricária) para reduzir episódios de dores de cabeça. Doses regulares de camomila reduzem a frequência e a intensidade de enxaquecas e da náusea que a acompanha. Comece devagar, porque a camomila pode provocar reações alérgicas. Se você não tiver efeitos colaterais, pode seguir a ingestão indefinidamente.

Tensão e dores de cabeça

Dores de cabeça provocadas por tensão são o tipo mais habitual, causadas por contrações musculares ou desequilíbrio das substâncias químicas naturais do cérebro. A dor resulta em pressão ao redor da cabeça, vindo, em alguns casos, acompanhada de uma sensação constritiva na cabeça, pescoço e músculos dos ombros. Geralmente, têm início à tarde ou à noite, e provocam dor contínua.

O melhor tratamento é a prevenção, como técnicas de relaxamento, massagens, meditação e visualização causam efeitos positivos para muitas pessoas. Outra dica é cortar de sua alimentação todos os alimentos e medicamentos que possuam cafeína, já que podem piorar a tensão e a ansiedade, contribuindo para o início da dor de cabeça.

A sinusite também pode ser a causa de dores de cabeça, provocando dor profunda e desconfortante em volta dos olhos, chegando, à vezes, às têmporas e aos ouvidos. Ao se abaixar, a pessoa sente que a dor aumenta.

Já as dores de cabeça conhecidas como rebound podem ser provocadas pelo uso indiscriminado de sedativos, analgésicos, assim como de medicamentos contra dores  e cafeína, resultando em um ciclo vicioso de aumento de tolerância e de dependência.

Outros fatores desencadeadores de dores de cabeça incluem problemas dentários, fome, falta ou excesso de horas de sono, ficar exposto a luzes fortes por longo período, vista cansada, consumo excessivo de álcool, estresse, dentre outros.