Pão Sueco e pasta de grão de bico

Receitas práticas e saborosas sempre são uma ótima pedida em diferentes ocasiões. Assim como os produtos da Pinheirense, a pasta de grão de bico é saudável e saborosa.

Ingredientes

Pão Sueco Pinheirense; 2 xícaras (chá) de grão-de-bico; 1/2 xícara (chá) de tahine (pasta de gergelim); 1/2 xícara (chá) de água gelada; suco de 1 limão; 2 dentes de alho amassados; sal, páprica doce e azeite a gosto.

Preparo

Na véspera, deixe o grão-de-bico de molho em água fria. No dia seguinte, coloque o grão de-bico em uma panela com a mesma água e deixe cozinhar até que fique bem macio. Escorra e reserve a água do cozimento. Bata o grão-de-bico no liquidificador e vá adicionando a água do cozimento até formar uma pasta não muito grossa. Deixe esfriar completamente e reserve. Em uma tigela, misture o tahine, a água gelada, o suco de limão, o alho e o sal. Junte o grão-de-bico batido e polvilhe a páprica.

Regue com o azeite e sirva com o Pão Sueco Pinheirense, que, assim como todos os nossos produtos, é isento de conservantes!

Peixes com finesse

Mantenha distante o cheiro de peixe: Antes de preparar peixe fresco, corte um limão-siciliano ao meio e esfregue as metades cortadas nas mãos para evitar que absorvam o cheiro de peixe. Se a fritura for seu método culinário favorito, lave a frigideira que usou na hora de fritar o peixe e despeje 1 cm de vinagre branco dentro dela; o ácido acético deverá eliminar qualquer cheiro que tiver permanecido na panela.

Tire as escamas com a ajuda do vinagre: Quando for retirar as escamas de um peixe, esfregue vinagre branco nelas e espere 10 minutos. As escamas se soltarão com tanta facilidade que é possível que venham a fazer mais sujeira do que o normal; portanto, antes, coloque o peixe em um saco plástico.

Mantenha o peixe poché firme: Ao preparar um peixe poché, adicione suco de limão-siciliano ao líquido usado no cozimento para ajudá-lo a cozinhar de maneira uniforme. Para cada 500 g de peixe, use o suco de meio limão-siciliano.

Preserve a umidade enquanto assa: Peixes com baixo teor de gordura- como badejo, linguado e vermelho – podem secar muito rapidamente enquanto estão sendo assados. Pra preservar a umidade, embrulhe cada um dos filés em papel alumínio antes de colocá-los no forno.

O molho ficou apimentado demais?

Acrescente duas gotas de extrato de baunilha ao molho e ele deverá ficar mais suave. O extrato de baunilha é o melhor condimento para essa função, porque a vanilina, os açúcares e os aminoácidos presentes na baunilha diminuem a potência da pimenta em um ou dois graus.

Curry extrapicante

Suavize-o com purê de maçã. Adicione 30 ml de purê de maçã para cada 90 ml de molho curry e prove. Se necessário, continue a acrescentar o purê até o curry ficar aceitável.

Equilibre o sal com açúcar

Caso você coloque sal demais em um ensopado ou sopa, salve-os com uma colher de chá de açúcar granulado. Ele absorverá o sal e equilibrará o sabor. Você também pode acrescentar uma colher de chá de mel.

Corte a cebola sem lágrimas

Use pão: Corte um pequeno pedaço de pão, deslizando-o pela lâmina até quase chegar ao cabo. Enquanto você for picando a cebola, o pão absorverá parte do gás sulfuroso;

Coloque as cebolas no congelador: Congele as cebolas de 10 a 15 minutos antes de fatiá-las. O frio ajuda a minimizar os gases que causam lágrimas;

Pique as cebolas perto de um queimador de fogão: É possível posicionar a tábua de cortar, com segurança, sobre o fogão a gás e cortar cebolas com um ou dois queimadores ligados bem baixinho. O calor atrai os gases sulfurosos da cebola e os neutraliza;

Acenda uma vela: Queime uma vela próximo ao local onde estiver trabalhando, de maneira a neutralizar parte dos gases que emanam das cebolas cortadas.

Abra a torneira: Leve a tábua de cortar para a pia e abra a torneira fria enquanto fatia a cebola. Os gases sulfurosos da cebola reagem com as lágrimas e produzem ácido sulfúrico ( é por isso que os olhos ardem), mas a água corrente, em vez dos seus olhos, os absorverá.

Aromatize alimentos com gerânios perfumados

Gerânios aromáticos (variedades de Pelargonium) possuem folhas comestíveis que liberam fragrâncias quando friccionadas.

Entre as variedades que crescem em vasos ( ou, em climas mais quentes, em canteiros) encontram-se aquelas com aroma de rosa, limão-siciliano, maçã, damasco, hortelã, canela, gengibre e noz-moscada.

Os alimentos que se beneficiam da adição de folhas de gerânio picadas bem fino incluem geleias de frutas, biscoitos, bolos e peras cozidas.

Flores comestíveis

Muitas flores de jardim, além de comestíveis, são uma contribuição atraente e colorida para saladas, diferentes pratos e pudins. Colha-as frescas para uso imediato. Um alerta: nunca use flores que tenham sido borrifadas com qualquer espécie de pesticida. Evite plantas tóxicas como azaleias, narcisos, crisântemos, hortênsias, lírios-do-vale, oleandros, rododendros e ervilhas-de-cheiro.

Monarda: Essa flor vermelha, que tem gosto de orégano com um toque de hortelã, é mais usada em pratos com frutas e saladas verdes.

Calêndula: O sabor da calêndula, prima dourado-alaranjada do cravo-de-defunto, lembra o do açafrão. Espalhe suas pétalas em massas e pratos à base de arroz.

Dente-de-leão: As flores do dente-de-leão devem ser comidas quando jovens e recém-colhidas; experimente as pétalas, com gosto de mel, como decoração para pratos à base de arroz. As folhas são deliciosas em saladas, mas saiba que os dentes-de-leão cultivados em canteiros são mais saborosos que aqueles que brotam em gramados.

Amor-perfeito-do-campo: O suave sabor de gaultéria dessas flores do gênero Viola é um complemento refrescante de saladas e queijos suaves.

Nastúrcio: As flores do nastúrcio têm um sabor doce e picante que lembra o do agrião, enquanto suas folhas dão um toque apimentado às saladas.

Rosa: Use as pétalas maiores para salpicar em sobremesas ou saladas, e as menores para decorar. As pétalas podem ser usadas em xaropes e geleias.

Flor de sálvia: As flores de sálvia têm um sabor mais sutil que a folha da erva usada na culinária, dando um toque diferente a pratos à base de feijão, milho e cogumelos.

Flores de abóbora: Flores de abóboras fritas são uma especialidade italiana apreciadas no mundo inteiro. Em uma receita típica, as flores são mergulhadas em clara de ovo batida e, em seguida, passadas na farinha de rosca e no queijo parmesão ralado antes de fritar.