Cozinha: cuidado com utensílios de madeira e plástico

Tanto a madeira quanto o plástico estão muito presentes em utensílios de cozinha-tábuas, colheres, moedores, soquetes etc. Porém, eles são, constantemente, condenados por serem nocivos à saúde.

madeira acumula grande quantidade de fungos e bactérias, e mesmo com uma boa higienização, esses germes continuarão vivos e se misturarão aos alimentos na primeira oportunidade. Por ser um material vivo, cheio de células, que, em contato com outro material orgânico, puxa os sulcos, a madeira, neste caso, oferece riscos à saúde. E não há uma metodologia correta, eficiente para a higienização. E por higienização, entende-se desinfecção e limpeza, que é o que deve ser feito com tudo que usamos na cozinha.

Ao saber dessa informação, muita gente pensa: “Bom, então o melhor a fazer é comprar utensílios de plástico!” Péssima ideia. Muitos tipos de plástico, como o PVC, podem lixiviar para alimentos e bebidas. A lixiviação aumenta quando o plástico entra em contato com alimentos oleosos e gordurosos – durante o aquecimento -, ou tem seu processo potencializado em plásticos velhos ou rachados, causando impactos negativos à saúde.

Além disso, a maioria dos plásticos precisam de aditivos e estabilizantes para tornarem-se utilizáveis. O chumbo, por exemplo, é muitas vezes adicionado para tornar o plástico mais resistente, enquanto plastificantes são agregados para dar maior flexibilidade ao material.

Além de todo o mal que fazem à saúde, esses aditivos tóxicos também contribuem para a poluição.

Se tanto utensílios de plástico quanto os de madeira são prejudiciais, o que fazer nesse caso? A resposta é bastante simples: bambu! Utilizado, há milênios, pelos asiáticos, o material vem se destacando e, pouco a pouco, começa a ser mais valorizado pelos brasileiros. Por não apresentarem poros, as fibras do bambu não acumulam resíduos, além de possuir ação bactericida natural. Diferente da madeira, que necessita do uso de bactericidas em sua composição, o bambu possui uma propriedade natural que elimina as bactérias.

Por serem leves e resistentes, os utensílios produzidos a partir do bambu são de fácil manuseio e longa durabilidade. Além disso, o seu preço também é muito acessível!

Em uma época onde se fala tanto em sustentabilidade, vale ressaltar que o bambu é um material 100% ecológico, uma vez que é renovável e não polui o meio ambiente.

A cada vez que um bambu é cortado, imediatamente um novo broto está nascendo para ser utilizado dali a 4 anos.

A adoção de utensílios de alumínio também é aconselhável. Escumadeiras, conchas e colheres de alumínio não oferecem riscos consideráveis à saúde, porque o tempo de contato com o alimento é curto. No entanto, armazenar comida em recipientes de alumínio por tempos longos não é indicado, já que os resíduos eliminados podem ser prejudiciais à saúde.

 

Afaste os insetos da sua cozinha

Não é necessário fazer uso do inseticida ou de armadilhas para deixar a cozinha livre das formigas. O segredo: limão.

Primeiro, esprema um pouco de suco de limão na soleira das portas e nos peitoris das janelas. Em seguida, coloque o suco em todos os buracos e rachaduras para onde se dirigem as formigas.

Por último, espalhe algumas pequenas fatias de casca de limão em volta da porta de entrada. As formigas entenderão a mensagem de que não são bem-vindas.

Os limões também funcionam contra baratas e pulgas: junte o suco de 4 limões (com a casca) e 2 litros de água, e lave o chão com essa mistura; pulgas e baratas odeiam o cheiro de limão.

Benefícios das ervas aromáticas

Além de incrementarem o prato com aquele aroma especial, as ervas aromáticas conferem ainda mais sabor aos alimentos, além de trazerem diversos benefícios à saúde. Por fornecerem uma ampla variedade de substâncias fitoquímicas ativas, ajudam a proteger o organismo contra doenças crônicas. Confira os benefícios de alguns temperos naturais:

Alecrim: As folhas contêm um óleo usado em analgésicos tópicos para aliviar dores musculares. O chá alivia dores de cabeça.

Cebolinha: Estas pequenas parentes da cebola possuem compostos de enxofre que podem baixar a pressão sanguínea caso ingeridas em grande quantidade.

Coentro: Folhas muito frescas podem ser mastigadas para facilitar a digestão.

Endro: Muito usado em picles, molhos de saladas e pratos de peixe, o endro também é usado para aliviar gases intestinais e o seu chá pode aliviar cólicas em bebês.

Manjericão: Ingrediente básico de muitos pratos, ele também é usado como tônico e contra resfriado.

Menta: Mastigar as folhas pode refrescar o hálito. O chá de menta é um auxiliar digestivo.

Orégano: Cozido como chá, parece ajudar na digestão e aliviar a congestão.

Salsa: Quando consumida em porções de no mínimo 30 g, esta erva contém quantidades úteis de vitamina C (salsa fresca apenas), cálcio, ferro e potássio. Também é rica em bioflavonóides, monoterpenos e outros compostos anticancerígenos.

Sálvia: Seu chá pode ser usado como digestivo, desinfetante oral ou em gargarejos, a fim de aliviar aftas, dores na gengiva ou dores de garganta.

Tomilho: Cozido como chá, pode ser usado para restabelecer o intestino irritável, fazer gargarejos para dores de garganta ou como xarope para tosse ou congestão.

A “cartilha” do cogumelo

Com pouquíssimas calorias, os cogumelos praticamente não têm gordura e são boas fontes de fibra alimentar. Oferecem quantidades consideráveis de potássio, selênio, riboflavona, tiamina, ácido fólico, B6 e zinco. Os cogumelos também são uma das melhores fontes vegetais de niacina. Confira dicas importantes de conservação e preparo desse alimento:

-Ao comprar cogumelos, procure os mais durinhos sem nenhum amassado. Todos os cogumelos são colhidos naturalmente, mas amassam com facilidade. Manuseie-os com cuidado;

-O sabor se desenvolve com o crescimento. Logo, os cogumelos maiores são os mais saborosos;

-Não guarde os cogumelos embrulhados em papel filme ou em plásticos. Guarde-os em bolsas de papel, na gaveta de legumes da geladeira;

-Cinco dias é o tempo máximo de conservação dos cogumelos na geladeira;

-Lave os cogumelos pouco antes de usá-los, mas não descasque ou remova os talos. A parte nutritiva do cogumelo está bem abaixo da pele e será perdida se forem descascados. Apenas pique ou corte sem mexer na casca;

-Cozinhe os cogumelos rapidamente. Se for usá-los em um prato de preparo lento, como em um ensopado, acrescente-os apenas nos últimos vinte minutos.

Os cogumelos crescem como mágica!

Se não forem colhidos, os cogumelos-paris dobram de tamanho a cada 24 horas. Primeiro, é um cogumelo com a calota fechada. Depois a calota se abre, revelando suas lamelas marrons. Quando não é colhido, cresce e se transforma em um cogumelo grande e chato com lamelas abertas. Quanto maior o cogumelo, melhor o seu sabor.

Pão Sueco Pinheirense com creme de ricota

Ingredientes
- 1 caixinha de creme de leite – 200g
- 1 xícara (chá) de ervilha fresca congelada – 130g
- 100 g de ricota
- 1 colher (chá) de sementes de erva-doce – 1,5g
- 20 fatias de pão tipo sueco Pinheirense
- Sal a gosto

Modo de Fazer
1. Coloque a ervilha em uma panela com 1 xícara (chá) de água fervente e 1 colher (chá) de sal. Deixe no fogo por 5 minutos ou até a ervilha ficar macia. Retire do fogo e escorra a água.
2. Disponha em um prato fundo a ricota, o creme de leite, o sal e as sementes de erva-doce. Amasse com um garfo até ficar homogêneo. Sirva com o pão tipo sueco Pinheirense e, por cima, arrume a ervilha. Decore com tomate cortado em cubos pequenos.

Caviar de berinjela servido com Pão tipo Sueco Pinheirense

Foto: Alessandra Pimentel

Rende 20 porções

Ingredientes:

2 berinjelas;

1 dente de alho picadinho;

limão siciliano (somente o suco);

2 colheres de azeite;

1 colher de sopa de iogurte Grego;

Sal e pimenta cayenne;

20 folhas de menta;

1 colher de chá de páprica;

Pão Sueco Pinheirense

Preparo: Com um garfo, fure várias vezes as berinjelas e coloque-as no forno, até que seu interior fique macio. Espere esfriar e, em seguida, retire sua polpa. Tente tirar o máximo de líquido, espremendo com as mãos; coloque a berinjela, o alho, limão, azeite e o iogurte no processador, até que se obtenha um patê. Adicione sal e pimenta a gosto. Decore com a menta e a páprica e sirva com o Pão tipo Sueco Pinheirense.

Ideal para festas: salada asiática de vitela com creme picante

Cada porção fornece: 270 kcal, 24 g de proteínas, 17 g de gordura, 5 g de carboidratos.

Tempo de preparo: 30 minutos

Sirva com Pão tipo Sueco da Pinheirense.

Ingredientes ( para 4 porções):

400 g de vitela cozida

200 g de couve-chinesa

200 g de broto de bambu ou de feijão ( em conserva)

100 g de vagem-macarrão

2 colheres (sopa) de óleo de girassol

1/2 colher (chá) de óleo de gergelim

2-3 colheres (chá) de vinagre de arroz

2 colheres (sopa) de molho de soja (shoyu)

1-2 pitadas de açúcar mascavo

1 raiz de gengibre freco (3 cm)

1 molho de capim-limão

sal

2 colheres (sopa) de sementes de gergelim

1/2 molho de cebolinha

2 colheres (sopa) de creme de leite

1 colher (chá) de molho sambal ( ou outro molho de pimenta).

Modo de preparo:

- Corte a vitela cozida em tiras finas e coloque-as numa tigela. Lave a couve-chinesa e agite as folhas para que sequem. Em seguida, corte-as em tiras finas.

- Escorra os brotos de bambu e corte-os em tiras finas. Lave as vagens, retire os fiapos e corte-as diagonalmente em tiras. Misture as verduras com a carne.

- Coloque numa tigela os óleos de girassol e de gergelim, 2 colheres (sopa) do vinagre, o molho de soja e o açúcar. Descasque o pedaço de gengibre e pique-o bem. Descarte as partes duras do capim-limão e pique as partes macias.

- Junte o gengibre e o capim-limão à tigela. Misture tudo e, se preciso, tempere o vinagrete com um pouco de sal. Derrame sobre os ingredientes da salada e misture com cuidado.

- Torre levemente as sementes de gergelim em uma frigideira sem óleo. Coloque num prato e deixe esfriar. Lave e seque a cebolinha e corte-a em pequenos anéis. Para fazer o creme, misture o creme de leite com o sambal ou molho de pimenta e tempere com sal.

- Se quiser, tempere a salada com mais sal, açúcar e vinagre. Distribua em pequenas tigelas. No meio de cada porção, sirva um pouco de creme e polvilhe com as sementes de gergelim e a cebolinha.

Como preparar o capim-limão

- Descarte a raiz e as camadas externas, fibrosas, do talo de capim-limão.

- Corte também as pontas fibrosas dos talos, pois não são comestíveis. Lave o talo de capim-limão e seque com papel-toalha.

- Pique ou corte as partes internas macias e suculentas em pequenos pedaços. Quem preferir, pode triturá-las num pilão até formar uma pasta.

Cozinha: adesivos para cobrir os azulejos

Nosso lar merece toda atenção, carinho e cuidado necessário, para que possamos desfrutá-lo com prazer e satisfação. De acordo com as possibilidades financeiras de cada pessoa, é possível, sim, deixar cada cantinho da casa muito agradável e aconchegante tanto para os seus moradores quanto para as visitas.

E a cozinha, claro, sendo um local especial da casa, onde preparamos nossos alimentos e, em muitos lares, considerada, ainda, como o local ideal para desfrutar de todas as refeições e estabelecer conversas e momentos de confraternização ao lado de parentes e amigos, merece investimentos que a deixem sempre convidativa.

Tendências atuais de decoração são os desenhos e materiais próprios para cobrir os azulejos da cozinha. Há desde estampas com apelo retrô até aquelas com imitações de ladrilho hidráulico.

As alternativas mais usadas para proteger e finalizar as paredes da cozinha continuam sendo o azulejo (ou porcelanato) e a tinta acrílica, que podem ser aplicados numa base de massa feita de cimento e areia (emboço) ou, no caso de reforma, na cerâmica existente.

Além dos fatores estéticos, a decisão sobre qual caminho seguir depende do orçamento e do tempo disponível para a obra. Se você optar por não remover o revestimento antigo, economizará a mão de obra de demolição e a retirada de entulho. Com o objetivo de evitar surpresas durante e após a reformulação, observe alguns cuidados.

Ao trocar os azulejos, verifique se a espessura do novo modelo é parecida com a do anterior para não haver necessidade de adaptar a guarnição das portas e janelas ou de substituir o acabamento dos registros hidráulicos. Já no caso de pintura ou sobreposição das peças cerâmicas, confira se a base está totalmente limpa e desengordurada.

Atenção: não pode existir infiltração ou vazamento de água, e convém retirar as unidades soltas e sem resistência mecânica (quebradiças ou com a superfície fraca).

 

Pão sueco com creme de framboesa

Foto: Alessandra Pimentel

Além de saborosa, a framboesa é uma excelente fonte de vitamina C. Contém boas quantidades de ácido fólico, ferro e potássio, além de fornecer bioflavonóides, que podem proteger contra o câncer. Rica em fibras, essa fruta possui poucas calorias.

Que tal preparar um creme de framboesa delicioso e fácil de fazer? Cai super bem com o pão tipo sueco da Pinheirense, que, assim como essa fruta, é saboroso e super saudável!

Anote aí:

125 ml de geleia de framboesa;

125 ml de creme de leite;

20 framboesas

Bata o creme de leite até que se obtenha consistência firme. Adicione uma colher de chá do creme e outra de geleia ao pão sueco Pinheirense. Você pode decorar com uma framboesa no topo.

Como afastar os insetos da sua cozinha

Não é necessário fazer uso do inseticida ou de armadilhas para deixar a cozinha livre das formigas. O segredo: limão.

Primeiro, esprema um pouco de suco de limão na soleira das portas e nos peitoris das janelas. Em seguida, coloque o suco em todos os buracos e rachaduras para onde se dirigem as formigas.

Por último, espalhe algumas pequenas fatias de casca de limão em volta da porta de entrada. As formigas entenderão a mensagem de que não são bem-vindas.

Os limões também funcionam contra baratas e pulgas: junte o suco de 4 limões (com a casca) e 2 litros de água, e lave o chão com essa mistura; pulgas e baratas odeiam o cheiro de limão.