Por que consumir água de coco

Você já deve saber que a água de coco traz inúmeros benefícios à saúde, mas, talvez, não conheça, de fato, o quão poderosa ela seja, já que apresenta propriedades antivirais, antibacterianas, anti-inflamatórias e antioxidantes, ajudando a prevenir e a combater diferentes tipos de doenças.

Beneficia o funcionamento cerebral e do sistema nervoso

Além de ser uma importante fonte de magnésio, a água de coco também tem uma quantidade relevante de potássio, que é uma das mais importantes substâncias para o sistema nervoso, assim como o cérebro, funcionarem bem. Consumindo água de coco com regularidade, é possível suprir mais de 13% da necessidade diária, com apenas um copo.

Diminui o cansaço e o estresse

Quando estamos com sede é sinal de que já estamos desidratados. Esse estado provoca uma lentidão nas funções do organismo, nas atividades cerebrais, levando ao cansaço mental e na diminuição das funções musculares, promovendo a fadiga. Os minerais presentes na água de coco (magnésio e potássio) auxiliam na redução do cansaço e do estresse. Por reidratar o corpo, a bebida também diminui a fadiga e o mal-estar.

Rejuvenesce e previne contra o câncer

A água de coco contém citocininas, que protegem as células do envelhecimento e previnem contra o câncer. As citocininas são hormônios vegetais responsáveis pela divisão celular, por isso atuam na renovação das células, garantindo uma pele jovem e saudável. Além disso, diminui a possibilidade de surgirem células cancerígenas, devido à rápida divisão celular (quando a célula se divide e dá origem a duas células idênticas, conhecido, também, como mitose). A divisão celular é o processo responsável pela reposição de células mortas, regeneração dos tecidos saudáveis do corpo e pelo crescimento do indivíduo.

Melhora a digestão

A água de coco atua como um tônico digestivo que se usa para tratar doenças tropicais, incluindo a gripe estomacal, disenteria, prisão de ventre e parasitas. O consumo ajuda a melhorar a digestão graças às suas enzimas bioativas.

Controle do colesterol

A água de coco auxilia no controle do colesterol alto. O seu consumo regular contribui para a diminuição das placas de ateroma nas artérias, baixando o colesterol e melhorando o funcionamento do coração.

Combate a ressaca

Ao ingerir bebida alcoólica, estimulamos a eliminação de água através da urina. Os efeitos dessa desidratação causam os famosos sintomas da ressaca: dor de cabeça, fadiga, mal-estar, sede, tontura e náuseas. Beber água de coco (cerca de 500 ml a 1000 ml) horas depois ou no dia seguinte a bebedeira promoverá a reposição dos líquidos e eletrólitos perdidos, amenizando os desconfortos. A quantidade exata dependerá de cada organismo e do tanto de álcool consumido.

Fortalece o sistema imunológico

A água de coco é rica em vitamina C, que aumenta a produção de glóbulos brancos, células que fazem parte do sistema imunológico e que têm a função de combater microorganismo e estruturas estranhas ao corpo. O nutriente aumenta os níveis de anticorpos no organismo.

Coração e rins saudáveis

O potássio encontrado na água de coco é um nutriente extremamente importante para manter em equilíbrio a quantidade de sal e água que os rins excretam. Sem o potássio, os rins não conseguem eliminar sódio com eficiência. E o excesso de sódio no organismo, por sua vez, retém água e aumenta a pressão arterial, também conhecido como hipertensão.

Perda de peso

A água de coco auxilia na perda de peso por possuir baixa densidade calórica e fornecer vitaminas e minerais importantes para os processos metabólicos de geração de energia. Por se tratar de uma bebida natural – não contém corantes nem conservantes- e ser fonte de nutrientes, ela pode ser inserida em dietas que objetivam perda ou manutenção de peso e reeducação alimentar. Deve-se ressaltar, no entanto, que ingeri-la isoladamente não é suficiente para emagrecer, é necessário adotar hábitos de vida saudáveis, reduzir o consumo de alimentos industrializados altamente calóricos e fazer atividades físicas.

Ajuda a combater a candidíase

Como o coco tem função fungicida, a ingestão da água de coco ajuda no tratamento para equilibrar a flora vaginal e controlar a candidíase. O óleo de coco aplicado topicamente também pode ajudar no tratamento.

Óleo de coco fortalece o sistema imunológico

Considerado um superalimento, o óleo de coco (extra-virgem) é uma gordura do bem, que, por apresentar a combinação do ácido láurico e do ácido cáprico, fortalece o sistema imunológico, combatendo bactérias, vírus e fungos. Você pode consumir, diariamente, de duas a três colheres de sopa do óleo. Confira os demais benefícios desse alimento:

Aumenta o colesterol bom

O óleo de coco é eficaz para aumentar os níveis de colesterol HDL, que é conhecido como o colesterol “bom”. Pesquisas feitas com mulheres com obesidade abdominal mostraram que a HDL aumentou para aquelas que consumiram o óleo de coco. Em contraste, as mulheres que consomem óleo de soja apresentaram uma diminuição no colesterol HDL.

Diminui a sensação de fome:

O óleo de coco pode ser um alimento funcional para alguns praticantes de musculação: em primeiro lugar, pelos fatores termogênicos apresentados do alimento. Elevando a temperatura corpórea, consegue-se, portanto, acelerar o metabolismo. Além disso, para indivíduos com dietas restritas em carboidratos, ele pode ser uma boa opção para o pré-treino, pois servirá rapidamente de energia ao corpo.

Faz bem para a pele:

Manter a pele hidratada faz parte de um dos benefícios do óleo de coco. Muitas mulheres já descobriram que ele é um hidratante maravilhoso para as pernas, braços e cotovelos. Você pode usá-lo em seu rosto também; embora isso não seja recomendado para pessoas com pele muito oleosa.

Ele também pode ajudar a reparar calcanhares rachados. Basta aplicar uma camada fina nos calcanhares na hora de dormir e calçar meias.

Combate infecções

O óleo de coco virgem tem fortes propriedades antibacterianas, que podem ajudar a combater infecções. Isso porque auxilia no retardo do crescimento da bactéria intestinal Clostridium difficile, que é a responsável por causar diarreia grave. Suas propriedades também são ótimas para combater várias outras bactérias e leveduras.

Cicatrização de feridas

Estudos feitos em ratos, cujas feridas foram tratadas com óleo de coco, mostraram uma redução dos marcadores inflamatórios, e o aumento da produção de colágeno, um componente importante da pele. Como resultado, as feridas foram curadas muito mais rápido.

Para acelerar a cicatrização de pequenos cortes ou arranhões, aplique um pouco de óleo de coco diretamente na ferida e cubra com uma bandagem.

Combate a candidíase

A Cândida albicans é um fungo responsável por infecções, que normalmente ocorrem em áreas quentes e úmidas do corpo, como a boca ou a vagina. O óleo de coco é um aliado ao combate da candidíase.

Melhora a saúde do fígado

A gordura saturada do óleo de coco protege o fígado de danos causados pelo álcool ou por toxinas. Em uma pesquisa, foi observada a diminuição nos marcadores inflamatórios do fígado e um aumento da atividade das enzimas hepáticas benéficas. Por isso, tenha sempre ele por perto. 

Melhora a função cerebral

Os triglicerídeos de cadeia média (TCM) se transformam em cetonas, que podem atuar como uma fonte alternativa de energia para o seu cérebro. Vários estudos têm encontrado benefícios impressionantes desse óleo para distúrbios cerebrais, incluindo epilepsia e doença de Alzheimer.

Protege o cabelo

Um estudo comparou os efeitos do óleo de coco, óleo mineral e óleo de girassol no cabelo. O óleo de coco pode ajudar a reduzir a perda de proteína do cabelo, quando aplicado antes ou após a lavagem. Este resultado ocorreu com os cabelos danificados e também saudáveis. Isso porque o ácido láurico, o ácido gordo principal do óleo de coco, consegue penetrar a haste do cabelo de modo que a maioria das outras gorduras não consegue.

Como consumir o óleo de coco

O óleo de coco pode acompanhar tanto pratos doces quanto salgados e, o melhor, pode ser aquecido, afinal, estamos falando de lipídios já saturados. 

É possível preparar omeletes, shakes, sucos, bolos, tortas, entre outros pratos, usando o óleo de coco. Também cai super bem com frutas, iogurte e mingau de aveia.

Outono: estação das frutas

O outono chegou, e com ele, a safra de várias frutas que são excelentes fontes de vitamina C, betacaroteno e potássio, além de outras vitaminas e minerais. A maioria das frutas é pobre em calorias e rica em fibras e, por isso, é ideal para pessoas com problemas de peso.

Selecionamos algumas frutas típicas dessa estação do ano e seus respectivos benefícios para a saúde:

Abacate:

- Rico em óleo monoinsaturado, a mesma gordura “amiga” do coração encontrada no azeite de oliva, possui mais fibras solúveis do que qualquer outra fruta;

- O abacate é repleto de um fitosterol chamado betasitosterol, que previne a absorção do colesterol pelo intestino;

- Essa fruta tem mais proteínas do que qualquer outra – aproximadamente 2 g em uma porção de 115 g;

- A metade de um abacate médio, cerca de 115 g, fornece 500 mg de potássio e mais de 26% da Ingestão Diária Recomendada (IDR) de ácido fólico. Também apresenta quase 6% da IDR de ferro, vitaminas C, E e B6.

Banana:

- Uma banana média contém aproximadamente 500 mg de potássio, mineral que auxilia na diminuição da pressão arterial;

- A banana contém o aminoácido triptofano, que estimula a produção de serotonina, um neurotransmissor que produz um efeito calmante no corpo;

- É uma fonte rica de vitamina B6. Uma banana média supre 45% da Ingestão Diária Recomendada (IDR). Apresenta 2 g de fibras, algumas das quais são solúveis, ajudando na redução dos níveis de colesterol no sangue;

- Rica em ácido fólico e fibras.

Coco:

- boa fonte de ferro e de fibras;

- Rico em ácidos graxos fáceis de digerir;

- O coco está presente em diversos produtos alimentícios e não-alimentícios. O óleo é usado na gordura vegetal, em cremes que não são à base de leite, em algumas margarinas e em diversos produtos industrializados. É também matéria-prima presente na fabricação de xampus, hidratantes, sabonetes e diversos outros cosméticos;

- A água de coco é rica em vitaminas, minerais, aminoácidos, carboidratos, antioxidantes, enzimas e outros fitonutrientes que ajudam o corpo a funcionar com mais eficiência. Seu conteúdo eletrolítico (mineral iônico) é um excelente reidratante oral.

Pera:

- Boa fonte de fibras;

- Contém vitamina C e ácido fólico;

- Uma pera média possui cerca de 100 calorias e fornece 5 g de fibras. Tais fibras são a pectina, fibra solúvel que ajuda no controle dos níveis de colesterol do sangue, e a celulose, fibra insolúvel que promove o bom funcionamento do intestino;

- Essa fruta ainda apresenta quantidades úteis de vitamina C, ácido fólico e potássio;

- A pera pode ser um lanche ou uma sobremesa ideal, e ainda é usada como acompanhamento doce ou picante de um prato. É saborosa tanto fresca quanto cozida, escaldada ou sautée.