Água engarrafada nem sempre é mineral

Água é vida! Mesmo sendo indispensável para todas as funções do nosso corpo, sua relevância para a saúde, assim como a sua potabilidade, nem sempre são consideradas. Talvez, você não esteja a par de alguns fatos sobre a água engarrafada (aquela comercializada em cada esquina). E mesmo que já tenha conhecimento acerca das informações a seguir, vale a pena relembrá-las:

- Estima-se que 25% da água engarrafada seja, na realidade, água de torneira filtrada;

- Água mineral é frequentemente rica em sódio;

- Diferentemente do sistema de abastecimento de água municipal, a água engarrafada pode não conter flúor suficiente para proteger contra as cáries;

- Não é uma boa ideia reutilizar garrafas plásticas de água. Lavá-las e reusá-las muitas vezes acelera o processo de quebra do plástico, aumentando a exposição a substâncias químicas potencialmente prejudiciais;

- Verifique a data de engarrafamento e a data de validade para descobrir quão fresca é a água. Normalmente, a água engarrafada contém um menor número de bactérias prejudiciais. Mas, se a água for armazenada por períodos longos em temperatura ambiente, as bactérias podem proliferar rapidamente. O melhor a fazer é armazenar a água em locais refrigerados;

- Recipientes abertos de água engarrafada devem ser refrigerados, caso bactérias potencialmente prejudiciais tenham entrado neles.

Dicas para manter o bronzeado

Fonte de energia, o sol fortalece os ossos, melhora a elasticidade da pele e anima o astral. Além disso, deixa a pele com aquele tom dourado do verão. Contudo, se os devidos cuidados não forem tomados, a radiação solar resseca a pele e se torna responsável pelas indesejáveis rugas e envelhecimento.

Procure tomar sol até às 11 horas e após às 16 h e, claro, não esqueça de usar o filtro solar, protetor labial, chapéu e óculos.

Dicas para manter o bronzeado:

-Hidrate muito bem o corpo com uma alimentação rica em frutas e muito líquido;

- Após o banho, passe hidratante em todo o corpo, massageando a pele com movimentos circulares. O bom hidratante apresenta substâncias que evitam a ardência e nutrem a pele;

- Tome banhos mornos ou frios, pois a água quente resseca a pele;

- Aplique máscara hidratante no rosto – região do corpo que exige mais cuidados ( existem produtos específicos para cada tipo de pele);

- Para garantir a beleza, saúde e o bem-estar, não deixe de lado uma atividade importantíssima: beber muita água.

- Para um tom de bronzeado bonito, vale a pena ingerir legumes e frutas de cor vermelha, laranja e amarela, ricos em betacaroteno.

-Alimentos ricos em antioxidantes – Frutas, legumes, verduras, grãos e alimentos integrais – ajudam na redução da inflamação da pele durante os dias de exposição, além de protegê-la dos danos causados pelo sol.

- Complementar o bronzeado usando autobronzeadores é uma bela forma de reforçar a cor do verão quando não estiver mais na praia ou piscina.

Alimentos que hidratam ( porcentagem de água):

Pepino: 96%

Rabanete: 95%

Escarola: 94%

Repolho: 93%

Melancia: 92%

Melão: 90%

Pêssego: 88%

Laranja: 87%

Para as crianças: Oficinas gratuitas de confecção de máscaras de carnaval

A Biblioteca de São Paulo oferece neste fim de semana ( 9 e 10 de fevereiro) oficinas de confecção de máscaras de carnaval para a criançada. O programa permanente Pintando o Sete vai ensinar os pequenos foliões a preparar suas próprias máscaras. A atividade acontece entre 14h30 e 16h e é gratuita. As vagas são preenchidas por ordem de chegada, e são destinadas às crianças com idade acima de 7 anos.

As aulas serão ministradas pelo ator e arte-educador Caio Franzolin, que também atua como aderecista, figurinista e cenógrafo.

Biblioteca de São Paulo
Parque da Juventude – Av. Cruzeiro do Sul, 2.630 Santana.
Acesso pelo metrô Carandiru
Tel: (11) 2089-0800

O nascimento do Carnaval Carioca

A maior e mais animada festa do Brasil foi trazida pelos portugueses por volta dos séculos XVII e XVIII. Os lusitanos comemoravam a colheita jogando água, farinha e ovos uns nos outros, no meio das ruas. Quando chegaram ao país tropical, a celebração ganhou ânimo e estilo próprios; os ingredientes acima foram trocados por serpentinas e confetes, e, assim, nascia o Carnaval brasileiro.

No século XIX, os clubes começaram a oferecer bailes para a corte e elite brasileiras. Os ritmos que embalavam essas festas eram variados: tinha maxixe, valsa e quadrilha. Foi em 1889, que surgiram as músicas destinadas exclusivamente ao carnaval. E uma delas é famosa até hoje, “Abre Alas”, de Chiquinha Gonzaga.

A próxima novidade da festa popular seria o corso, o desfile de foliões fantasiados dentro de carros conversíveis, – essa foi a grande inspiração para os carros alegóricos. No início do século passado, o carnaval já havia se estabelecido na cidade do Rio, a população mais carente brincava em bailes e rodas separadas, e começaram a ser vistos como marginais.

Para derrotar o preconceito, os primeiros a se organizar foram os foliões da Praça Onze. Em 1928, foi criado o bloco “Deixa Falar”, de Ismael Silva e companheiros. Os integrantes do bloco se encontravam perto de uma escola regular do Rio, e assim nascia o termo “Escola de Samba”, usado por Ismael para se referir ao grupo.

Nos anos seguintes, o bloco “Deixa Falar” começou a escolher temas de samba e as fantasias de cada ano, surge a primeira escola de samba do Brasil, Estácio de Sá. Em 1935, os blocos foram oficializados e passaram a ser reconhecidos como agremiações recreativas. Dessa forma, cada comunidade foi se reunindo e o samba caiu no gosto de todas as classes, não só cariocas, mas brasileiras.

Hoje, os desfiles mais vistos são os das escolas do Rio de Janeiro e de São Paulo. O espetáculo tem dia e hora marcados, grande platéia, famosos como integrantes e fantasias luxuosas. As escolas se preparam o ano inteiro para fazer bonito na avenida e ganhar o título de campeã do Carnaval.

Entretanto, todo lugar do país tem seu jeito próprio de aproveitar a folia. O carnaval de rua do nordeste, por exemplo, com os trios elétricos e micaretas, também é muito requisitado pelos turistas. Essa festa verde e amarela é admirada pelo mundo inteiro e a cada ano ganha mais foliões.

Para valer-se do clima de alegria é só escolher o lugar, vestir uma fantasia divertida e sair dançando conforme a música. O carnaval está aí, aproveite!