Hipoglicemia: sintomas e prevenção

A glicose, o açúcar do sangue, é a maior fonte de energia do corpo, além de ser a única forma de energia que o cérebro usa de forma eficaz. Durante a digestão e o metabolismo, o fígado converte todos os carboidratos e aproximadamente metade das proteínas de uma refeição em glicose, que é liberada no fluxo sanguíneo. Em resposta ao aumento dos níveis de glicose no sangue, o pâncreas secreta insulina adicional, que é o hormônio que capacita a célula a usar o açúcar para a produção de energia.

A hipoglicemia ( baixo nível de açúcar no sangue) ocorre quando a quantidade de insulina do sangue excede o que é necessário para o corpo metabolizar a glicose existente. Estes casos são comuns em diabéticos que tomam insulina demais, mas também ocorre em outras circunstâncias: excesso de consumo de álcool, ingestão exagerada de aspirina ou acetaminofena, betabloqueadores e algumas drogas antipsicóticas, ou então quando se desenvolvem tumores que secretam a insulina.

Dicas: 

-Consuma refeições pequenas que forneçam equilíbrio de proteína, de carboidrato e de gordura;

-controle refeições e petiscos que contenham somente carboidratos ( especialmente os açucarados);

-evite beber álcool sem comer;

-coma imediatamente um destes alimentos para elevar os níveis de glicose do sangue:

- 1/2 copo de qualquer suco de frutas;

- 1/2 copo de um refrigerante comum ( sem ser dietético);

- 1 copo de leite;

- 5 ou 6 balas;

- 1 ou 2 colheres de chá com açúcar ou mel.

Pegue sol em pequenas doses

Especialistas acreditam que a maioria dos casos de câncer de pele é causada por excessiva exposição solar antes dos 18 anos. Cerca de 80% dos sinais de envelhecimento da pele estão relacionados à exposição ao sol ao longo da vida. Então, quanto mais exposição ao sol você teve, maior a chance de rugas, manchas, sardas e alteração da cor da pele depois dos 50 anos.

Limite os banhos de sol intencionais, especialmente no meio do dia. Use chapéu para proteger o rosto, o pescoço e as orelhas e protetor para os lábios. Use óculos escuros quando estiver ao ar livre sob sol forte entre 10h e 16h, e escolha óculos que protejam contra 99% de raios UVA e UVB, os dois tipos de radiação ultravioleta na luz solar que podem provocar os maiores danos.

Se tiver de se expor ao sol, escolha um protetor solar de “largo espectro”, efetivo contra UVA e UVB, e com FPS 15 ou maior. Aplique 30 minutos antes da exposição e aumente aos poucos sua exposição ao sol. Um protetor solar “à prova d’água” fornece proteção por duas vezes mais tempo do que um “resistente à água”. O mais importante: não exagere no tempo de exposição ao sol.