Conheça nossa linha de Pães tipo Sueco

Desde 1937, a Pinheirense produz, artesanalmente, pães integrais e isentos de conservantes, feitos com grãos rigorosamente selecionados e ingredientes ricos em fibras e efeitos medicinais.

O tempo passou, mas a marca permanece fiel às suas raízes e, sobretudo, à qualidade. E a clientela, também! Ao longo de seus 81 anos, a Pinheirense se tornou um desses raros exemplos em que a tradição do antigo se renova no frescor de cada fornada.

Além dos pães integrais de forma, temos a linha de pães tipo Sueco:

-pão sueco tradicional

-pão sueco com gergelim

- pão sueco com linhaça

 

-pão sueco com kummel

-pão sueco light tradicional

-pão sueco light de aveia  

Pão tipo Sueco light com aveia

O Pão Tipo Sueco light com Aveia faz parte da linha de produtos artesanais e sem conservantes produzidos pela Pinheirense. Além de saborosos, os nossos pães são saudáveis e possuem combinações variadas de sementes, que trazem inúmeros benefícios à saúde.

Benefícios da aveia:

A aveia apresenta efeitos benéficos sobre o colesterol, pressão arterial, níveis de açúcar no sangue, saciedade e saúde gastrointestinal. Excelente fonte de fibra solúvel, cálcio, ferro, manganês, folacina, vitamina E, tiamina, niacina, riboflavina e outras vitaminas do grupo B, ajuda na redução tanto do nível de açúcar no sangue quanto dos níveis de insulina, um fator importante no controle do diabetes.

O farelo de aveia é rico em betaglucano, o que ajuda a reduzir os níveis de colesterol, diminuindo os riscos de infartos. Alguns estudos demonstram que a aveia não apenas diminui o colesterol LDL, mas também aumenta os níveis do bom colesterol – o HDL.

Por possuir um valor elevado de saciedade, o que significa que leva um longo tempo para ser digerida, a sensação de fastio é mais duradoura. Acredita-se que tanto a proteína como as fibras de aveia contribuem para esse efeito.

Atum ou sardinha?

Atum ou sardinha, qual a opção mais saudável? Tanto na forma in-natura, quanto em conserva, ambos são opções deliciosas de peixe para quem gosta de se alimentar bem e com praticidade. Mas qual é a melhor opção?

No que concerne aos produtos em conserva, vale ressaltar que, além do peixe, água, óleo de soja e sal também estão contidos no produto. No caso do atum, algumas marcas apresentam ainda extrato vegetal em pó de soja, cenoura e batata, e, por isso, podem conter alguns gramas de carboidratos.

1. Cuidado com o Coração:
O excesso de colesterol deixa os vasos sanguíneos congestionados. Para afastar este risco a melhor opção é o atum
Atum………………………16 mg de colesterol
Sardinha………………….31 mg de colesterol

2. Sem Pressão:
Um dos responsáveis pela hipertensão é o sódio que está muito mais presente na sardinha. Fique com o atum.
Atum…………………….. 130 mg de sódio
Sardinha………………….274 mg de sódio

3. Vida longa aos Ossos:
Diferentemente do concorrente, a sardinha fornece doses extras de cálcio. Esse mineral protege da osteoporose.
Sardinha…………………..330 mg de cálcio
Atum……………………….4,2 mg de cálcio

4. Proteção-cabeça:
O Ômega 3 é um nutriente importante para o cérebro. Neste item, é a sardinha que vence a disputa apertada.
Sardinha………………….1g de Ômega 3
Atum……………………… 0,6g de Ômega 3

5. Energia a Mais:
No quesito disposição, quem sai na frente é a sardinha. Ela tem uma pitada de carboidrato.
Sardinha…………………1g de carboidrato
Atum…………………….. 0g de carboidrato

6. Sangue Bom:
Há uma boa diferença na dose de ferro nos dois alimentos. Se a impressão é barrar a anemia, prefira a sardinha.
Sardinha…………………..2,1 mg de ferro
Atum………………………. 0,7 mg de ferro

7. Controle a Balança:
Não quer ver o ponteiro subir? Então opte pelo atum. Ele é ligeiramente menos calórica.
Sardinha………….. ……..2,1 mg de ferro
Atum………………………. 0,7 mg de ferro

As quantidades aqui comparadas correspondem a 60 gramas de atum e de sardinha em conversa em óleo (3 colheres de sopa de cada um).

Estratégias para consumir mais frutas

Saborosas, fáceis de digerir, fontes de energia e ricas em vitaminas e minerais, as frutas são essenciais para todas a pessoas que buscam qualidade de vida. As cítricas, que apresentam altas quantidades de vitamina C e conseguem neutralizar os radicais livres, auxiliam, ainda, na produção de colágeno, mantendo a pele firme. As frutas vermelhas também ajudam a retardar o envelhecimento da pele, pois contêm antocianina e ácido elágico, substâncias que evitam a formação de rugas.

Apesar de todos os benefícios que as frutas proporcionam, muita pessoas ainda têm dificuldades de incluir esses alimentos em sua dieta diária. Confira dez estratégias para consumir mais frutas:

1- No café da manhã, coma seu cereal com banana, kiwi e frutas silvestres fatiadas ou frutas secas como passas ou damascos, e beba um pequeno copo de suco.

2- Recheie um melão cantaloupe com queijo cottage desnatado.

3- Leve para o trabalho, como lanche, porções individuais de frutas sem açúcar.

4- Coloque na pasta, bolsa, mochila ou porta-luvas frutas fáceis de carregar, como maçãs, peras, bananas, tangerinas ou frutas secas.

5- Faça uma vitamina com iogurte, leite ou bebida à base de soja misturada com uma variedade de frutas silvestres frescas ou congeladas.

6- Misture um prato de iogurte desnatado com frutas.

7- Adicione uma xícara (250 ml) de frutas silvestres frescas ou congeladas à massa de panqueca. Recheie as panquecas com maçã cozida ou compota de ruibarbo.

8- Nos restaurantes, peça frutas como entrada ou sobremesa.

9- Não jogue fora bananas maduras demais. Descasque e congele e use para fazer pão de bana ou muffins.

10- Adicione fatias de frutas como maçãs, peras e tangerinas a saladas verdes.

Outono 2018: frutas da estação

O outono, conhecido como a estação das frutas, começa no dia 20 de março, às 13h15, pelo horário de Brasília, e se estende até o dia 21 de junho. Saber escolher os alimentos da época é a melhor opção para a saúde e o bolso. Confira algumas frutas típicas dessa estação do ano e seus respectivos benefícios para a saúde:

Abacate:

Rico em óleo monoinsaturado, a mesma gordura “amiga” do coração encontrada no azeite de oliva, possui mais fibras solúveis do que qualquer outra fruta;

- O abacate é repleto de um fitosterol chamado betasitosterol, que previne a absorção do colesterol pelo intestino;

- Essa fruta tem mais proteínas do que qualquer outra – aproximadamente 2 g em uma porção de 115 g;

- A metade de um abacate médio, cerca de 115 g, fornece 500 mg de potássio e mais de 26% da Ingestão Diária Recomendada (IDR) de ácido fólico. Também apresenta quase 6% da IDR de ferro, vitaminas C, E e B6.

Banana:

- Uma banana média contém aproximadamente 500 mg de potássio, mineral que auxilia na diminuição da pressão arterial;

- A banana contém o aminoácido triptofano, que estimula a produção de serotonina, um neurotransmissor que produz um efeito calmante no corpo;

- É uma fonte rica de vitamina B6. Uma banana média supre 45% da Ingestão Diária Recomendada (IDR). Apresenta 2 g de fibras, algumas das quais são solúveis, ajudando na redução dos níveis de colesterol no sangue;

- Rica em ácido fólico e fibras.

Coco:

- boa fonte de ferro e de fibras;

- Rico em ácidos graxos fáceis de digerir;

- O coco está presente em diversos produtos alimentícios e não-alimentícios. O óleo é usado na gordura vegetal, em cremes que não são à base de leite, em algumas margarinas e em diversos produtos industrializados. É também matéria-prima presente na fabricação de xampus, hidratantes, sabonetes e diversos outros cosméticos;

- A água de coco é rica em vitaminas, minerais, aminoácidos, carboidratos, antioxidantes, enzimas e outros fitonutrientes que ajudam o corpo a funcionar com mais eficiência. Seu conteúdo eletrolítico (mineral iônico) é um excelente reidratante oral.

Pera:

- Boa fonte de fibras;

- Contém vitamina C e ácido fólico;

- Uma pera média possui cerca de 100 calorias e fornece 5 g de fibras. Tais fibras são a pectina, fibra solúvel que ajuda no controle dos níveis de colesterol do sangue, e a celulose, fibra insolúvel que promove o bom funcionamento do intestino;

- Essa fruta ainda apresenta quantidades úteis de vitamina C, ácido fólico e potássio;

- A pera pode ser um lanche ou uma sobremesa ideal, e ainda é usada como acompanhamento doce ou picante de um prato. É saborosa tanto fresca quanto cozida, escaldada ou sautée.

Benefícios dos pães com linhaça: sem conservantes

Além de não utilizar conservantes e produtos químicos em seus produtos, a Pinheirense faz uso de combinações variadas de sementes, aumentando o poder nutritivo dos pães e seus benefícios à saúde. O pão de forma integral com linhaça e o pão tipo sueco com linhaça fazem parte da nossa linha de produtos integrais, artesanais e sem conservantes.

Por ser uma rica fonte de fibras solúveis, a linhaça auxilia na redução dos níveis de colesterol, combatendo doenças cardíacas. Também é comprovado que as fibras insolúveis dessa semente contribuem para evitar a prisão de ventre.

Fonte de ácido alfa-linoléico (ALA) – um ácido graxo essencial considerado como uma gordura “boa para o coração”-, ajuda a afinar o sangue. Os ácidos graxos ômega-3 não são produzidos pelo organismo, precisam ser adquiridos por meio de alimentos, como a linhaça.  Eles reduzem a tendência das plaquetas de se agruparem, formando coágulos.

As lignanas, que compõem a semente de linhaça, convertem-se em compostos similares ao estrogênio do próprio organismo, mas com menor atividade. Possuem a capacidade de ocupar os receptores de estrogênio nas células e bloquear os efeitos de estrógenos mais fortes. Devido a esse fator, diversas pesquisas estudam o papel da linhaça na prevenção de alguns tipos de câncer vinculados a hormônios, como o câncer de mama e de cólon.

Benefícios do funcho

Você já ouviu falar em funcho? Esse alimento, parecido com o aipo e popularmente conhecido como erva-doce, é ideal para aqueles que desejam emagrecer. Mesmo apresentando baixo teor de calorias, o funcho é substancioso, uma boa fonte de betacaroteno e de vitamina C, além de potássio e de fibras.

Por possuir um sabor adocicado, o funcho combina muito bem com peixes. Vale destacar que todas as partes desse alimento são comestíveis, além de ser super versátil – acompanha várias receitas e ainda pode ser servido grelhado, refogado como acompanhamento e cru em saladas.

Os bulbos recheados são uma entrada muito apreciada, principalmente entre os vegetarianos, e as folhas picadas formam uma guarnição colorida e nutritiva para outros pratos de verduras.

Outros benefícios do funcho: ajuda a estimular a produção de leite na amamentação; auxilia a digestão e ajuda na prevenção do mau hálito; é receitado por muitos médicos para tratar pedras nos rins, gota, distúrbios do fígado e do pulmão.

Combate a insônia e a ansiedade

Este é o benefício mais conhecido, devido as propriedades calmantes desta planta.

Alívio de cólicas e diarreia

E serve tanto para as menstruais, quanto intestinais. No primeiro caso, atua como regulador do ciclo e ameniza os desconfortos. Já no segundo caso, as fibras da planta contribuem para um bom funcionamento do intestino e pode, até mesmo, combater e previnir infecções nesta região. Neste sentido, como regulador de funções gastrointestinais, previne diarreias.

Abranda o inchaço

Também possui efeitos diuréticos e auxilia nos problemas de retenção de líquido no organismo, principalmente, na região do abdômen.

Prevenção de problemas cardíacos

O funcho também é rico em potássio, o que favorece no equilíbrio da pressão arterial. Um ótimo ativo na prevenção de ataques cardíacos e AVC.

Potencializador das atividades cerebrais

Estimula o fluxo de oxigênio e favorece as funções cognitivas.

Prevenção de câncer

Estudiosos da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, conseguiram comprovar que o funcho foi o responsável por inibir o crescimento do tumor mamário.

Refresca o hálito

Não só o hálito como também a respiração. E é por isso que recomenda-se beber o chá de erva-doce logo após as refeições (evitando assim o mau hálito).

Auxilia na digestão e no emagrecimento

As propriedades relaxantes do funcho contribuem para o bom desempenho da digestão. Também ajuda a eliminar toxinas nocivas ao organismo, como, por exemplo, a gordura e o açúcar do sangue.

Combate colesterol ruim

As fibras do funcho combatem o LDL, conhecido como colesterol ruim.

Benefícios da batata yacon

A batata yacon, que pode ser encontrada nas feiras e supermercados de todo o Brasil, apresenta diversos benefícios para a saúde. E um deles é contribuir no controle da diabetes. Mas como isso acontece?

O tubérculo é rico em um carboidrato chamado frutooligossacárico, que funciona em nosso organismo de forma parecida com as fibras. Em suma, as moléculas desse carboidrato não são “quebradas” com facilidade pelo nosso organismo. Sendo assim, sua absorção é mais lenta, o que resulta na liberação do açúcar no sangue em baixas quantidades, equilibrando, dessa forma, as taxas de glicose do organismo.

Selecionamos algumas receitas, que irão ajudá-lo (a) a incluir a batata yacon em sua dieta diária:

Batata de Yacon Sauté

Ingredientes: 1 batata yacon; 1 a 2 dentes de alho amassados ou picados; Fio de azeite.

Modo de Preparo:

Descasque as batatas yacon e, em seguida, corte em cubos médios; deixe tudo mergulhado na água. Esquente a frigideira e adicione fios de azeite. Coloque as batatas e o alho e deixe dourar. Polvilhe uma pitada de gersal por cima e sirva com azeite de hortelã ou outro de sua preferência.

Salada de batata yacon

Ingredientes: 400 gramas de Yacon; 300 gramas de alface americana cortada; 2 unidades de pepino japonês; 300 gramas de agrião; 12 unidades de tomate uva ou sweet grape; 10 unidades de azeitona preta sem caroço (opcional).

Modo de Preparo:

Higienize o yacon, os pepinos, a alface, os tomates e o agrião. Descasque o yacon e corte-o em quadrados pequenos. Reserve. Descasque os pepinos, fatie, reserve. Separe as folhas da alface americana e corte-as, reserve. Separe as folhas dos caules do agrião e reserve. Mantenha a salada na geladeira até a hora de servir.

Suco com batata yacon

Ingredientes: 1 batata yacon pequena ( 100 g) sem casca; 1 kiwi; suco de 2 laranjas.

Modo de preparo: 
Retire a casca da yacon somente na hora de preparar o suco, pois ela escurece rapidamente. No liquidificador, bata a batata com os demais ingredientes. Coe (se preferir) e beba em seguida.

Receitas saudáveis: pasta de grão de bico

Receitas práticas e saborosas sempre são uma ótima pedida em diferentes ocasiões. Assim como os produtos da Pinheirense, a pasta de grão de bico é saudável e saborosa.

Ingredientes

Pão Sueco Pinheirense; 2 xícaras (chá) de grão-de-bico; 1/2 xícara (chá) de tahine (pasta de gergelim); 1/2 xícara (chá) de água gelada; suco de 1 limão; 2 dentes de alho amassados; sal, páprica doce e azeite a gosto.

Preparo

Na véspera, deixe o grão-de-bico de molho em água fria. No dia seguinte, coloque o grão de-bico em uma panela com a mesma água e deixe cozinhar até que fique bem macio. Escorra e reserve a água do cozimento. Bata o grão-de-bico no liquidificador e vá adicionando a água do cozimento até formar uma pasta não muito grossa. Deixe esfriar completamente e reserve. Em uma tigela, misture o tahine, a água gelada, o suco de limão, o alho e o sal. Junte o grão-de-bico batido e polvilhe a páprica.

Regue com o azeite e sirva com o Pão Sueco Pinheirense, que, assim como todos os nossos produtos, é isento de conservantes!

Leguminosas: campeãs de nutrição

As leguminosas estão entre os alimentos vegetais mais nutritivos – ricos em proteínas, vitaminas do complexo B, ferro, potássio e outros minerais. Elas fornecem grandes quantidades de fibras, inclusive as solúveis, importantes no controle dos níveis de colesterol no sangue.

Feijões, feijões e mais feijões:

Existem centenas de variedades de feijões. Confira as mais populares:

Feijão-preto: muito usado em sopas e feijoadas.

Feijão-roxinho: bom para saladas, sopas e como acompanhamento.

Feijão-fradinho: também conhecido como feijão-macassar ou feijão-de-corda: usado no preparo de acarajé.

Feijão-mulatinho: bom como acompanhamento, embora em algumas regiões seja mais usado para feijoada.

Feijão-branco: usado em sopas e saladas, também cai super bem em cozidos.

Feijão-jalo: ótimo para sopas e saladas.

Feijão-rosinha: usado como acompanhamento.

Feijão-rajadinho ou feijão-verde: usado como acompanhamento.

Soja: muito nutritiva, deu origem a diversos produtos amplamente consumidos, como o coalho, o leite de soja e a farinha.

As leguminosas mais ricas em ferro:

1. Feijões: ricos em ferro, cálcio, magnésio, fibras, vitaminas do complexo B e proteínas.

2. Soja: fornece proteínas, fibras, vitamina K, cálcio, ferro, fósforo, magnésio, zinco.

3. Grão-de-bico: fonte de proteínas, fibras, minerais como ferro, cálcio, magnésio, fósforo, potássio e vitaminas do complexo B.

4. Lentilha: contém fibras solúveis e insolúveis, proteínas, magnésio, ferro, vitaminas do complexo B.

5. Amendoim: ferro, zinco e potássio são alguns dos sais minerais presentes nessa leguminosa, assim como vitaminas do complexo B.

6. Tremoços: tem um alto teor proteico além de conter fósforo, ferro, potássio, cálcio e vitaminas E e B.

7. Ervilha: grande quantidade de vitaminas do complexo B, de fibras e de minerais como fósforo, ferro, potássio e zinco.