Como prevenir problemas na tireoide

Com forma bem parecida com a de uma borboleta, a glândula tireoide é localizada na parte anterior do pescoço, logo abaixo do Pomo de Adão. Reguladora da função de importantes órgãos como o coração, o cérebro, o fígado e os rins, ela produz os hormônios T3 (triiodotironina) e o T4 (tiroxina).

Quando a tireoide não funciona de maneira correta, pode liberar hormônios em quantidade insuficiente, causando o hipotireoidismo,  ou em excesso, ocasionando o hipertireoidismo. Nessas duas situações, o volume da glândula pode aumentar, o que é conhecido como bócio. 

Veja como prevenir problemas na tireoide:

Crie o hábito de comer peixe, principalmente de águas frias e profundas do oceano. Além de serem ricos em ácidos graxos ômega-3, são excelentes fontes de iodo, fundamental para o funcionamento da glândula tireoide, além de minerais como o selênio e o magnésio.

Minimize o consumo de açúcar e farináceos. Em se tratando de alimentação e tireoide, altos níveis de açúcar no sangue podem desregular o funcionamento da sua glândula tireoide.

Consuma alimentos ricos em iodo. Em pequenas quantidades, ele é necessário para a função da glândula tireoide, assim como o metabolismo das gorduras, produção de hormônios sexuais e uma série de processos bioquímicos. Cãibras musculares, dores de cabeça, depressão, pés frios, mãos geladas e ganho de peso podem ser sinal de deficiência dessa substância. Deficiências de iodo podem aumentar a suscetibilidade para doenças como o câncer de mama e a pólio.

Alguns alimentos ricos em iodo são: frutos do mar, sal não refinado, algas marinhas, caldo de peixe caseiro, manteiga (não margarina), abacaxi, alcachofra, aspargos e uma série de verduras de coloração mais escura. Para que possa ser utilizado pelo organismo, o iodo requer níveis adequados de vitamina A, que são obtidos através da ingestão de manteiga e gorduras de origem animal em moderação (de animais criados soltos, e não em cativeiro ou à base de ração).

Benefícios da massagem ayurvédica

Criada há mais de cinco mil anos, a massagem ayurvédica é conhecida como a mais completa e mais antiga técnica de massagem natural. Ao aliar métodos de Yoga e Ayurveda, desintoxica o organismo, reduz sintomas depressivos ou bloqueios emocionais, realinha a postura e previne doenças respiratórias, além de ser uma ótima fonte de rejuvenescimento e emagrecimento.

A massagem ayurvédica atua de modo profundo e abrangente na circulação em geral, seja sanguínea, linfática ou energética. Assim, promove o aumento da circulação periférica nos vasos capilares, o que reduz a pressão arterial e aumenta a oxigenação nos tecidos.

Esta técnica faz uso de óleos vegetais medicamentosos, que, geralmente, têm como base o óleo de gergelim. Este, após aquecido em um recipiente, é aplicado em temperatura morna na pele. A massagem é feita por meio de toques profundos e vigorosos, aumentando em até seis vezesa circulação linfática.

Importantes enzimas que compõem a linfa, como a histaminase, e neurotransmissores, como a serotonina, fundamentais para o relaxamento muscular e nervoso, são liberadas em profusão durante a massagem. A abhyanga nutre os sete dhatus – tecidos -, reequilibra os doshas – Vata, Pitta e Kapha  , fortalece o sistema imunológico, ajudando o indivíduo a criar resistência e flexibilidade internas para se defender e se adaptar às mudanças e intempéries.

Azia: controle e prevenção

A maioria das pessoas como rápido demais e, ao fazer isso, absorve muito ar juntamente com o alimento, o que contribui para distender o estômago e gerar arrotos – que também forçam o estômago a jogar o conteúdo para cima.

Experimente comer bem devagar. Você irá ingerir menos calorias, pois o corpo terá mais tempo para se sentir satisfeito, mesmo que tenha ingerido menos comida. Embora o conselho tradicional seja cortar da dieta certos alimentos, como tomate, comidas picantes, frituras e álcool, não é o que costuma acontecer de fato. Sendo assim, aprenda quais alimentos contribuem para a sua azia. Pegue um caderno e, ao longo de uma semana, liste os alimentos consumidos a cada refeição. Depois, anote se houve azia e quanto tempo depois de comer ela começou.

Caminhe em vez de se deitar após as refeições; levante a cabeceira da cama com travesseiros para evitar o refluxo do ácido gástrico, e pense até em comer de pé se isso facilitar.

Quanto mais perto você estiver do peso saudável, menos de azia e DRGE (doença de refluxo gastroesofágico) apresentará. O peso extra aumenta a pressão no abdome. Pessoas acima do peso também são mais propensas a desenvolver hérnia de hiato, que ocorre quando a parte superior do estômago se projeta para cima, atravessando o diafragma e indo para a cavidade torácica, aumentando o refluxo. 

Descobriu-se que as bebidas gaseificadas e os benzodiazepínicos, prescritos para ansiedade e ou insônia, podem causar azia à noite, interrompendo o sono.

Experimente a acupuntura: estímulos leves no punho reduzem o relaxamento na porção inferior do esôfago.

Consulte um especialista do sono: o tratamento se chama pressão positiva contínua nas vias respiratórias. O paciente dorme com uma máscara sobre o nariz, conectada a uma máquina que libera ar pressurizado, para manter as vias respiratórias abertas. Funciona por meio do aumento de pressão na parte de trás da garganta, evitando que o conteúdo do estômago suba em direção ao esôfago. Visto que, em geral, a DRGE e a apneia obstrutiva do sono ocorrem juntas, uma ida a um especialista do sono pode valer a pena.

Use o computador sem prejudicar a saúde

Sentar-se de frente para uma tela por longos períodos coloca o corpo e a mente sob estresse. Mas é fácil ajustar o ambiente de modo que o uso do computador se torne um prazer e não um sofrimento. Confira algumas dicas importantes para aumentar a produtividade e o conforto:

- Retire as mãos do mouse quando não o estiver utilizando, para reduzir o trabalho muscular estático;

- Use o braço, não apenas o punho, para movimentar o mouse se achar que assim é mais confortável;

- Posicione o teclado de forma que, ao digitar, seus antebraços estejam quase na horizontal e os punhos em linha reta;

- Mantenha itens que costumam ser usados, tais como o teclado e o telefone, a uma distância satisfatória.

- Modifique com frequência sua postura para reduzir a fadiga, porém, evite girar o corpo;

- Ajuste a altura do assento para que os cotovelos estejam no mesmo nível da mesa e a parte inferior das costas se encontre apoiada no encosto da cadeira;

- Disponha a tela de forma que você possa focalizá-la sem ter de se inclinar para a frente. A parte superior da tela deve se posicionar logo abaixo dos olhos;

- Se seus pés não alcançam o chão, use um apoio para pés;

- Reduza o brilho da tela para um nível agradável;

- Elimine a luz forte vinda das janelas: mude o ângulo da tela ou instale persianas adequadas.

Infecções pulmonares: reduza a gravidade do problema

Uma alimentação nutritiva e bem balanceada contribui para a prevenção e redução da gravidade de problemas respiratórios como a bronquite, pneumonia e outras infecções pulmonares. Isso porque indivíduos saudáveis conseguem superar as causas dessas doenças.

Líquidos: A ingestão adequada de líquidos é de suma importância, já que ajuda a afinar o catarro e facilita a respiração. Não somente os líquidos frios e não-alcoólicos, mas também a canja de galinha e outros líquidos quentes são recomendados.

Antioxidantes: Ajudam a proteger o tecido pulmonar dos danos causados às células pelos radicais livres- moléculas instáveis que são liberadas quando o corpo utiliza o oxigênio. Os antioxidantes mais indicados são a vitamina A, C e o betacaroteno, que o corpo humano converte em vitamina A.

Zinco: Por aumentar a imunidade, especialmente contra infecções das vias aéreas respiratórias, o zinco é encontrado em muitos alimentos: carnes magras, ostras, iogurte e produtos integrais. Porém, não se deve consumir mais de 40 mg por dia, pois prejudica o sistema imunológico.

Propriedades medicinais do gengibre

Há muito tempo (desde a antiguidade no Oriente), o gengibre é um ingrediente relevante na medicina popular, e sua notoriedade é justificada pelos seus benefícios para a saúde.

Vegetal nativo da Ásia, é uma raiz tuberosa usada tanto na culinária quanto na medicina. A planta assume diversos benefícios terapêuticos: tem ação bactericida, é desintoxicante e ainda melhora o desempenho do sistema digestivo, respiratório e circulatório. O gengibre também é um reconhecido alimento termogênico, capaz de acelerar o metabolismo e favorecer a queima de gordura corporal.

Contra o enjoo: Gengibre cristalizado ou bebidas à base de gengibre com um sabor mais acentuado aliviam os enjoos da gravidez, a náusea decorrente da intoxicação alimentar, de gastroenterite ou da quimioterapia contra o câncer. O gengibre pode ser encontrado em cápsulas para quem acha o gosto muito forte ou sente irritação na mucosa bucal.

Contra a dor: Como bloqueia a ação da prostaglandina (uma substância química parecida com hormônio que causa infecção), o gengibre também pode ajudar as pessoas que sofrem de enxaquecas e com o problema da artrite.

Cure o resfriado com chá de gengibre: Uma boa maneira para aliviar os calafrios e a congestão decorrentes do resfriado é preparar um chá de gengibre da seguinte maneira: deixe ferver um ou dois pedaços de raiz de gengibre por dez minutos. Acrescente uma pitada de canela para aumentar o sabor.

Para espantar o frio: o gengibre possui um alto potencial calorífico, tanto se usado externamente quanto internamente. É recomendado principalmente para as pessoas que sentem muito frio e para as estações mais frias. Em épocas de calor, lembre-se que o consumo pode aumentar a transpiração.

Perdendo peso: esta propriedade calorífica também promove a aceleração do metabolismo, muito útil para quem quer emagrecer.

Previne as doenças cardiovasculares e favorece a circulação: no entanto, se você está tomando medicação pode interferir em sua ação, por isso, procure um médico antes de consumir

Linhaça na prevenção de doenças

Além de não utilizar conservantes e produtos químicos em seus produtos, a Pinheirense faz uso de combinações variadas de sementes, aumentando o poder nutritivo dos pães e, respectivamente, seus benefícios à saúde.

Por ser uma rica fonte de fibras solúveis, a linhaça auxilia na redução dos níveis de colesterol, combatendo doenças cardíacas. Também é comprovado que as fibras insolúveis dessa semente contribuem ainda para evitar a prisão de ventre.

Fonte de ácido alfa-linoléico (ALA) – um ácido graxo essencial considerado como uma gordura “boa para o coração”-, ajuda a afinar o sangue. Os ácidos graxos ômega-3 não são produzidos pelo organismo, precisam ser adquiridos por meio de alimentos, como a linhaça.  Eles reduzem a tendência das plaquetas de se agruparem, formando coágulos.

As lignanas, que compõem a semente de linhaça, convertem-se em compostos similares ao estrogênio do próprio organismo, mas com menor atividade. Possuem a capacidade de ocupar os receptores de estrogênio nas células e bloquear os efeitos de estrógenos mais fortes. Devido a esse fator, diversas pesquisas estudam o papel da linhaça na prevenção de alguns tipos de câncer vinculados a hormônios, como o câncer de mama e de cólon.

A Pinheirense fabrica os pães de forma integral com linhaça e o pão tipo sueco com linhaça. Experimente! 

Inverno 2017: prevenção e tratamento de alergias

Quem sofre com alergias típicas do inverno está familiarizado com sintomas como coriza, olhos inchados, coceira nasal, dentre outros. Saiba como prevenir e tratar esses incômodos recorrentes, através de métodos naturais:

Inale os vapores do eucalipto: Ferva folhas secas de Eucalyptus globulus amassadas; deixe descansar de 4 a 5 horas e coe os pedacinhos de folhas antes de aquecer o líquido para ser inalado. Você também pode adicionar de 5 a 10 gotas de óleo de eucalipto à água fumegante.

Coloque o recipiente na ponta de uma mesa, sente-se, incline a cabeça sobre ele e cubra-a com uma toalha para formar uma “tenda”. Respire a fumaça por cerca de 10 minutos, tomando cuidado para não ficar perto demais do vapor. Seus pulmões ficarão limpos e você ainda ganha um tratamento facial de bônus.

Contra a bronquite: O aroma penetrante da raiz-forte ralada, acompanhado do cheiro ácido do limão, ajuda a dissolver o muco nos canais dos seios da face e dos brônquios. Para fazer um xarope para tosse, rale um pedaço de raiz-forte sem casca em um recipiente ( ou use-a já preparada). Em seguida, transfira 50 g da raiz-forte ralada para um recipiente menor. Junte 80 ml de suco de limão e misture bem. Beba 1/2 colher de chá da mistura de duas a três vezes ao dia. A ação expectorante deve provocar a tosse depois de cada dose, ajudando seus pulmões a se livrarem do muco.

Chá antialérgico: Para um chá antialérgico, esmague 2 a 3 colheres de chá de flores de camomila alemã, despeje 240 ml de água fervente, deixe descansar por 10 minutos, coe e beba de três a quatro vezes ao dia.

Cuidado: embora a camomila seja uma erva tradicional no combate à febre, ela pode agravar os sintomas de qualquer pessoa alérgica à tasna, também conhecida como erva-de-santiago, uma prima da camomila. Para as demais pessoas, o azuleno contido na camomila contém propriedades anti-inflamatórias, indicadas no tratamento de infecções do trato respiratório e alergias.

Rinite: Caso consiga urtiga fresca ( uma erva daninha comum em jardins), use luvas quando a colher e ao lavar as folhas. Adicione 120 g da folha a 6 xícaras de água fervente, reduza o fogo e cozinhe até a água ficar verde. Coe o líquido em peneira fina para um bule de chá grande.

Em épocas de rinite alérgica, beba uma xícara do chá de urtiga pela manhã e outra à tarde. Pode adoçar com mel.

Pinheirense: pão integral com nozes e passas

Já experimentou o Pão Integral de nozes e passas da Pinheirense?! Para quem valoriza uma alimentação saudável e saborosa, fica a dica. Nossos pães são integrais, feitos artesanalmente e são isentos de conservantes. Seu paladar e sua saúde agradecem!

Confira os benefícios das nozes e da uva-passa para a saúde:

Nozes: Ricas em vitamina E e potássio.

A maioria é rica em minerais, incluindo cálcio, ferro, manganês e zinco.

Boa fonte de ácido fólico, niacina e outras vitaminas do complexo B, e de proteína.

Uva-passa: Rica em pectina e bioflavonóides.

Contém fitoquímicos que podem diminuir os riscos de doenças do coração, câncer e derrames.

Lanche ou sobremesa doces e pouco calóricas.

Doença pulmonar obstrutiva crônica

A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é uma das principais causas de morte no mundo. Trata-se de um conjunto de doenças pulmonares crônicas, como enfisema e bronquite crônica, que bloqueiam as vias respiratórias e restringem o fluxo de oxigênio no corpo.

Prevenção

Pare de fumar: os cigarros são, sem dúvida, a principal causa da DPOC.

Siga a dieta mediterrânea: essa abordagem alimentar, com ênfase em frutas, hortaliças, óleos saudáveis, peixes e grãos integrais, pode reduzir em 25% as chances de você ter DPOC.

Mexa-se: a atividade física, em especial exercícios aeróbicos, como caminhar, pedalar e nadar, contribui para que os pulmões se tornem mais eficientes ao fornecer ao corpo o oxigênio necessário. Se você perde o fôlego com facilidade, está na hora de exercitar-se.

Respire de modo saudável: aprenda a respirar de forma mais profunda e menos frequente, usando principalmente o diafragma. Inspire pelo nariz, lenta e completamente. Grande parte do movimento deve vir do abdome; se apenas o tórax se mexer, a respiração está superficial demais. A expiração deve demorar o dobro do tempo da inspiração, e quanto mais você esvaziar os pulmões com expirações fortes, mais saudáveis e completas serão suas inspirações. A respiração profunda não só melhora o funcionamento do pulmão como também pode baixar a pressão arterial e promover o relaxamento, mesmo em tempos de estresse.

A maioria de nós não respira de forma saudável. Inspire longa e profundamente e expire devagar.