Ervas Culinárias

Ervas culinárias não são tão potentes quanto as medicinais, mas podem conferir algum benefício à saúde. Fornecem uma ampla variedade de substâncias fitoquímicas ativas que promovem a saúde e protegem contra doenças crônicas.

Alecrim: As folhas contêm um óleo usado em analgésicos tópicos para aliviar dores musculares. O chá alivia dores de cabeça.

Cebolinha: Estas pequenas parentes da cebola possuem compostos de enxofre que podem baixar a pressão sanguínea caso ingeridas em grande quantidade.

Coentro: Folhas muito frescas podem ser mastigadas para facilitar a digestão.

Endro: Muito usado em picles, molhos de saladas e pratos de peixe, o endro também é usado para aliviar gases intestinais e o seu chá pode aliviar cólicas em bebês.

Manjericão: Ingrediente básico de muitos pratos, ele também é usado como tônico e contra resfriado.

Menta: Mastigar as folhas pode refrescar o hálito. O chá de menta é um auxiliar digestivo.

Orégano: Cozido como chá, parece ajudar na digestão e aliviar a congestão.

Salsa: Quando consumida em porções de no mínimo 30 g, esta erva contém quantidades úteis de vitamina C (salsa fresca apenas), cálcio, ferro e potássio. Também é rica em bioflavonóides, monoterpenos e outros compostos anticancerígenos.

Sálvia: Seu chá pode ser usado como digestivo, desinfetante oral ou em gargarejos, a fim de aliviar aftas, dores na gengiva ou dores de garganta.

Tomilho: Cozido como chá, pode ser usado para restabelecer o intestino irritável, fazer gargarejos para dores de garganta ou como xarope para tosse ou congestão.

Cozinha: adesivos para cobrir os azulejos

Nosso lar merece toda atenção, carinho e cuidado necessário, para que possamos desfrutá-lo com prazer e satisfação. De acordo com as possibilidades financeiras de cada pessoa, é possível, sim, deixar cada cantinho da casa muito agradável e aconchegante tanto para os seus moradores quanto para as visitas.

E a cozinha, claro, sendo um local especial da casa, onde preparamos nossos alimentos e, em muitos lares, considerada, ainda, como o local ideal para desfrutar de todas as refeições e estabelecer conversas e momentos de confraternização ao lado de parentes e amigos, merece investimentos que a deixem sempre convidativa.

Tendências atuais de decoração são os desenhos e materiais próprios para cobrir os azulejos da cozinha. Há desde estampas com apelo retrô até aquelas com imitações de ladrilho hidráulico.

As alternativas mais usadas para proteger e finalizar as paredes da cozinha continuam sendo o azulejo (ou porcelanato) e a tinta acrílica, que podem ser aplicados numa base de massa feita de cimento e areia (emboço) ou, no caso de reforma, na cerâmica existente.

Além dos fatores estéticos, a decisão sobre qual caminho seguir depende do orçamento e do tempo disponível para a obra. Se você optar por não remover o revestimento antigo, economizará a mão de obra de demolição e a retirada de entulho. Com o objetivo de evitar surpresas durante e após a reformulação, observe alguns cuidados.

Ao trocar os azulejos, verifique se a espessura do novo modelo é parecida com a do anterior para não haver necessidade de adaptar a guarnição das portas e janelas ou de substituir o acabamento dos registros hidráulicos. Já no caso de pintura ou sobreposição das peças cerâmicas, confira se a base está totalmente limpa e desengordurada.

Atenção: não pode existir infiltração ou vazamento de água, e convém retirar as unidades soltas e sem resistência mecânica (quebradiças ou com a superfície fraca).

 

Como afastar os insetos da sua cozinha

Não é necessário fazer uso do inseticida ou de armadilhas para deixar a cozinha livre das formigas. O segredo: limão.

Primeiro, esprema um pouco de suco de limão na soleira das portas e nos peitoris das janelas. Em seguida, coloque o suco em todos os buracos e rachaduras para onde se dirigem as formigas.

Por último, espalhe algumas pequenas fatias de casca de limão em volta da porta de entrada. As formigas entenderão a mensagem de que não são bem-vindas.

Os limões também funcionam contra baratas e pulgas: junte o suco de 4 limões (com a casca) e 2 litros de água, e lave o chão com essa mistura; pulgas e baratas odeiam o cheiro de limão.

Cozinha: utensílios com dupla função

Descascador de legumes: passe o descascador pelos cantos de um bloco de queijo ou chocolate, para criar tiras espessas e abundantes, que poderão ser usadas para enfeitar saladas ou pudins.

Escorredor de macarrão: use para cozinhar legumes no vapor. Coloque 5 cm de água numa assadeira, deixe-a ferver, ponha um escorredor de metal cheio de legumes e cubra-o.

Concha para sorvete: unte levemente uma concha de sorvete e use-a para colocar quantidades iguais de massa de bolinhos ou muffins em forminhas. O mecanismo extrator da concha ajudará a retirar toda a massa da colher, e você não desperdiçará nem um pingo dela.

Garrafas de vinho vazias: se você não tiver um rolo de abrir massa nem um martelo para amaciar carne, use uma garrafa de vinho vazia como se fosse um rolo na hora de abrir a massa ( passe farinha antes) ou como se fosse o martelo na hora de amaciar carnes, para um cozimento mais uniforme.

Peixes com finesse

Mantenha distante o cheiro de peixe: Antes de preparar peixe fresco, corte um limão-siciliano ao meio e esfregue as metades cortadas nas mãos para evitar que absorvam o cheiro de peixe. Se a fritura for seu método culinário favorito, lave a frigideira que usou na hora de fritar o peixe e despeje 1 cm de vinagre branco dentro dela; o ácido acético deverá eliminar qualquer cheiro que tiver permanecido na panela.

Tire as escamas com a ajuda do vinagre: Quando for retirar as escamas de um peixe, esfregue vinagre branco nelas e espere 10 minutos. As escamas se soltarão com tanta facilidade que é possível que venham a fazer mais sujeira do que o normal; portanto, antes, coloque o peixe em um saco plástico.

Mantenha o peixe poché firme: Ao preparar um peixe poché, adicione suco de limão-siciliano ao líquido usado no cozimento para ajudá-lo a cozinhar de maneira uniforme. Para cada 500 g de peixe, use o suco de meio limão-siciliano.

Preserve a umidade enquanto assa: Peixes com baixo teor de gordura- como badejo, linguado e vermelho – podem secar muito rapidamente enquanto estão sendo assados. Pra preservar a umidade, embrulhe cada um dos filés em papel alumínio antes de colocá-los no forno.

Livre as mãos do odor de cebola, alho e peixe

Esfregue as mãos numa superfície de aço inoxidável: Este truque usado por chefs de cozinha funciona: esfregue as mãos com cheiro de alho numa superfície plana de aço inox, e ficarão sem cheiro;

Alecrim: Esfregue as mãos com raminhos de alecrim para livrá-las dos cheiros de alho e de cebola;

Vinagre branco: Use vinagre branco como bálsamo para as mãos. Para evitar que fiquem com cheiro de cebola, esfregue-as com vinagre antes de começar a descascá-las;

Sal: Polvilhe sal nas mãos e esfregue uma na outra para remover o cheiro de alho ou cebola. Enxágue e seque;

Lave-as com açúcar: Coloque uma colher de sopa de açúcar na palma da mão, adicione uma colher de chá de sabão líquido e esfregue as mãos;

Pasta de dente: Manusear peixes pode deixar suas mãos com um odor que não vai embora nem tão cedo. Esprema pasta de dente num esfregão umedecido com água fria e esfregue-as;

Limão-siciliano: Corte o limão, esprema uma boa parte do suco sobre as mãos e esfregue-as, assim como os dedos. Enxágue em água corrente.

Faça hambúrgueres mais saborosos

É possível deixar os hambúrgueres ainda mais deliciosos. Veja alguns truques simples:

- Deixe-os suculentos:

Para hambúrgueres grelhados mais suculentos, acrescente 100 ml de água fria à carne moída e molde-os como faria normalmente. Faça isso um pouco antes de grelhá-los;

- Passe-os rapidamente pelo freezer:

Para que os hambúrgueres não rachem na grelha, coloque-os no congelador durante 5 minutos, um pouco antes de irem para a grelha;

- Faça uma mossa:

Use o indicador para fazer uma ou duas mossas no meio do hambúrguer antes de colocá-lo na grelha. Isso faz com que o calor seja distribuído de maneira mais eficaz e que o hambúrguer cozinhe de forma mais uniforme;

- Toste ervas aromáticas:

Dê mais sabor e aroma a hambúrgueres preparados numa churrasqueira acrescentando ervas aromáticas aos carvões em brasa. É só jogar ervas frescas, como manjericão e alecrim, sobre o carvão.

Cozinhando em vaso de plantas

Cozinhar em recipientes de barro é uma tradição de milhares de anos. Lave um vaso de barro sem verniz e sem pintura com água quente e sabão, e deixe-o secar naturalmente. Unte o interior e a borda do vaso com óleo vegetal até o barro não conseguir absorver mais nada.

Coloque o vaso sobre um tabuleiro forrado com papel-alumínio e leve-o ao forno frio. Aqueça o forno a gás até chegar a 200°C e apague-o imediatamente. Deixe esfriar, repita a untadura e o aquecimento, e sua nova panela estará pronta para ser usada.

Assando o pão:

1- Unte, levemente, o interior de um vaso de plantas de 15 cm de diâmetro com óleo vegetal ou spray para untar;

2- Prepare sua receita de pão favorito como de costume e faça uma bola com 250 g da massa. Coloque-a no vaso e deixe crescer de acordo com a receita;

3- Asse no forno a 180°C de 25 a 30 minutos ou até a parte de cima dourar. Deixe o pão esfriar sobre um aramado e, em seguida, bata no fundo para desenformar.

Lavando louças à mão: dicas que fazem toda diferença

 

Certamente, não precisamos ensinar a você como lavar louça, mas, no post de hoje, compartilhamos três dicas que provavelmente muita gente desconhece:

Livre-se dos germes ao colocar a louça de molho:

Para quem se preocupa tanto com germes que nem mesmo um detergente líquido bactericida é o suficiente, coloque as louças já lavadas de molho em uma solução preparada com 1 colher de sopa de alvejante para 4 litros de água. Após 5 minutos, enxágue bem com água corrente e deixe secar.

Mantenha as mãos livres de mau cheiro após o uso de luvas:

Luvas de borracha sem forro podem deixar nas mãos um cheiro parecido com o de pneus. Para evitar isso, passe um pouco de creme para as mãos antes de pôr as luvas. Você se livrará do cheiro de borracha e fará uma excelente hidratação enquanto lava a louça.

Como limpar vidro embaçado:

Assadeiras refratárias de vidro transparente podem ser marcadas com manchas leitosas mesmo estando perfeitamente limpas. Ovos, leite, queijo e outras proteínas são os culpados, mas nenhum deles resiste ao vinagre branco. Para remover as manchas, basta esfregá-las com uma esponja ou pano limpo encharcados com vinagre.

Truques na cozinha: soluções rápidas

Equilibre o sal com açúcar: Caso você tenha exagerado no sal de um ensopado ou de uma sopa, pode salvá-los com uma colher de chá de açúcar granulado. Ele absorverá o sal e equilibrará o sabor. Você também pode acrescentar uma colher de chá de mel.

Reduza a gordura com bicarbonato: Às vezes, os caldos naturais de carne, usados na preparação de molhos, são muito gordurosos. Corrija o problema com uma ou duas pitadas de bicarbonato de sódio no caldo e mexa apenas o suficiente para que ele absorva a gordura. Observação: tenha cuidado. Se exagerar, o sabor será afetado, tornando-se metálico.

Curry extrapicante: Suavize-o com purê de maçã. Adicione 30 ml de purê de maçã para cada 90 ml de molho curry, e prove. Se necessário, continue a acrescentar o purê até o curry ficar aceitável.

Salve um ovo rachado: Se estiver cozinhando um ovo e a casca rachar, acrescente uma colher de chá de vinagre à água do cozimento. Isso ajudará a coagular a clara e evitará que ela vaze.

O molho ficou apimentado demais? Acrescente duas gotas de extrato de baunilha ao molho e ele deverá ficar mais suave. O extrato de baunilha é o melhor condimento para essa função porque a vanilina, os açúcares e os aminoácidos presentes na baunilha diminuem a potência da pimenta em um ou dois graus.

Alho demais na sopa: Faça um saquinho de pano ou encha um infusor de chá do tipo bola com flocos de salsa seca, ou galhinhos de salsa fresca, e jogue-o na panela. Após mais ou menos 5 minutos, os flocos absorverão um pouco do sabor do alho em excesso. Uma vez que o sabor tiver sido suavizado, remova a salsa e jogue-a fora.

Dê mais sabor a tomates insossos: Mesmo os tomates mais sem graça têm algum sabor escondido lá no fundo. Basta regar as fatias do tomate com um pouco de vinagre de arroz.