Agricultura orgânica: incentivo à sustentabilidade

A agricultura orgânica enfatiza o uso e a prática de manejo sem a utilização de fertilizantes sintéticos de alta solubilidade e agrotóxicos, além de reguladores de crescimento e aditivos sintéticos para a alimentação animal.

O alimento orgânico é produzido por agricultores que protegem o ambiente para as futuras gerações, ao fazer a rotação das culturas ( que promove a diversidade biológica), conservando e renovando o solo, e protegendo as fontes de água.

Esse modo de produção assegura o fornecimento de alimentos orgânicos saudáveis, mais saborosos e de maior durabilidade; não utilizando agrotóxicos preserva a qualidade da água usada na irrigação e não polui o solo nem o lençol freático com substâncias químicas tóxicas; por utilizar sistema de manejo mínimo do solo assegura a estrutura e fertilidade dos solos, evitando erosões e degradação, contribuindo para promover e restaurar a rica biodiversidade local.

Por esse conjunto de fatores, a agricultura orgânica viabiliza a sustentabilidade da agricultura familiar e amplia a capacidade dos ecossistemas locais em prestar serviços ambientais a toda a comunidade do entorno, contribuindo para reduzir o aquecimento global.

Pães integrais com aveia

O Pão de Trigo Integral com Aveia e o Pão Tipo Sueco com Aveia fazem parte da linha de produtos artesanais e sem conservantes produzidos pela Pinheirense. Além de saborosos, os nossos pães possuem combinações variadas de sementes, que trazem inúmeros benefícios à saúde.

Benefícios da aveia:

A aveia apresenta efeitos benéficos sobre o colesterol, pressão arterial, níveis de açúcar no sangue, saciedade e saúde gastrointestinal. Excelente fonte de fibra solúvel, cálcio, ferro, manganês, folacina, vitamina E, tiamina, niacina, riboflavina e outras vitaminas do grupo B, ajuda na redução tanto do nível de açúcar no sangue quanto dos níveis de insulina, um fator importante no controle do diabetes.

O farelo de aveia é rico em betaglucano, o que ajuda a reduzir os níveis de colesterol, diminuindo os riscos de infartos. Alguns estudos demonstram que a aveia não apenas diminui o colesterol LDL, mas também aumenta os níveis do bom colesterol – o HDL.

Por possuir um valor elevado de saciedade, o que significa que leva um longo tempo para ser digerida, a sensação de fastio é mais duradoura. Acredita-se que tanto a proteína como as fibras de aveia contribuem para esse efeito.

Ômega-3 não protege o coração

Ao contrário do que muitos de nós imaginávamos, as cápsulas de ômega-3, um dos suplementos mais procurados e vendidos sem prescrição médica, não trazem benefícios ao sistema cardiovascular.

O Instituto Cochrane, responsável pela investigação, aponta que não há evidências suficientes de que a ingestão de alimentos ricos em ômega-3, ou de suplementos desse ácido graxo essencial, faça bem ao coração. Em contrapartida, o ácido alfa-linolênico (ALA), tipo de ômega-3 encontrado nas sementes de chia e linhaça, é o único que pode atenuar os riscos de doenças cardiovasculares e arritmia cardíaca.

Apesar dessa nova revelação acerca do ômega-3, o seu consumo traz muitos outros benefícios à saúde, e não deve ficar de fora da sua dieta. O ômega-3 é um tipo de gordura poli-insaturada, muito benéfica ao organismo. É essencial, ou seja, o corpo não consegue produzi-la, devendo ser obtida por meio da alimentação ou de suplementos especializados.

As gorduras são importantes fontes de energia, conferem sabor aos alimentos e são primordiais para a absorção, no intestino, das vitaminas lipossolúveis- vitamina A, vitamina D, vitamina E e vitamina K.

Benefícios:

  • Tem ação anti-inflamatória.
  • Fortalece o sistema imunológico.
  • Contribui para uma pele saudável.
  • Auxilia no controle da pressão arterial.
  • Possui efeito antitrombótico, ou seja, inibe a agregação plaquetária, além de estimular a vasodilatação.
  • Protege a retina.
  • Melhora o desempenho cognitivo.
  • Auxilia no tratamento da depressão.
  • Ajuda a reduzir os níveis de colesterol e triglicérides no sangue.

Poderosa linhaça!

Dentre os alimentos de origem vegetal, a linhaça dourada é o que mais possui ômega 3 em sua composição. Além disso, apresenta fibras, proteínas, vitaminas A, E, B1, B6, B12, potássio, sódio, fosforo, ferro, zinco, e outros minerais.

São muitos os benefícios da linhaça dourada para a saúde: melhora a saúde do coração, ajuda no controle do diabetes e de inflamações, auxilia na prevenção de determinados tipos de câncer, beneficia a saúde do intestino e melhora o sistema imunológico, ajuda no emagrecimento.

Dicas de consumo: 

Suco detox com linhaça dourada:

Ingredientes:

- 1 Fatia de abacaxi.

– 1 Folha de couve (tamanho médio).

– ½ Limão (apenas o suco).

– 1 Colher (chá) de semente de linhaça dourada.

– 1 Colher (café) de gengibre ralado.

– 200 ml de água.

– 2 Cubos de gelo.

Preparo:

Bater tudo no liquidificador, sem açúcar e sem coar, para não retirar as fibras e não deixar osuco calórico.

Farelo Funcional:

Ingredientes:

– 6 Colheres (sopa) de aveia em flocos grossos (SEM GLÚTEN).

– 6 Colheres (sopa) de linhaça dourada triturada.

– 6 Colheres (sopa) de farinha de amaranto.

– 6 Colheres (sopa) de quinoa.

Preparo:

Misture todos os ingredientes e guarde em um pote de vidro com tampa. Evite deixar aberto para que os grãos não percam qualidade nutricional e sensorial.

Molho para saladas:

Ingredientes:

– 2 Colheres (sopa) de farinha de linhaça dourada.
– 2 Colheres (sopa) de azeite de oliva.
– 3 Colheres (sopa) de shoyu.
– 2 dentes de alho amassados.
– ½ Xícara (chá) de água.
– 1 Tomate sem pele e sem semente.
– Suco de 2 limões.

Preparo:

Junte todos os ingredientes no liquidificador e bata bem.

Além de não utilizar conservantes e produtos químicos em seus produtos, a Pinheirense faz uso de combinações variadas de sementes, aumentando o poder nutritivo dos pães e seus benefícios à saúde. O pão de forma integral com linhaça e o pão tipo sueco com linhaça fazem parte da nossa linha de produtos integrais, artesanais e sem conservantes. Experimente!

Inverno: cuidados com a pele do bebê

Durante o inverno, muitos pais se perguntam como cuidar adequadamente da pele do bebê, que costuma ficar ressecada devido a diferentes fatores, e não somente à temperatura mais fria.

Bebês e crianças podem ter crises da chamada dermatite atópica, que se manifesta em qualquer parte do corpo e, principalmente, nas dobras do pescoço, joelhos e cotovelos, através de placas vermelhas e coceira. 

Nos recém-nascidos, a camada mais externa da pele – extrato córneo- é bastante sensível, e precisa ser protegida do frio intenso, da água muito quente e de certos tecidos e produtos.

Na hora do banho, os responsáveis devem evitar esfregar a pele do bebê e usar água muito quente. O uso de sabonetes antissépticos e de esponjas ou buchas vegetais também não é recomendado. O ideal é dar preferência a sabonetes cremosos, lavando principalmente axilas, genitais e pés, sendo que as outras áreas devem ser lavadas apenas com a espuma de outros locais do corpo. Além disso, é essencial usar produtos hidratantes específicos para a idade, mas não sem antes consultar o pediatra.

Usar roupas de algodão, em detrimento das de lã, sobretudo na primeira camada, que fica em contato direto com a pele, também ajuda a evitar o problema, bem como não descuidar da hidratação da criança.

Para evitar o ressecamento da pele, algumas crianças, principalmente as com eczema atópico, precisam ainda usar emolientes após o banho.

Nos primeiros meses de vida, o ideal é não usar nenhum shampoo ou creme na pele do bebê. A espuma de banho da Cetaphil, por exemplo, é indicada, e pode ser usada da cabeça aos pés. Além disso, o creme, também da Cetaphil Dermopediatrics, é indicado para hidratação do rosto e corpo, e pode ser utilizado desde o primeiro dia de vida.

Conheça nossa linha de Pães tipo Sueco

Desde 1937, a Pinheirense produz, artesanalmente, pães integrais e isentos de conservantes, feitos com grãos rigorosamente selecionados e ingredientes ricos em fibras e efeitos medicinais.

O tempo passou, mas a marca permanece fiel às suas raízes e, sobretudo, à qualidade. E a clientela, também! Ao longo de seus 81 anos, a Pinheirense se tornou um desses raros exemplos em que a tradição do antigo se renova no frescor de cada fornada.

Além dos pães integrais de forma, temos a linha de pães tipo Sueco:

-pão sueco tradicional

-pão sueco com gergelim

- pão sueco com linhaça

 

-pão sueco com kummel

-pão sueco light tradicional

-pão sueco light de aveia  

Tahine caseiro com Pão Sueco

Preparada com sementes de gergelim, o tahine é uma pasta saborosa, saudável e muito versátil, comumente usada no preparo do homus (pasta de grão de bico), babaganoush (pasta de berinjela), para temperar falafel, em diversos molhos de saladas, e até de doces. 

Experimente preparar o tahine caseiro e servi-lo com o Pão Sueco da Pinheirense.

Tahine caseiro – Ingredientes:

1 xícara de gergelim sem casca
Azeite de oliva – de 3 colheres a 1/3 de xícara

Preparo:

Leve ao fogo médio uma panela ou frigideira de fundo grosso e, assim que estiver quente, coloque as sementes de gergelim. Mexendo com frequência, espere até que o gergelim comece a dourar, cuidando para que não queime. Esse processo é muito rápido.

Depois que as sementes estiverem tostadas, deixe esfriar e coloque-as no processador. Adicione 3 colheres de azeite de oliva e bata no processador, desligue, limpe as laterais e bata novamente. Adicione azeite de oliva até obter a consistência desejada.

Guarde a pasta na geladeira, ela dura por meses. A receita rende 3/4 de xícara de pasta. Sirva com o pão tipo sueco Pinheirense.