Benefícios da flor de bananeira (umbigo ou coração de bananeira)

Da parte inferior do cacho da banana ainda imaturo, sai um pendão e, em seu extremo, destaca-se um cone de coloração e consistência diferenciadas, que é a flor da bananeira, mais conhecida popularmente como umbigo ou coração da banana. Quando cozido e preparado com outros ingredientes, é comestível e tem um  requintado sabor e alto valor nutricional.

Existem diferentes receitas culinárias que usam o umbigo da banana, como saladas e pastas, por exemplo. Para prepará-lo, é preciso cortá-lo e conservá-lo em água e limão, para não escurecer, e depois ferver por duas a três vezes, para tirar o gosto cortante e amargo de banana verde- original do ingrediente. Em seguida, basta acrescentar o ingrediente de sua escolha ou simplesmente refogar com um pouco de cebola e alho.

São vários os benefícios da flor da bananeira à saúde: por possuir substâncias que ajudam a prevenir o crescimento bacteriano patogênico, ajuda a curar infecções. Além disso, diabéticos podem consumi-la para reduzir o nível de açúcar no sangue e aumentar a hemoglobina no corpo, pois as flores são ricas em fibras e ferro que auxiliam na produção de glóbulos vermelhos; melhora a lactação, ajuda a curar o sangramento excessivo, mantém o útero saudável, restringe a prisão de ventre durante a gravidez; combate os radicais livres, doenças neurais, como o Mal de Parkinson e Alzheimer, podem ser prevenidas; auxilia na perda de peso; por ser rica em vitaminas C, A, E, fibra, potássio e magnésio, melhora o humor e diminui a ansiedade.

Saiba como preparar uma deliciosa e saudável salada de flor de bananeira:

Ingredientes: 1 umbigo de banana picado em rodelas finas; 1 cebola média picada em rodelas finas; 1 pimentão picado em rodelas finas; 1 maço pequeno de salsa ou coentro; 1 maço pequeno de cebolinha verde; 100 g de azeitonas verdes; 100 g de azeitonas pretas; sal ou tempero a gosto; azeite de oliva.

Preparo:

- Corte o umbigo de banana em rodelas finas dentro da água (para não escurecer).

- Escorra a água, coloque outra panela com água para ferver com 1 pitada de sal ou tempero, durante uns 10 minutos ou menos, depende da largura que picou o umbigo (deve ficar al dente).

- Enquanto isso pique a cebola, pimentão, salsa, cebolinha e azeitonas.

- Após ferver, junte todos os ingredientes, tempere mais se desejar, e coloque o azeite de oliva a gosto.

- Sirva com arroz integral.

Azia: controle e prevenção

A maioria das pessoas como rápido demais e, ao fazer isso, absorve muito ar juntamente com o alimento, o que contribui para distender o estômago e gerar arrotos – que também forçam o estômago a jogar o conteúdo para cima.

Experimente comer bem devagar. Você irá ingerir menos calorias, pois o corpo terá mais tempo para se sentir satisfeito, mesmo que tenha ingerido menos comida. Embora o conselho tradicional seja cortar da dieta certos alimentos, como tomate, comidas picantes, frituras e álcool, não é o que costuma acontecer de fato. Sendo assim, aprenda quais alimentos contribuem para a sua azia. Pegue um caderno e, ao longo de uma semana, liste os alimentos consumidos a cada refeição. Depois, anote se houve azia e quanto tempo depois de comer ela começou.

Caminhe em vez de se deitar após as refeições; levante a cabeceira da cama com travesseiros para evitar o refluxo do ácido gástrico, e pense até em comer de pé se isso facilitar.

Quanto mais perto você estiver do peso saudável, menos de azia e DRGE (doença de refluxo gastroesofágico) apresentará. O peso extra aumenta a pressão no abdome. Pessoas acima do peso também são mais propensas a desenvolver hérnia de hiato, que ocorre quando a parte superior do estômago se projeta para cima, atravessando o diafragma e indo para a cavidade torácica, aumentando o refluxo. 

Descobriu-se que as bebidas gaseificadas e os benzodiazepínicos, prescritos para ansiedade e ou insônia, podem causar azia à noite, interrompendo o sono.

Experimente a acupuntura: estímulos leves no punho reduzem o relaxamento na porção inferior do esôfago.

Consulte um especialista do sono: o tratamento se chama pressão positiva contínua nas vias respiratórias. O paciente dorme com uma máscara sobre o nariz, conectada a uma máquina que libera ar pressurizado, para manter as vias respiratórias abertas. Funciona por meio do aumento de pressão na parte de trás da garganta, evitando que o conteúdo do estômago suba em direção ao esôfago. Visto que, em geral, a DRGE e a apneia obstrutiva do sono ocorrem juntas, uma ida a um especialista do sono pode valer a pena.

Use o computador sem prejudicar a saúde

Sentar-se de frente para uma tela por longos períodos coloca o corpo e a mente sob estresse. Mas é fácil ajustar o ambiente de modo que o uso do computador se torne um prazer e não um sofrimento. Confira algumas dicas importantes para aumentar a produtividade e o conforto:

- Retire as mãos do mouse quando não o estiver utilizando, para reduzir o trabalho muscular estático;

- Use o braço, não apenas o punho, para movimentar o mouse se achar que assim é mais confortável;

- Posicione o teclado de forma que, ao digitar, seus antebraços estejam quase na horizontal e os punhos em linha reta;

- Mantenha itens que costumam ser usados, tais como o teclado e o telefone, a uma distância satisfatória.

- Modifique com frequência sua postura para reduzir a fadiga, porém, evite girar o corpo;

- Ajuste a altura do assento para que os cotovelos estejam no mesmo nível da mesa e a parte inferior das costas se encontre apoiada no encosto da cadeira;

- Disponha a tela de forma que você possa focalizá-la sem ter de se inclinar para a frente. A parte superior da tela deve se posicionar logo abaixo dos olhos;

- Se seus pés não alcançam o chão, use um apoio para pés;

- Reduza o brilho da tela para um nível agradável;

- Elimine a luz forte vinda das janelas: mude o ângulo da tela ou instale persianas adequadas.

Lonza com creme de raiz forte e Pão Sueco

Confira a receita de lonza (lombo suíno curado) com creme de raiz forte e Pão Sueco Pinheirense. Saborosa, prática e versátil!

Ingredientes: 

100g de lonza defumada
250 ml de creme de leite
50g de raiz-forte
Pães sueco Pinheirense
Azeite a gosto

Preparo:

Em uma tigela, misture a raiz forte com o creme de leite. Reserve por 24 horas.

Peneire o creme de leite e, com ajuda de um batedor de arames, bata até atingir o ponto de chantilly.

Sirva a lonza com o creme e o Pão Sueco Pinheirense.

Finalize com azeite.

Motivos para consumir chia

Muitas pessoas ainda não conhecem os diversos benefícios das sementes de chia, que ajudam a combater a diabetes, melhoram a digestão, diminuem o nível de colesterol LDL, contêm propriedades anti-inflamatórias, etc.

Muitos imaginam que se trata de um alimento nada agradável ao paladar, contudo, o sabor neutro dessa semente não altera o gosto dos outros alimentos. Além disso, são várias as opções de consumo da chia: com o seu iogurte predileto, ao leite, no mingau de aveia, na salada, em pudins, geleias, em pães, omeletes, gelatinas, na vitamina, nas sopas e caldos, na lasanha e no arroz de forno, nas almôndegas, e por aí vai.

Conheça os principais componentes da semente de Chia:

-Ômega 3: A semente da chia é uma das mais ricas fontes conhecidas, tanto animal quanto vegetal. Possui teor muito maior do que o encontrado na linhaça e no salmão!

-Cálcio: apresenta cinco vezes a concentração do mineral encontrada no leite de vaca. Foi recentemente descoberto, que ele também ajuda a queimar gordura no organismo.

-Magnésio: possui duas vezes mais do que em castanhas e nozes .

-Manganês e fósforo: três vezes mais do que no espinafre.

-Proteínas:  É uma fonte de proteína completa, que fornece todos os aminoácidos essenciais que o homem precisa.

-Fibras: a alta concentração de fibras alimentares faz da chia um aliado do emagrecimento e da boa digestão. São também extremamente ricas em vitaminas e minerais, sendo uma das fontes vegetais mais ricas que se tem conhecimento até hoje.

-Antioxidantes: a presença do flavonoide kaempferol e, em menor quantidade, os ácidos cafeico e clorogênico presentes, conferem à chia três vezes mais antioxidantes que as famosas uvas-do-monte.

Contra-indicação: Qualquer pessoa pode ingerir a semente. Porém, devido ao alto teor calórico, o excesso pode levar ao ganho de peso. Cada colher de sopa cheia possui aproximadamente 75 calorias. Há também pessoas com a chamada “síndrome do intestino irritável”, devendo ficar atentas com o consumo de sementes em geral.

Dica de consumo:

Misture as sementes de chia nos pães de forma Pinheirense, que além de integrais, são feitos artesanalmente e não apresentam conservantes em sua composição. 

Pães Pinheirense: dicas de conservação

A Pinheirense produz, artesanalmente, deliciosos pães integrais de forma e Tipo Sueco. Devido ao fato de não utilizarmos produtos químicos e conservantes, a validade de nossos produtos, comparada a dos pães industrializados, é menor. A seguir, disponibilizamos algumas dicas de conservação dos Pães Pinheirense:

Pão tipo Sueco:

Para conservá-lo sempre fresco, guardá-lo em vasilha de vidro devidamente fechada.

Pão Integral:

Até quatro dias: guardá-lo em lugar fresco;

a partir do quinto dia: guardar na geladeira por até 10 dias;

após esse período, conservá-lo no congelador.

Óleo de prímula: controle da TPM

O óleo de prímula é um santo remédio para as mulheres que sofrem com a TPM (tensão pré-menstrual). Extraído das sementes da planta medicinal Oenothera biennis L. (Onagraceae), um arbusto originário da América do Norte, é rico em um tipo de ômega 6 – o ácido gama-linoléico (GLA)-, considerado um ácido graxo essencial, já que não é produzido normalmente pelo corpo. Por interferir na produção de prostaglandinas inflamatórias liberadas durante a menstruação, esse óleo diminui as cólicas menstruais.

Atribui-se ao óleo de prímula diversos benefícios à saúde, com aplicações antiinflamatórias, controle das alterações emocionais, artrite reumatóide, dor no peito, eczema, osteoporose, colite ulcerativa, diabetes, alívio dos sintomas da tensão pré-menstrual, manutenção da elasticidade da pele, influenciam na liberação de neurotransmissores cerebrais, atuam positivamente na recuperação do tecido hepático danificado pelo uso abusivo do álcool, etc. Mas de todos estes efeitos, sem dúvida, o auxílio no controle da Tensão Pré-Menstrual, merece grande destaque.

Geralmente, o óleo de prímula é encontrado em forma de cápsulas. A dose diária recomendada fica entre 500 mg a 1000 mg, mas pode variar de pessoa para pessoa. Ao tomar o óleo de prímula, seria bom incluir também o consumo do ômega-3. Antes do uso, é aconselhável procurar orientação de um nutricionista, para indicar a dose diária. 

Benefícios da manteiga Ghee

A preocupação cada vez maior com a saúde e com a procedência dos alimentos tem levado muitas pessoas a selecionar melhor tanto os produtos que consomem quanto a maneira como eles são preparados.

Tradicionalmente indiana, a manteiga ghee é produzida a partir do leite de vaca ou de búfala. Trata-se de uma manteiga pura, pois toda a água e os elementos sólidos e toxinas da gordura do leite e lactose são completamente removidos. Ghee é manteiga clarificada, o que significa que foi cozida para separar os sólidos de leite e a gordura do leite. A espuma no topo – que contém os alérgenos – é retirada.

O resultado é um óleo dourado, brilhante e transparente, que não fica rançoso. Esse é o ouro líquido que aparece nas antigas escrituras indianas, e que você poderá usar no preparo de todos os alimentos. Por não estragar facilmente, não precisa de refrigeração.

Motivos para consumir a manteiga ghee:

-  a ghee tem todo o sabor da manteiga, sem os alérgenos: ghee é feita de manteiga, mas os sólidos de leite e impurezas foram removidas.

- não contém lactose, sendo de fácil digestão, podendo ser consumida por intolerantes à lactose;

- não precisa ser armazenada na geladeira, pois tem uma grande durabilidade, embora fique líquida como óleo;

- é rica em vitaminas lipossolúveis: A, E, K e D;

- é uma gordura mais pura e ajuda a reduzir o colesterol e os triglicerídios;

- pode ser utilizada na preparação de refeições porque é estável em temperaturas elevadas;

- melhora o aparelho digestivo e estimula o sistema imunitário: rica em ácido butírico, um ácido gordo de cadeia curta. As bactérias intestinais benéficas convertem as fibras em ácido butírico e, em seguida, usam isso para dar energia e suporte à parede intestinal.

É importante lembrar que esses benefícios são obtidos a partir do consumo de pequenas quantidades de manteira ghee na dieta, que deve ser incluída em uma alimentação balanceada. 

Como fazer a manteiga ghee em casa:

- Colocar a manteiga em uma panela, de preferência de vidro ou inox, e levar para o fogo médio até derreter e começar a ferver. Também pode-se usar o banho-maria;

- Com o auxílio de uma escumadeira ou colher, retire a espuma que irá se formar na superfície da manteiga, tentando não mexer na parte líquida. Todo o processo dura cerca de 30 a 40 minutos;

- Espere a manteiga esfriar um pouco e coe o líquido com uma peneira para retirar os sólidos que se formam no fundo da panela, pois eles são formados pela lactose.

- Coloque a manteiga em um frasco de vidro esterilizado e armazenar na geladeira no primeiro dia, para que ela fique com consistência dura. Em seguida, a manteiga pode ser armazenada em temperatura ambiente.

Para que a manteiga dure mais tempo, é importante armazená-la em um frasco de vidro que pode ser esterilizado colocando-o em água fervente por cerca de 10 minutos. Em seguida, deve-se deixa o frasco secar naturalmente sobre um pano limpo, com a boca virada para baixo para que não entre impurezas do ar no frasco. Após a secagem, deve-se tampar bem o frasco e utilizá-lo quando precisar.

Sopa funcional de inhame

Além de saborosas, as sopas podem trazer inúmeros benefícios à saúde. Não por acaso, têm conquistado cada vez mais espaço, principalmente no inverno. Leves, nutritivas, práticas ou sofisticadas, ainda podem ajudar na perda de peso. Saiba como prepara uma sopa funcional de inhame: 

Ingredientes: 500 g de inhame cortado em cubos; 1 dente de alho picado; 1 cebola média picada; 1 colher (chá) de azeite; 1 litro de caldo de legumes; 1 maço de alface picado; salsa a gosto. 

Preparo: Em uma panela, aqueça o azeite e refogue o alho e a cebola. Junte o inhame e deixe refogando por mais 3 minutos. Acrescente o caldo de legumes e a alface e cozinhe até o inhame ficar bem macio. Deixe esfriar um pouco e bata tudo no liquidificador. Volte à panela apenas para aquecer, salpique a salsa e sirva em seguida.

Caldo básico de legumes:

Ingredientes: 2 a 3 cebolas; 2 cenouras; 2 talos de salsão; 2 alhos-poró; 2 dentes de alho; 2 folhas de louro; 4 galhos de tomilho; 5 talos de salsinha.
Preparo: Corte as cebolas, as cenouras, o salsão e o alho-poró em pedaços grandes. Coloque-os em uma panela grande. Num coador de café (de papel), coloque alho, louro, tomilho e talos de salsinha. Faça um “pacotinho” e amarre com um barbante de algodão. Coloque junto dos outros vegetais na panela e acrescente cerca de 2,5 litros de água. Leve ao fogo bem baixo, destampado, sem deixar ferver em momento algum. Depois de 40 minutos a uma hora, estará pronto. Deixe esfriar, coe e coloque em forminhas de gelo no freezer, caso não for utilizar na hora.

 

Casa: como eliminar pelos de gatos e cachorros

Eliminar os pelos dos animais de estimação é uma verdadeira saga. Todos os cantos da casa, além de peças de roupa, ficam tomados por pelos. Separamos ótimas dicas para você resolver o problema:

Um método muito simples e barato é usar luvas de borracha. Basta colocá-las nas mãos, e passar nos locais onde possam ter pelos: na cama, na roupa, na cortina, no sofá, e no próprio bichano. O excesso de pelo sai completamente! É indicado, inclusive, passar a luva todos os dias no seu animal de estimação.

Outras dicas:

- Umedeça sua roupa coberta de pelos com água, coloque-a na secadora com uma toalha úmida e com um pouco de amaciante. Seque no ciclo de ar por alguns minutos.

- Esfregue móveis, estofados e roupas com esponja de cozinha úmida.

- Envolva as mãos com fita crepe ou fita isolante, com o lado do adesivo para fora. Passe as palmas e as costas das mãos sobre os móveis ou roupas para recolher os pelos.

- Coloque uma luva de borracha e friccione os dedos sobre os móveis até que se formem bolas de pelo e você consiga retirá-las.