Papai Noel: a verdade sobre o mito

Papai Noel, um dos personagens mais conhecidos em todo o mundo, foi inspirado em São Nicolau Taumaturgo, arcebispo de Mira, no século IV.

Foi na Alemanha que Nicolau se transformou em símbolo natalino, após já ter sido declarado santo, devido a milagres ocorridos e associados a ele, que tinha o hábito de, anonimamente, ajudar pessoas com dificuldades financeiras. Costumava colocar um saco com moedas de ouro nas chaminés das casas.

Porém, foi Clemente Clark Moore, professor de literatura grega de Nova York, quem impulsionou a lenda do Papai Noel, que viria a influenciar diferentes culturas.

Clemente escreveu o poema “Uma visita de São Nicolau”, em 1822, no qual divulgava a versão de que Papai Noel viajava em um trenó puxado por renas. Além disso, ele ajudou a difundir a história de que o personagem entrava nas casas pela chaminé.

Inclusive, a verdadeira explicação para a chaminé veio da Finlândia. Clemente descobriu que os antigos lapões moravam em pequenas tendas, semelhantes a iglus, que eram cobertas com pele de rena. A entrada para essa “casa” era um buraco no telhado.

Antigamente, Papai Noel usava roupas que tendiam mais para o tom marrom, além de uma coroa de azevinhos na cabeça. Contudo, não havia um padrão estabelecido.

A adoção da roupa vermelha e branca pelo bom velhinho foi obra do cartunista Thomas Nast, que publicou a imagem do Papai Noel tal como a conhecemos hoje, em 1886, na revista Harper`s Weeklys.

O Mito

Muito tem se falado, inclusive em cursos de publicidade e propaganda, que a Coca-Cola seria a responsável pelo visual vermelho e branco do Papai Noel. Todavia, já é comprovado historicamente, que o cartunista norte-americano Thomas Nast foi o autor da ideia da adoção, pelo personagem, da roupagem tradicional.

Ilustração de Thomas Nast

A confusão aconteceu porque, até então, Papai Noel era geralmente representado com roupas de inverno na cor verde. Em 1931, a Coca-Cola realizou uma grande campanha de Natal, em que o personagem aparecia da maneira como Nast havia criado, em 1886, para que combinasse com as cores do rótulo da marca.

Tal campanha fez grande sucesso e a nova imagem de Papai Noel espalhou-se rapidamente pelo mundo, devido à onipresença da corporação da Coca-Cola, responsável por ajudar a difundir o mito tal qual ele é, mas, de forma alguma, por criar a figura tão conhecida de Papai-Noel.

Para uma ceia de Natal mais gostosa e saudável

Já experimentou o Pão Integral de nozes e passas da Pinheirense?! Deixe sua ceia de Natal mais saborosa e saudável! Todos os nossos produtos são artesanais, integrais e livres de conservantes!

Confira as vantagens das nozes e da uva-passa para a saúde:

Nozes: Ricas em vitamina E e potássio;

A maioria é rica em minerais, incluindo cálcio, ferro, manganês e zinco;

Boa fonte de ácido fólico, niacina e outras vitaminas do complexo B, e de proteína.

Uva-passa: Rica em pectina e bioflavonóides;

Contém fitoquímicos que podem diminuir os riscos de doenças do coração, câncer e derrames;

Lanche ou sobremesa doces e pouco calóricas.

Fibras alimentares e saúde

Em outros posts, já falamos sobre as virtudes das favas como fontes de antioxidantes, mas é necessário lembrar que elas estão entre os alimentos mais ricos em fibras. Favas têm os dois tipos de fibras: insolúveis, que ajudam o sistema gastrointestinal a eliminar dejetos mais rapidamente, e solúveis, que formam um gel no intestino, auxiliando na redução do nível do LDL, o colesterol ruim, retirando-o do corpo.

Pesquisas mostram que 175 g de favas ao dia conseguem baixar o colesterol em até 10%, em apenas seis semanas. Nenhum alimento natural tem mais fibras. E toda essa fibra, além das proteínas, significa que as favas têm um nível baixo do índice glicêmico, uma medida do impacto dos alimentos no nível de açúcar no sangue.

Todos os pães da Pinheirense são integrais, artesanais e livres de conservantes.

Mas favas não são o tipo de comida que ingerimos várias vezes por dia. É mais provável que você adquira a maior parte das fibras de pães, cereais e massas. De acordo com uma pesquisa do Medical Research Council, pães integrais e cereais consumidos no café da manhã constituem mais de 75% de todas as porções de alimentos integrais ingeridas. Entretanto, a maioria das pessoas não come o suficiente desses produtos.

Então, como trocar o pão por um mais saudável? Dê preferência aos integrais, sem conservantes e outros aditivos químicos. Sua saúde agradece!

Sucos para emagrecer

No post de hoje, selecionamos algumas receitas de sucos combinados- frutas + verduras- que ajudam bastante na perda de peso. Além de nutritivos, saudáveis e livres de gordura, são muito saborosos! Basta escolher aqueles que mais agradam ao seu paladar!

Abacaxi, laranja e limão: 1 rodela de abacaxi; 1 laranja, 1/2 limão com cascas; 100 ml de água. Preparo: corte a rodela de abacaxi em cubos. Descasque a laranja, deixando o máximo de pele branca. Corte-a em pedaços ou separe-a em gomos. Corte o limão em rodelas finas e bata tudo no liquidificador com água. Coe, acrescente gelo em cubinhos, se desejar, e sirva em seguida.

Cenoura, nabo, espinafre, alface e salsa: 5 cenouras, 6 folhas de espinafre, 4 folhas de alface, 1/4 de um nabo, 4 galhinhos de salsa, 200 ml de água. Preparo: corte as cenouras em fatias. Em seguida, coloque-as junto com os outros ingredientes no liquidificador. bata bem, coe e tome em seguida.

Uva, kiwi e laranja: 3 kiwis, 1 cacho de uvas, 1 laranja, 100 ml de água. Preparo: corte os kiwis em rodelas finas. Descasque a laranja, deixando o máximo de pele branca. Corte-a em pedaços ou separe-a em gomos. Leve as frutas todas juntas ao liquidificador, com água. Bata, coe e tome em seguida.

Caqui, abacaxi e pera: 1 caqui, 1 rodela de abacaxi, 1 pera, 150 ml de água. Preparo: corte o caqui e a pera em pedaços pequenos, descartando as sementes; o abacaxi, em cubos. Bata tudo no liquidificador, coe e tome em seguida.

Maçã, beterraba e laranja: 2 maças vermelhas, médias; 1 beterraba, 1 laranja, 150 ml de água. Preparo: corte as maçãs em pedaços pequenos e descarte as sementes. Rale a beterraba. Descasque a laranja, deixando toda aquela parte branca ao redor dela. Depois, corte a laranja em pedaços menores e bata tudo na centrífuga com a água.

Goiaba e hortelã: 1 colher (sopa) de mel, 2 folhas de hortelã, 1 goiaba vermelha picada, 1 xícara (chá) de água. Preparo: bata todos os ingredientes no liquidificador, coe e sirva.

Melancia e água de coco: 1 copo (americano) de água de coco; 4 fatias médias de melancia. Preparo: bata tudo no liquidificador, coe e sirva.

Morango e alface: 1 xícara (chá) de morangos picados, 1 colher (sopa) de mel, 2 folhas de alface, 1 xícara (chá) de água. Preparo: bata todos os ingredientes no liquidificador, coe e sirva.

Hipoglicemia: aprenda a se proteger

A glicose, o açúcar do sangue, é a maior fonte de energia do corpo, além de ser a única forma de energia que o cérebro usa de forma eficaz. Durante a digestão e o metabolismo, o fígado converte todos os carboidratos e aproximadamente metade das proteínas de uma refeição em glicose, que é liberada no fluxo sanguíneo. Em resposta ao aumento dos níveis de glicose no sangue, o pâncreas secreta insulina adicional, que é o hormônio que capacita a célula a usar o açúcar para a produção de energia.

A hipoglicemia ( baixo nível de açúcar no sangue) ocorre quando a quantidade de insulina do sangue excede o que é necessário para o corpo metabolizar a glicose existente. Estes casos são comuns em diabéticos que tomam insulina demais, mas também ocorre em outras circunstâncias: excesso de consumo de álcool, ingestão exagerada de aspirina ou acetaminofena, betabloqueadores e algumas drogas antipsicóticas, ou então quando se desenvolvem tumores que secretam a insulina.

Dicas: 

Consuma refeições pequenas que forneçam equilíbrio de proteína, de carboidrato e de gordura;

Controle refeições e petiscos que contenham somente carboidratos ( especialmente os açucarados);

Evite beber álcool sem comer;

Coma imediatamente um destes alimentos para elevar os níveis de glicose do sangue:

- 1/2 copo de qualquer suco de frutas;

- 1/2 copo de um refrigerante comum ( sem ser dietético);

- 1 copo de leite;

- 5 ou 6 balas;

- 1 ou 2 colheres de chá com açúcar ou mel.

Anorexia nervosa: sinais de alerta

Mulheres mais jovens são particularmente vulneráveis a distúrbios alimentares, como a anorexia nervosa – uma doença grave, muitas vezes crônica, e que pode ser fatal- que também pode acometer pessoas do sexo masculino.

Embora o termo anorexia literalmente signifique perda de apetite, as pessoas com anorexia nervosa, na verdade, ignoram a fome e controlam deliberadamente sua vontade para não comer.

Regimes constantes e obsessivos podem resultar em anorexia grave, e os doentes correm o risco de morrer de inanição. Confira alguns dos principais sinais de alerta da doença:

- Preocupação com a comida;

- Imagem distorcida do corpo;

- Pavor de engordar;

- Recusa em se alimentar;

- Auto-inanição deliberada;

- Negação da fome;

- Exercício obsessivo;

- Queda de cabelo fora do normal;

- Unhas e cabelos quebradiços;

- Queixa constante de frio ( devido à baixa temperatura do corpo);

- Uma fina camada de pelos no corpo ou no rosto ( como de um recém-nascido);

- Depressão;

- Menstruação irregular ou falha.

Proteína C reativa alta: causas e prevenção

Produzida no fígado quando parte do corpo está inflamada, a Proteína C-reativa (PCR), ao alcançar níveis altos, pode elevar o risco de doença cardíaca mesmo que os níveis de colesterol estejam saudáveis.

A PCR alta é sinal de alerta de acúmulo de placas nas paredes arteriais. Os altos índices dessa substância são provocados, em grande parte, por infecções leves no corpo, como doenças na gengiva e outras irritações que indiquem que seu sistema imunológico está em uma batalha permanente. Esse é o problema da “inflamação crônica”.

Como os níveis de proteína C-reativa no sangue podem ser aumentados por várias doenças inflamatórias, a medicação tem valor limitado para o prognóstico do risco de doença cardíaca. Contudo, estudos mostraram que a redução da PCR desacelera a evolução da arteriosclerose. Por isso, vale muito a pena manter os níveis baixos.

Confira as três principais maneiras de “domar” a sua PCR:

Escove os dentes, use fio dental e enxágue a boca: até pequenas áreas com gengivite provocam o aumento nos níveis de inflamação no corpo, aumentando as chances de infarto ou AVC. Estudos mostram que escovar os dentes com cuidado, usar bem o fio dental e bochechar com um enxaguante bucal ajudam a proteger também o sistema cardiovascular.

Prepare seus sanduíches com pão integral: a ingestão de 32 g de fibras por dia corta os níveis de PCR pela metade. Você também conseguirá isso se optar por cereais, feijões, lentilhas e macarrão integral, todos ricos em fibras.

Coma um punhado de nozes em vez de uma barra de chocolate: as nozes são ricas em fibras e “bons” ácidos graxos ômega-3, além de cortarem os níveis de PCR pela metade.

Natal 2016: receitas light

Além de deliciosa, esta receita é uma ótima pedida para todos aqueles que não abrem mão das delícias de Natal, mas que precisam ficar de olho nas calorias e nos excessos das festas de fim de ano.

Ingredientes
-1 xícara de leite desnatado;
-1 xícara de suco de uva;
-1 colher de sopa de adoçante culinário;
-1 ovo;
-1 clara;
-4 fatias de pão integral Pinheirense amanhecido, cortado ao meio;
-1 colher de sopa de leite em pó desnatado;
-1 colher de chá de adoçante em pó;
-1 colher de chá de canela em pó;

Modo de preparo

Em um prato fundo, misture o leite, o suco de uva e o adoçante. Em outro prato, coloque o ovo e a clara e bata com um garfo. Passe as fatias de pão Pinheirense no leite e depois no ovo. Coloque numa frigideira antiaderente aquecida e deixe dourar dos dois lados.

Num outro prato, misture o adoçante em pó, o leite desnatado em pó e a canela e polvilhe as fatias de pão já douradas.