Pasta de grão de bico e Pão Sueco

Receitas práticas e saborosas sempre são uma ótima pedida em diferentes ocasiões. Assim como os produtos da Pinheirense, a pasta de grão de bico é saudável e saborosa.

Ingredientes

Pão Sueco Pinheirense; 2 xícaras (chá) de grão-de-bico; 1/2 xícara (chá) de tahine (pasta de gergelim); 1/2 xícara (chá) de água gelada; suco de 1 limão; 2 dentes de alho amassados; sal, páprica doce e azeite a gosto.

Preparo

Na véspera, deixe o grão-de-bico de molho em água fria. No dia seguinte, coloque o grão de-bico em uma panela com a mesma água e deixe cozinhar até que fique bem macio. Escorra e reserve a água do cozimento.Bata o grão-de-bico no liquidificador e vá adicionando a água do cozimento até formar uma pasta não muito grossa. Deixe esfriar completamente e reserve. Em uma tigela, misture o tahine, a água gelada, o suco de limão, o alho e o sal. Junte o grão-de-bico batido e polvilhe a páprica.

Regue com o azeite e sirva com o Pão Sueco Pinheirense.

Agricultura Orgânica: incentivo para a sustentabilidade

Neste 28 de julho, Dia do Agricultor, chamamos a atenção para a agricultura orgânica, que enfatiza o uso e a prática de manejo sem a utilização de fertilizantes sintéticos de alta solubilidade e agrotóxicos, além de reguladores de crescimento e aditivos sintéticos para a alimentação animal.

O alimento orgânico é produzido por agricultores que protegem o ambiente para as futuras gerações, ao fazer a rotação das culturas ( que promove a diversidade biológica), conservando e renovando o solo, e protegendo as fontes de água.

Esse modo de produção assegura o fornecimento de alimentos orgânicos saudáveis, mais saborosos e de maior durabilidade; não utilizando agrotóxicos preserva a qualidade da água usada na irrigação e não polui o solo nem o lençol freático com substâncias químicas tóxicas; por utilizar sistema de manejo mínimo do solo assegura a estrutura e fertilidade dos solos, evitando erosões e degradação, contribuindo para promover e restaurar a rica biodiversidade local.

Por esse conjunto de fatores, a agricultura orgânica viabiliza a sustentabilidade da agricultura familiar e amplia a capacidade dos ecossistemas locais em prestar serviços ambientais a toda a comunidade do entorno, contribuindo para reduzir o aquecimento global.

25 de julho: Dia Nacional do Escritor

No dia 25 de julho comemora-se o Dia Nacional do Escritor, data instituída em 1960 pelo então presidente da União Brasileira de Escritores, João Peregrino Júnior, e pelo seu vice-presidente, o célebre escritor Jorge Amado.

O Dia do Escritor surgiu após a realização do I Festival do Escritor Brasileiro. O grande sucesso do evento foi primordial para que, por intermédio de um decreto governamental, a data fosse instituída com a finalidade de celebrar a relevância do profissional das letras, que, infelizmente, nem sempre tem sua importância reconhecida.

O costume de ler se impregna nos hábitos de quem se apaixona pelos livros. Longe deles, não há página na internet que sacie a vontade de folhear e carregar a edição companheira. A leitura é o lazer individualizado, a possibilidade de deixar fluir a própria imaginação sem restrições e sem velocidade, ao fim da estória toma-se uma lição com interpretação única, sem hiperlinks.

Os benefícios começam a aparecer no dia a dia. A leitura alivia o estresse, aumenta o vocabulário, melhora a escrita, auxilia a memória e previne doenças que atacam o cérebro como, por exemplo, o mal de Alzheimer. Várias áreas do cérebro são ativadas no momento da leitura, esse é um exercício de manutenção que nos permite uma mente sadia e com maior poder de concentração para outras atividades.

Depois de saber um pouco mais sobre os benefícios da leitura, que tal escolher um livro ou até mesmo recomeçar a ler aquele que ficou esquecido na mesa de cabeceira. Procure um assunto que lhe interesse, esteja em um lugar confortável onde ninguém possa atrapalhar, tire esse tempo para você. Curta as páginas de um bom livro e veja como ele pode mudar seu olhar sobre as coisas. Isso é conhecimento, é sabedoria!

Pinheirense: há 79 anos, fidelizando clientes

Em 1937, surgia a Pinheirense, empresa paulistana fundada por talentosos imigrantes europeus que encontraram no Brasil a oportunidade de lançar a seleta receita preservada até os dias de hoje. Há 79 anos, é mantida viva a tradição artesanal que garante a qualidade e sabor inconfundíveis de seus produtos.

O sucesso e longevidade comprovam o diferencial dessa empresa familiar, preocupada em conceber produtos saborosos e saudáveis, livres de conservantes e produtos químicos.

O tempo passou, mas a marca permanece fiel às suas raízes e, sobretudo, à qualidade. E a clientela, também! Ao longo de seus 79 anos, a Pinheirense se tornou um desses raros exemplos em que a tradição do antigo se renova no frescor de cada fornada.

Lonza com creme de raiz forte e Pão Sueco

Confira a receita de lonza (lombo suíno curado) com creme de raiz forte e Pão Sueco Pinheirense. Saborosa, prática e versátil!

Ingredientes: 

100g de lonza defumada
250 ml de creme de leite
50g de raiz-forte
Pães sueco Pinheirense
Azeite a gosto

Preparo:

Em uma tigela, misture a raiz forte com o creme de leite. Reserve por 24 horas.

Peneire o creme de leite e, com ajuda de um batedor de arames, bata até atingir o ponto de chantilly.

Sirva a lonza com o creme e o Pão Sueco Pinheirense.

Finalize com azeite.

Os pães tipo sueco da Pinheirense são integrais, artesanais e livres de conservantes.

Pão Sueco com Kümmel

A Pinheirense fabrica o Pão tipo Sueco com Kümmel que além de ser um produto artesanal, integral e sem conservantes, apresenta em sua composição essa planta herbácea, também considerada aromática, usada para fins medicinais e na culinária.

O sabor das sementes dessa planta é parecido com o da erva doce. De origem europeia, o Kümmel ( no Brasil, mais conhecido como alcarávia) ajuda na digestão.

Muito usado para aromatizar bolos, bolachas, pães, carne de porco e outras carnes gordurosas, além de ser aproveitado em queijos e sopas, é fundamental no preparo dos licores Wolfschmidt Kümmel, Mentzendorff Kümmel e Gilka Kümmel, da aguardente da escandinávia “Aquavit”, e do queijo tipo “Tilsit” alemão.

O sabor característico dos pratos preparados no sul da Alemanha e na Áustria é obtido com a utilização do Kümmel, geralmente misturado ao alho para o preparo de carnes e vegetais. Outra utilização clássica pode ser observada no Sauerkraut (Chucrute – preparado com repolhos fermentados e juníperos). No norte da África, especialmente na Tunísia, a alcarávia é utilizada no preparo de uma pasta apimentada chamada de harissa.

Super versátil, o Pão Sueco pode ser servido junto a diferentes receitas e em várias ocasiões. Aproveite! Seu paladar e sua saúde agradecem!

Afinal, casamento engorda?

Determinadas perguntas, pelo simples fato de serem feitas com enorme frequência, acabam trazendo em si próprias as respostas que as satisfazem. É certamente o caso do questionamento que dá título a este post. Afinal, se tantas pessoas questionam-se a este respeito, então é sinal de que sim, existe alguma relação entre o matrimônio e o ponteiro da balança.

Mas como sempre é bom respaldar o óbvio com a devida comprovação científica, várias pesquisas foram, sim, levadas a cabo com esta finalidade. E ainda que haja exceções pontuais, os resultados estatísticos gerais sempre apontam na mesma direção: recém-casados têm ao menos o dobro de chance de engordar, quando comparados a pessoas solteiras de mesma idade.

As razões para isso são as mais óbvias, ainda que possam variar de casal para casal. Por exemplo: casais que ainda não sabem cozinhar tendem a comer muito na rua. E aí, em meio a tantas opções, nem sempre as escolhas mais saudáveis acabam prevalecendo. Por sua vez, cônjuges que sabem cozinhar geralmente tentam agradar um ao outro através dos dotes culinários, e os abusos tornam a acontecer. Um problema que, não raramente, é passado também para os filhos.

O principal fator, no entanto, tem origens menos nobres, e é difícil de ser capturado em estatísticas. Simplesmente, para a maioria das pessoas que se casa, o ganho de peso nada mais é que uma consequência da própria segurança conjugal. Tanto assim que estas mesmas pessoas, quando eventualmente se separam e mais uma vez sentem a necessidade de estarem atraentes, na maioria das vezes conseguem perder peso rapidamente.

Mal comparando, é uma situação parecida com a que gera um enorme aumento na frequência das academias às vésperas do verão. Para este grande contingente de “atletas da primavera”, o cuidado com a saúde e a estética não são exatamente a manifestação de uma filosofia de vida, mas uma série de sacrifícios a serem feitos em nome de uma motivação maior e temporária. Da mesma forma, tantas pessoas competentes o bastante para serem aprovadas em difíceis concursos seletivos, muitas vezes acabam perdendo a motivação no trabalho justamente em função da estabilidade que tanto perseguiram.

O grande desafio, portanto, passa a ser o de encontrar estímulo em meio à segurança. Cuidar da saúde e do corpo, sim, primeiro porque não há nada melhor a se fazer. E depois porque, dentro da lógica conjugal, cuidar de si mesmo é também cuidar do outro.

Claro que investir numa alimentação saudável, leve e natural ajuda muito nesse processo. Optar por alimentos integrais e sem conservantes, de qualidade conhecida, tanto quanto desenvolver o hábito de fazer exercícios a dois, é passo importante na construção de uma rotina saudável e sustentável, fundamental para um relacionamento longo e para o bom desenvolvimento dos filhos. Além, é claro, de serem formas muito mais concretas e úteis de se demonstrar o verdadeiro amor.

Afinal, quem ama de verdade, não apenas cuida do outro, mas também de si mesmo.

Benefícios do gengibre para a saúde

Há muito tempo (desde a antiguidade no Oriente), o gengibre é um ingrediente relevante na medicina popular e sua popularidade é justificada pelos seus benefícios para a saúde. Vegetal nativo da Ásia, é uma raiz tuberosa usada tanto na culinária quanto na medicina. A planta assume diversos benefícios terapêuticos: tem ação bactericida, é desintoxicante e ainda melhora o desempenho do sistema digestivo, respiratório e circulatório. O gengibre também é um reconhecido alimento termogênico, capaz de acelerar o metabolismo e favorecer a queima de gordura corporal.

Contra o enjoo: Gengibre cristalizado ou bebidas à base de gengibre com um sabor mais acentuado aliviam os enjoos da gravidez, a náusea decorrente da intoxicação alimentar, de gastroenterite ou da quimioterapia contra o câncer. O gengibre pode ser encontrado em cápsulas para quem acha o gosto muito forte ou sente irritação na mucosa bucal.

Contra a dor: Como bloqueia a ação da prostaglandina (uma substância química parecida com hormônio que causa infecção), o gengibre também pode ajudar as pessoas que sofrem de enxaquecas e com o problema da artrite.

Cure o resfriado com chá de gengibre: Uma boa maneira para aliviar os calafrios e a congestão decorrentes do resfriado é preparar um chá de gengibre da seguinte maneira: deixe ferver um ou dois pedaços de raiz de gengibre por dez minutos. Acrescente uma pitada de canela para aumentar o sabor.

Para espantar o frio: o gengibre possui um alto potencial calorífico, tanto se usado externamente quanto internamente. É recomendado principalmente para as pessoas que sentem muito frio e para as estações mais frias. Em épocas de calor, lembre-se que o consumo pode aumentar a transpiração.

Perdendo peso: esta propriedade calorífica também promove a aceleração do metabolismo, muito útil para quem quer emagrecer.

Previne as doenças cardiovasculares e favorece a circulação: no entanto, se você está tomando medicação pode interferir em sua ação, por isso, procure um médico antes de consumir.