Semana Mundial do Meio Ambiente

Comemorada entre os dias 30 de maio e 5 de junho, a Semana Mundial do Meio Ambiente busca chamar atenção em relação à ação política dos povos e dos países para o aumento da preservação ambiental e da conscientização.

A ONU (Organização das Nações Unidas) almeja, nesse período, estabelecer e personalizar questões ambientais, possibilitando a cada indivíduo a percepção de sua responsabilidade e como se tornar um agente de mudança, apoiando formas de desenvolvimento justo e sustentável.

O meio ambiente engloba todas as cosias vivas e não vivas existentes na Terra, ou ainda em determinada região dela, que vem a afetar ecossistemas e a vida dos seres humanos. O meio ambiente é o conjunto de leis, condições, influências e da infraestrutura física, biológica e química que rege, abriga e permite a vida em todas as formas possíveis.

Objetivos:

- Redução da poluição;

- Redução do consumo de combustíveis não-renováveis pela sociedade;

- Desenvolvimento de fontes alternativas de energias, que são renováveis ou não poluem;

- Proteção de ecossistemas;

- Preservação de espécies em perigo de extinção;

- Estabelecimento de reservas naturais para proteção da biodiversidade e de ecossistemas dos quais a vida em nosso planeta depende;

- Conscientização para um consumo sustentável;

- Tratamento adequado de resíduos, por meio de reciclagem ou reaproveitamento.

TOC: sintomas e tratamentos

Se a sua mente é invadida, frequentemente, por pensamentos, palavras, frases, músicas, imagens ou impulsos indesejados, que se tornam inevitáveis, você pode ser portador, de acordo com o DSM-IV (Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais), de um Transtorno de Ansiedade muito comum e pouco divulgado, conhecido por Transtorno Obsessivo Compulsivo – TOC.

A pessoa deve procurar um médico, para saber se tem ou não o TOC, nos seguintes casos: quando há preocupações excessivas com contaminação por germes, sujeira ou doenças; necessidade de fazer as coisas de forma absolutamente perfeita, repetindo, muitas vezes, as tarefas e ações; compulsão por vários banhos ao dia, por sentir-se sujo, ou lavar as mãos compulsivamente; necessidade de verificar portas, fogão, janelas, gás, porta do carro, de forma demasiada; hábito de fazer coisas repetidamente e sem sentido, como tocar, contar, repetir números, palavras ou frases; preocupação exagerada com as coisas, de maneira que devam estar sempre simétricas, perfeitas, organizadas, alinhadas; incapacidade de jogar fora objetos, entulhando o quarto, a casa, o quintal.

O pensamento repetitivo é denominado obsessivo, e muitas vezes produz incômodo por não ser afastado pela simples vontade da pessoa. Tais pensamentos são distanciados quando são realizadas certas ações ritualísticas (compulsões).

O problema é que não existe ligação entre as obsessões e as compulsões, mas o sujeito entende que há. Por exemplo: quando o indivíduo não consegue se desfazer de um objeto por algum medo, e o entulha em casa, este pensamento recorrente produz a ação de entulhar, e depois de várias ações desta natureza, que suprimem o pensamento obsessivo, o sujeito acredita ser esta a solução.

Outro exemplo: se a pessoa entende que está sendo contaminada por germes ao tocar em uma toalha, ou pano, ou camisa de outra pessoa, e lavando as mãos em seguida, esses pensamentos param, este comportamento tende a aumentar de frequência, como se fosse a solução para o problema. Na realidade, as compulsões apenas aliviam os pensamentos recorrentes, mas não são capazes de resolver o problema, pois os pensamentos sempre voltam. O que fazer, então?

O primeiro passo é procurar um médico competente para fornecer um diagnóstico preciso de TOC. No Brasil, o médico competente é o psiquiatra. Uma vez diagnosticado, o paciente deve seguir as orientações médicas, e procurar fazer um tratamento psicológico concomitantemente, para que aumente a probabilidade de um bom resultado.

O tratamento psicológico do TOC tende, entre outras coisas, a elucidar o paciente sobre os PNAs, isto é, Pensamentos Negativos Automáticos, ou falsas crenças, como por exemplo: se eu tocar a blusa de alguém, vou ser contaminado; mas se outras pessoas tocam e não são, por que apenas eu seria? Se outros se desfazem de coisas, e não lhes acontece nada de mau, por que me aconteceria?

É importante se informar sobre as descargas hormonais, como adrenalina, noradrenalina e glicocorticóides pela glândula suprarrenal, quando em contato com o objeto do medo, enquanto geradoras das sensações de tremores, taquicardia, medo de morrer, aceleração na respiração, entre outros…

Se você, após ler este e outros textos, desconfiar portar o TOC, não haja fugindo ou se esquivando do problema. Encare de frente, pois este mal pode prejudicar sua vida por anos e anos, sendo, com o passar do tempo, e com o condicionamento das compulsões, cada vez mais difícil o tratamento.

Pão Sueco com creme de ricota

A ricota é um tipo de queijo preparado com o soro do leite que traz diversos benefícios para a saúde, além de possuir um sabor leve e neutro. Comparada com os queijos tradicionais, apresenta muito menos calorias e gordura. Por ser um alimento tão saudável, não podíamos deixar de associá-lo aos Pães Pinheirense, que são integrais, isentos de conservantes e feitos artesanalmente. Confira a receita do Pão Sueco com creme de ricota. Saborosa, saudável e versátil!

Ingredientes
- 1 caixinha de creme de leite light – 200g
- 1 xícara (chá) de ervilha fresca congelada – 130g
- 100 g de ricota
- 1 colher (chá) de sementes de erva-doce – 1,5g
- Pão tipo sueco Pinheirense
- Sal a gosto

Modo de Fazer
1. Coloque a ervilha em uma panela com 1 xícara (chá) de água fervente e 1 colher (chá) de sal. Deixe no fogo por 5 minutos ou até a ervilha ficar macia. Retire do fogo e escorra a água.
2. Disponha, em um prato fundo, a ricota, o creme de leite, o sal e as sementes de erva-doce. Amasse com um garfo até ficar homogêneo. Sirva com o pão tipo sueco Pinheirense e, por cima, arrume a ervilha. Decore com tomate cortado em cubos pequenos.

Sucos que curam

 

Os sucos são uma importante fonte de nutrientes e, além de saborosos, acompanham bem qualquer refeição. Consumir sucos de frutas e hortaliças frescas é uma das melhores formas de evitar diferentes doenças. Selecionamos algumas receitas de sucos que são indicados para uma série de males, como o colesterol alto, a insônia, a gripe, etc.

Suco contra colesterol alto: Ingredientes – 5 g de gengibre; 1 copo (americano) de água; 3 ramos de salsinha; 1/2 cenoura; 1 maçã média. Preparo: Pique em pedaços pequenos o gengibre, a maçã e os ramos de salsinha. Coloque no copo de liquidificador, junto com os demais ingredientes, e bata. Coe e beba em seguida.

Suco antidepressivo: Ingredientes: 5 g de folhas de maracujá; 2 folhas de limão; 20 ml de suco de uva; 20 ml de suco de maracujá; 20 ml de suco de maçã; 10 ml de chá de camomila; 1 copo (americano) de água. Preparo: Primeiro, faça um chá de folhas de limão e maracujá. Junte o chá de camomila, ferva a água e jogue na mistura. Leve ao liquidificador, junto com o restante dos ingredientes. Bata.

Suco contra pressão alta: Ingredientes: 1 limão siciliano grande; 1 copo (americano) de água mineral; 1 dente de alho. Preparo: Esprema o limão e junte o suco aos demais ingredientes no liquidificador, bata e beba em seguida.

Suco contra a Insônia: Ingredientes: 1 copo (americano) de água; 4 g de camomila; 2 g de melissa; 2 g de hortelã-pimenta; 1 folha de alface. Preparo: Fazer o chá por infusão das ervas e tomar logo em seguida.

Suco contra a gripe: Ingredientes: 3 ramos de agrião; 1 colher (sopa) de mel; 1 copo de água de coco; 3 ramos de hortelã. Preparo: Faça um chá com a hortelã e o agrião. Junte o chá com os demais ingredientes e bata no liquidificador.

Suco contra gota: Ingredientes: 1 copo (americano) de água de coco; 4 fatias médias de melancia; adoçante. Preparo: bata a melancia no liquidificador com as sementes, coe e acrescente a água de coco. Beba logo em seguida.

 

Conheça a arte do bonsai

Há séculos, os japoneses levaram à perfeição a arte do bonsai. A ideia dos bonsai lhes foi inspirada pelas árvores expostas ao vento e subalimentadas, que sobreviviam, talvez um século, nas falésias e montanhas da China e do Japão.

A finalidade dos japoneses sempre foi obter árvores miniaturizadas que reproduzissem perfeitamente as árvores majestosas de seu meio ambiente. Por incrível que pareça, com frequência eram bem sucedidos podando a árvore e suas raízes à medida que cresciam.

Os verdadeiros bonsai utilizam árvores que devem viver ao ar livre durante a maior parte do ano e que só toleram curtas permanências em apartamento. No Ocidente, há uma tendência a estender a arte do bonsai a plantas tropicais suscetíveis de serem cultivadas dentro de casa.

Existem diferentes métodos de cultivo dos bonsai. Com sorte, você poderá descobrir uma verdadeira árvore em miniatura no alto de uma montanha – aliás os japoneses consideram os espécimes anões naturais os mais belos. Mas também é possível plantar uma estaca de uma árvore adulta de tamanho normal ou comprar uma arvorezinha numa floricultura.

Em ambos os casos, você só irá fazer a tutoragem bonsai quando a árvore tiver desenvolvido um caule forte. O meio mais seguro- e mais custoso- é comprar uma árvore já formada e podada. Se a cultivar a partir de sementes, ficará a seu cargo “moldá-la”. A tutoragem fundamental ocorre nos quatro primeiros anos.

Os estilos clássicos de bonsai são os seguintes:

Chokan: Estilo ereto formal. Árvore com tronco reto, que vai diminuindo de espessura gradualmente, da base ao ápice. Os ramos devem ser simétricos e bem balanceados.

Moyogi: Estilo ereto informal. Tronco sinuoso, inclinando-se em mais de uma direção à medida que progride para o ápice, embora mantendo uma posição geral mais ou menos ereta. A árvore deve dar a impressão de um movimento gracioso.

Shakan: Estilo inclinado. Tronco reto ou ligeiramente sinuoso, inclinando-se predominantemente em uma direção.

Kengai: Estilo cascata. A árvore se dirige para fora da lateral do vaso e então se movimenta para baixo, na direção da base do vaso, ultrapassando a borda do mesmo. Os vasos nesse estilo são estreitos e profundos.

Han-kengai: Estilo semi-cascata. Semelhante ao anterior, com a árvore caindo a um nível abaixo da borda do vaso, mas não chega a altura da base do vaso.Fukinagashi: Varrido pelo vento. Árvore com ramo e tronco inclinados como que moldados pela força do vento.

Por uma vida equilibrada

Qualidade de vida e felicidade podem ser subjetivas, contudo, não se pode negar que a saúde é um bem incomparável. Afinal, o que conseguimos realizar sem ela? Para garantir uma vida equilibrada (em um mundo cada vez mais desequilibrado), o indivíduo precisa estar atento a sua saúde física e mental.

Diversos estudos, de diferentes centros de pesquisa do mundo, relacionam a alimentação saudável e balanceada, aliada à prática de atividade física, com a manutenção da saúde. A atividade física traz benefícios à saúde cardiovascular, estética, densidade mineral óssea, redução da ansiedade, depressão, socializando o indivíduo e liberando substâncias que estimulam a sensação de bem-estar; reduz o risco de lesão nas atividades cotidianas, entre outros inúmeros benefícios.

Mas para ter uma vida saudável, exercício apenas não basta. Uma alimentação equilibrada garante o bom funcionamento do organismo, prevenindo-o de doenças. Já é comprovado que a dieta alimentar tem estreita relação não apenas com o desempenho físico, mas, também, mental, além de reforçar o sistema imunológico, auxiliar na perda de peso e retardar o processo de envelhecimento.

Alimentos Funcionais

Alimentos funcionais ou nutracêuticos são aqueles que contribuem para o bom funcionamento do metabolismo e na prevenção de doenças, além de fornecerem energia para o corpo e uma nutrição adequada. Confira alguns desses alimentos funcionais e seus respectivos benefícios:

Aveia: Ajuda a diminuir o colesterol “ruim” – o LDL, ajuda a melhorar a prisão de ventre – fator de risco para o câncer de intestino. Quantidade recomendada: três colheres de sopa por dia de farelo de aveia; quatro colheres de sopa de aveia.

Frutas e Verduras: Ajudam a prevenir diversos tipos de câncer. O consumo regular de frutas e verduras variadas auxilia na redução de doenças cardíacas e da pressão sanguínea, além de evitar doenças como catarata. Quantidade recomendada: três a cinco frutas, e pelo menos três tipos de verduras diferentes por dia.

Peixes: aqueles ricos em Ômega 3, como o salmão, o atum, a sardinha e o bacalhau, previnem infartos e derrames, protegem o coração, reduzem o colesterol “ruim” (LDL) e aumentam o “bom” (HDL); podem reduzir dores de artrite, melhorar a depressão e proteger o cérebro contra doenças como o Mal de Alzheimer. Quantidade recomendada: 180 gramas por semana (para reduzir risco de doenças do coração);

Chá Verde: Auxilia na prevenção de tumores malignos, além de retardar o envelhecimento; pode diminuir as doenças do coração, prevenir pedras nos rins e auxiliar no tratamento da obesidade. Quantidade recomendada: de quatro a seis xícaras por dia (para reduzir os riscos de gastrite e câncer de esôfago).

Evite problemas de saúde ao usar o computador

Sentar-se de frente para uma tela por longos períodos coloca o corpo e a mente sob estresse. Mas é fácil ajustar o ambiente de modo que o uso do computador se torne um prazer e não um sofrimento. Confira algumas dicas importantes para aumentar a produtividade e o conforto:

- Retire as mãos do mouse quando não o estiver utilizando, para reduzir o trabalho muscular estático;

- Use o braço, não apenas o punho, para movimentar o mouse se achar que assim é mais confortável;

- Posicione o teclado de forma que, ao digitar, seus antebraços estejam quase na horizontal e os punhos em linha reta;

- Mantenha itens que costumam ser usados, tais como o teclado e o telefone, a uma distância satisfatória.

- Modifique com frequência sua postura para reduzir a fadiga, porém, evite girar o corpo;

- Ajuste a altura do assento para que os cotovelos estejam no mesmo nível da mesa e a parte inferior das costas se encontre apoiada no encosto da cadeira;

- Disponha a tela de forma que você possa focalizá-la sem ter de se inclinar para a frente. A parte superior da tela deve se posicionar logo abaixo dos olhos;

- Se seus pés não alcançam o chão, use um apoio para pés;

- Reduza o brilho da tela para um nível agradável;

- Elimine a luz forte vinda das janelas: mude o ângulo da tela ou instale persianas adequadas.

Patê de Ervas e Pão Pinheirense

Receitas práticas e saborosas sempre são uma ótima pedida em diferentes ocasiões. Assim como os produtos da Pinheirense, o patê de ervas é saudável e saboroso.

Ingredientes:

1 colher (chá) de manjericão fresco picado; 1 colher (chá) de orégano fresco picado; 1 colher (chá) de segurelha fresca picada; 3 folhas de louro picadas; 2 grãos de pimenta-do-reino amassados; 1 xícara (chá) de creme de leite light; 1 xícara (chá) de ricota; sal a gosto.

Preparo:

Bata as ervas no liquidificador juntamente com a pimenta e o creme de leite. Misture delicadamente com a ricota e tempere com o sal. Sirva com o pão tipo sueco e, ou com o Pão Integral Pinheirense.

Combata gripe, resfriados e alergias

Mudanças bruscas de temperatura costumam comprometer a saúde de muita gente, que se vê à procura de soluções milagrosas para gripes, resfriados e alergias respiratórias, como a asma, a rinite e a sinusite. Existem formas simples e econômicas de prevenir e combater tais sintomas. No post de hoje, selecionamos alguns deles.

Alimento saboroso e saudável

A sopa de galinha funciona não apenas porque seu vapor ajuda a aliviar a congestão nasal, mas, também, porque os ingredientes anti-inflamatórios presentes no caldo reduzem o movimento dos neutrófilos – as células brancas do sangue que estimulam a formação do muco nos pulmões e no nariz.

Para aumentar ainda mais o poder da canja no combate ao resfriado, acrescente dois dentes de alho descascados e triturados quando a água estiver quase fervendo. O alho contém componentes sulfurosos antivirais, e é sabido que estimula o sistema imunológico.

Combata a tosse:

O tomilho é um expectorante natural. Por isso, prepare uma panela de chá de tomilho para combater a tosse persistente.

Faça uma infusão com 2 colheres de sopa de folhas secas de tomilho em 6 xícaras de água quente durante 10 minutos. Coe o líquido em 1 xícara de chá, adoce com mel, se desejar, e beba 1 xícara cheia duas a três vezes por dia.

Combata a febre: 

Nos primeiros estágios da gripe é possível ajudar o corpo a combater a febre, recorrendo a um banho de esponja a cada uma hora.

Mergulhe uma esponja em água morna, esprema-a para retirar o excesso do líquido e banhe o rosto, ombros, peito e extremidades. Se a febre persistir, beba 1 a 2 xícaras de chá de gengibre em intervalos curtos e regulares.

A erva vai provocar o suor – forma pela qual o corpo vai reagir para diminuir a temperatura.

Existem infinitos remédios caseiros para a dor de garganta, e muitos realmente aliviam os sintomas. O mais popular e renomado é o gargarejo com água morna e sal. Você pode também fazer um gargarejo com meio copo de água e adicionar duas colheres de chá de vinagre de maçã.

Inale os vapores do eucalipto: Ferva folhas secas de Eucalyptus globulus amassadas; deixe descansar de 4 a 5 horas e coe os pedacinhos de folhas antes de aquecer o líquido para ser inalado. Você também pode adicionar de 5 a 10 gotas de óleo de eucalipto à água fumegante.

Coloque o recipiente na ponta de uma mesa, sente-se, incline a cabeça sobre ele e cubra-a com uma toalha para formar uma “tenda”. Respire a fumaça por cerca de 10 minutos, tomando cuidado para não ficar perto demais do vapor. Seus pulmões ficarão limpos e você ainda ganha um tratamento facial de bônus.

Contra a bronquite: O aroma penetrante da raiz-forte ralada, acompanhado do cheiro ácido do limão, ajuda a dissolver o muco nos canais dos seios da face e dos brônquios. Para fazer um xarope para tosse, rale um pedaço de raiz-forte sem casca em um recipiente ( ou use-a já preparada).

Em seguida, transfira 50 g da raiz-forte ralada para um recipiente menor. Junte 80 ml de suco de limão e misture bem. Beba 1/2 colher de chá da mistura de duas a três vezes ao dia. A ação expectorante deve provocar a tosse depois de cada dose, ajudando seus pulmões a se livrarem do muco.

Chá antialérgico: Para um chá antialérgico, esmague 2 a 3 colheres de chá de flores de camomila alemã, despeje 240 ml de água fervente, deixe descansar por 10 minutos, coe e beba de três a quatro vezes ao dia.

Cuidado: embora a camomila seja uma erva tradicional no combate à febre, ela pode agravar os sintomas de qualquer pessoa alérgica à tasna, também conhecida como erva-de-santiago, uma prima da camomila. Para as demais pessoas, o azuleno contido na camomila contém propriedades anti-inflamatórias, indicadas no tratamento de infecções do trato respiratório e alergias.

Rinite: Caso consiga urtiga fresca ( uma erva daninha comum em jardins), use luvas quando a colher e ao lavar as folhas. Adicione 120 g da folha a 6 xícaras de água fervente, reduza o fogo e cozinhe até a água ficar verde. Coe o líquido em peneira fina para um bule de chá grande.

Em épocas de rinite alérgica, beba uma xícara do chá de urtiga pela manhã e outra à tarde. Pode adoçar com mel.