Alimentação: Cinco formas de reduzir sal

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o consumo de menos de 2 g de sódio por dia, o que equivale a 5 g de sal. Contudo, no Brasil, a população consome, aproximadamente, 12 gramas.

O excesso de sal causa muitos males à saúde e ao corpo, como a retenção de líquido, a elevação da pressão arterial, risco de Acidente Vascular Cerebral (AVC), insuficiência cardíaca, osteoporose, insuficiências renal, dentre outros.

Confira cinco formas de reduzir o sal e proteger a sua saúde:

1- Use temperos que não contenham sódio, como ervas frescas, alho fresco ou em pó, cebola desidratada em flocos (em vez de sal de cebola), mostarda desidratada, coentro, limão, menta, cominho, tomilho, manjericão, folhas de louro secas, gengibre, pimenta, pimentão, cebolinha e salsa.

2- Prepare seu próprio molho para saladas em vez de comprar a versão enlatada. Use vinagres temperados em vez de sal para temperar a comida.

3- Coma mais frutas, verduras e legumes frescos ou congelados. Se preferir vegetais enlatados, selecione os com sódio reduzido. Compre batata fresca e evite as empacotadas; pepino fresco e não picles. Adicione temperos e ervas no lugar do sal à água em que cozinhar os legumes.

4- Coma peixe fresco ou congelado no lugar das variedades enlatadas ou desidratadas. Prefira rosbife fatiado ou frango a carnes processadas, à bolonhesa ou salame.

5- Reeduque seu paladar: experimente a comida antes de adicionar sal. Prepare os alimentos desde o início em vez de comprar alimentos pré-preparados. Adapte suas receitas prediletas usando metade da quantidade de sal indicada.

Rejuvenesça!

Muitas vezes nos perguntamos sobre os motivos que levam algumas pessoas a estarem sempre com a aparência mais jovem, conservada, enquanto outras envelhecem rapidamente. E que fique claro: não estamos falando daquelas que recorreram à cirurgias plásticas e que têm recursos financeios para se cuidar com frequência em clínicas de estética.

É claro que a questão genética deve ser levada em conta. Mas vários especialistas dão dicas simples e acessíveis para muitas pessoas, que procuram sempre cuidar da saúde e da aparência. Confira alguns sábios conselhos:

“Você é o que você come”

1. Equilíbrio alimentar: não é apenas um alimento ou alguns nutrientes que irão deixar o corpo mais bonito, mas sim a combinação entre os elementos dos diferentes grupos alimentares (proteínas, carboidratos, frutas e vegetais) que vai fornecer uma alimentação adequada e boa para a saúde;

2. Dê preferência por alimentos ricos em água e com baixa quantidade calórica. São as frutas, legumes e verduras. Eles fornecem vitaminas e minerais importantes para a beleza do corpo;

3. Opte por alimentos na versão integral. Aveia, arroz e massas integrais são fontes de fibras e auxiliam o bom funcionamento do intestino. Dessa forma o organismo consegue eliminar as toxinas; 

4. Consuma a quantidade calórica adequada, evitando o excesso de peso. O corpo fica mais saudável, bonito e mais disposto para realizar as tarefas do dia a dia sem sobrecarregar o organismo;

5. Proteínas estão envolvidas em diversas funções do organismo. Uma delas é a reparação dos tecidos. Os alimentos fonte desses nutrientes são as carnes (opte sempre pelas mais magras); leguminosas (feijão, soja, ervilha, grão de bico); leite e derivados.

Hábitos saudáveis

6. Pratique exercícios físicos sem exageros, pois eles vão te dar mais ânimo e te deixar com corpinho e pique de jovem;

7. Procure alguma atividade mais tranquila, como yoga, ou alguma terapia alternativa que proporcione equilíbrio emocional, pois, elas te deixam com uma fisionomia mais leve;

8. Durma bem. Uma boa noite de sono é fundamental, pois, é enquanto dormimos que as toxinas são drenadas. Se acumuladas, elas causam olheiras e bolsas ao redor dos olhos, deixando o rosto bem mais envelhecido e cansado. Além disso, uma boa noite de sono é sinônimo de mais disposição e bom humor.

Cuidados com a pele

9. Use óculos escuros ao se expor ao sol para evitar as rugas de expressão em torno dos olhos. Na praia ou piscina, use chapéu ou boné, pois eles ajudam a proteger o rosto.

10. Em hipótese alguma dispense o filtro solar na face, pescoço e mãos. Os com fator 30 (ou mais) são os ideais, e lembre-se de repassar a cada quatro horas, no mínimo.

11. Limpe sempre a pele antes de dormir para eliminar impurezas, a oleosidade e evitar a acne, mesmo que ela não esteja com maquiagem. Se estiver com maquiagem, jamais durma com ela. O hábito acelerará o envelhecimento da pele porque obstrui os poros e dificulta a oxigenação do tecido.

12. Aposte em um hidratante específico para sua pele. Se for oleosa, opte pela versão em gel.

13. Cuidado com o uso de produtos caseiros. Alguns alimentos, como o figo e o limão, têm ácidos que, se forem expostos à luz, causam marcas na pele. O melhor remédio caseiro é a água gelada. Compressas de água gelada na face e olhos reavivam qualquer visual.

Oscilação de temperatura e os cuidados com a saúde

Mudanças bruscas de temperatura costumam comprometer a saúde de muita gente, que se vê à procura de soluções milagrosas para gripes, resfriados e alergias respiratórias, como a asma, a rinite e a sinusite. Existem formas simples e econômicas de prevenir e combater tais sintomas. No post de hoje, selecionamos alguns deles.

Alimento saboroso e saudável

A sopa de galinha funciona não apenas porque seu vapor ajuda a aliviar a congestão nasal, mas, também, porque os ingredientes anti-inflamatórios presentes no caldo reduzem o movimento dos neutrófilos – as células brancas do sangue que estimulam a formação do muco nos pulmões e no nariz.

Para aumentar ainda mais o poder da canja no combate ao resfriado, acrescente dois dentes de alho descascados e triturados quando a água estiver quase fervendo. O alho contém componentes sulfurosos antivirais, e é sabido que estimula o sistema imunológico.

Combata a tosse:

O tomilho é um expectorante natural. Por isso, prepare uma panela de chá de tomilho para combater a tosse persistente.

Faça uma infusão com 2 colheres de sopa de folhas secas de tomilho em 6 xícaras de água quente durante 10 minutos. Coe o líquido em 1 xícara de chá, adoce com mel, se desejar, e beba 1 xícara cheia duas a três vezes por dia.

Combata a febre: 

Nos primeiros estágios da gripe é possível ajudar o corpo a combater a febre, recorrendo a um banho de esponja a cada uma hora.

Mergulhe uma esponja em água morna, esprema-a para retirar o excesso do líquido e banhe o rosto, ombros, peito e extremidades. Se a febre persistir, beba 1 a 2 xícaras de chá de gengibre em intervalos curtos e regulares.

A erva vai provocar o suor – forma pela qual o corpo vai reagir para diminuir a temperatura.

Existem infinitos remédios caseiros para a dor de garganta, e muitos realmente aliviam os sintomas. O mais popular e renomado é o gargarejo com água morna e sal. Você pode também fazer um gargarejo com meio copo de água e adicionar duas colheres de chá de vinagre de maçã.

Inale os vapores do eucalipto: Ferva folhas secas de Eucalyptus globulus amassadas; deixe descansar de 4 a 5 horas e coe os pedacinhos de folhas antes de aquecer o líquido para ser inalado. Você também pode adicionar de 5 a 10 gotas de óleo de eucalipto à água fumegante.

Coloque o recipiente na ponta de uma mesa, sente-se, incline a cabeça sobre ele e cubra-a com uma toalha para formar uma “tenda”. Respire a fumaça por cerca de 10 minutos, tomando cuidado para não ficar perto demais do vapor. Seus pulmões ficarão limpos e você ainda ganha um tratamento facial de bônus.

Contra a bronquite: O aroma penetrante da raiz-forte ralada, acompanhado do cheiro ácido do limão, ajuda a dissolver o muco nos canais dos seios da face e dos brônquios. Para fazer um xarope para tosse, rale um pedaço de raiz-forte sem casca em um recipiente ( ou use-a já preparada).

Em seguida, transfira 50 g da raiz-forte ralada para um recipiente menor. Junte 80 ml de suco de limão e misture bem. Beba 1/2 colher de chá da mistura de duas a três vezes ao dia. A ação expectorante deve provocar a tosse depois de cada dose, ajudando seus pulmões a se livrarem do muco.

Chá antialérgico: Para um chá antialérgico, esmague 2 a 3 colheres de chá de flores de camomila alemã, despeje 240 ml de água fervente, deixe descansar por 10 minutos, coe e beba de três a quatro vezes ao dia.

Cuidado: embora a camomila seja uma erva tradicional no combate à febre, ela pode agravar os sintomas de qualquer pessoa alérgica à tasna, também conhecida como erva-de-santiago, uma prima da camomila. Para as demais pessoas, o azuleno contido na camomila contém propriedades anti-inflamatórias, indicadas no tratamento de infecções do trato respiratório e alergias.

Rinite: Caso consiga urtiga fresca ( uma erva daninha comum em jardins), use luvas quando a colher e ao lavar as folhas. Adicione 120 g da folha a 6 xícaras de água fervente, reduza o fogo e cozinhe até a água ficar verde. Coe o líquido em peneira fina para um bule de chá grande.

Em épocas de rinite alérgica, beba uma xícara do chá de urtiga pela manhã e outra à tarde. Pode adoçar com mel.

O nascimento do carnaval carioca

A maior e mais animada festa do Brasil foi trazida pelos portugueses por volta dos séculos XVII e XVIII. Os lusitanos comemoravam a colheita jogando água, farinha e ovos uns nos outros, no meio das ruas. Quando chegaram ao país tropical, a celebração ganhou ânimo e estilo próprios; os ingredientes acima foram trocados por serpentinas e confetes e, assim, nascia o Carnaval brasileiro.

No século XIX, os clubes começaram a oferecer bailes para a corte e elite brasileiras. Os ritmos que embalavam essas festas eram variados: tinha maxixe, valsa e quadrilha. Foi em 1889, que surgiram as músicas destinadas exclusivamente ao carnaval. E uma delas é famosa até hoje: “Abre Alas”, de Chiquinha Gonzaga.

A próxima novidade da festa popular seria o corso, o desfile de foliões fantasiados dentro de carros conversíveis – essa foi a grande inspiração para os carros alegóricos. No início do século passado, o carnaval já havia se estabelecido na cidade do Rio, a população mais carente brincava em bailes e rodas separadas, e começaram a ser vistos como marginais.

Para derrotar o preconceito, os primeiros a se organizar foram os foliões da Praça Onze. Em 1928, foi criado o bloco “Deixa Falar”, de Ismael Silva e companheiros. Os integrantes do bloco se encontravam perto de uma escola regular do Rio, e assim nascia o termo “Escola de Samba”, usado por Ismael para se referir ao grupo.

Nos anos seguintes, o bloco “Deixa Falar” começou a escolher temas de samba e as fantasias de cada ano, surge a primeira escola de samba do Brasil, Estácio de Sá. Em 1935, os blocos foram oficializados e passaram a ser reconhecidos como agremiações recreativas. Dessa forma, cada comunidade foi se reunindo e o samba caiu no gosto de todas as classes, não só cariocas, mas brasileiras.

Hoje, os desfiles mais vistos são os das escolas do Rio de Janeiro e de São Paulo. O espetáculo tem dia e hora marcados, grande plateia, famosos como integrantes e fantasias luxuosas. As escolas se preparam o ano inteiro para fazer bonito na avenida e ganhar o título de campeã do Carnaval.

Entretanto, todo lugar do país tem seu jeito próprio de aproveitar a folia. O carnaval de rua do nordeste, por exemplo, com os trios elétricos e micaretas, também é muito requisitado pelos turistas. Essa festa verde e amarela é admirada pelo mundo inteiro e a cada ano ganha mais foliões.

Para valer-se do clima de alegria é só escolher o lugar, vestir uma fantasia divertida e sair dançando conforme a música. O carnaval está aí, aproveite!

Estação das chuvas: dicas para quem vai viajar

Verão combina com férias, que por sua vez combinam com pegar a estrada. No entanto, as altas temperaturas coincidem também com a estação das chuvas, tornando este um período potencialmente perigoso para quem gosta de viajar. Vale, portanto, anotar algumas dicas para que seu veículo esteja em perfeito equilíbrio dinâmico na hora de sair com a família.

Começando pelos pneus, é crucial que eles estejam em bom estado, com as ranhuras profundas e bem definidas, além, é claro, de estarem sempre calibrados conforme a especificação do fabricante. O mesmo vale para o estepe. As rodas também devem estar alinhadas e balanceadas, para que o veículo aproveite ao máximo – e sem vibrações – o potencial de aderência dos pneus.

Observados estes procedimentos, é hora de verificar a cambagem e o caster de cada uma das rodas.

Camber é o ângulo vertical da roda quando o carro é observado pela frente ou por trás. Se a base das rodas estiver projetada para fora, o carro terá mais aderência para percorrer curvas e menos aderência para acelerar ou frear em linha reta. Se, por outro lado, os pneus estiverem perfeitamente perpendiculares ao piso, então o carro terá muita aderência para acelerações e frenagens, mas deverá se mostrar escorregadio em curvas. Aqui, mais uma vez o ideal é seguir a recomendação do fabricante, que para a maioria dos carros gira em torno de 1º de inclinação externa.

Já o caster se mede pela inclinação para frente ou para trás da linha central do pivô de sustentação da roda. Sua aferição rotineira é importante, porque ao subir em calçadas ou colher buracos em estradas, as rodas – principalmente as dianteiras – podem sofrer pequenos recuos, alterando negativamente o comportamento do carro. Se uma roda estiver mais recuada que a outra, a direção do veículo irá puxar para o lado mais recuado. E mesmo que as duas rodas estejam igualmente recuadas, ainda assim o carro irá perder estabilidade e sensibilidade.

Com estas questões resolvidas, vale observar também a distribuição de peso dentro do automóvel. Se possível, distribua os passageiros de maneira que um lado do carro não fique muito mais pesado que o outro. A distribuição da bagagem também pode ajudar nessa tarefa, e é sempre conveniente que as malas mais pesadas sejam colocadas ao fundo do porta-malas, próximas ao banco traseiro. Assim garante-se um comportamento mais neutro por parte do veículo quando percorrendo curvas acentuadas.

Por fim, tenha a certeza de que seu carro está freando de forma similar em todas as quatro rodas (experimente frear levemente numa linha reta e sem inclinações, para ver se ele guina ou puxa para algum dos lados), e jamais dirija próximo a outros veículos. Esteja atento a manchas de óleo ou à presença de lama na pista, avisando sempre a quem vem no sentido contrário, e às autoridades competentes sobre os riscos encontrados.

Seguindo estas medidas simples, e observando o estado de molas e amortecedores, você estará no caminho certo para curtir com a família as maravilhas deste e de muitos outros verões.

Pinheirense: um caso de amor

Fundada em 1937 por duas famílias de hábeis padeiros europeus, a Pinheirense continua fiel a sua missão de produzir pães artesanais, isentos de conservantes. E foi a partir de uma história de amor que nasceu essa empresa familiar.

Na década de 1930, o jovem padeiro austríaco Henrich Palme trabalhava na cozinha da Confeitaria Vienense, endereço histórico que marcou época nos anos dourados da capital paulista. Ali, ele conheceu o alemão Albert Neubauer, um experiente boulanger, que antes de se mudar para o Brasil, durante a Primeira Guerra Mundial, teve durante muitos anos a própria padaria, em Kiel. Os dois colegas tornaram-se amigos. Mas foi por causa da filha de Albert, Else – também funcionária da Vienense-, que a amizade deles se estreitou.

Henrich apaixonou-se por Else. Casaram-se, selando um matrimônio duplamente duradouro. De um lado, o amor entre homem e mulher. Do outro, a frutífera sociedade entre sogro e genro, que culminou com o nascimento da Pinheirense, em 1937, na Rua Coropés, no bairro de Pinheiros.

A produção artesanal seguia a receita original trazida da Alemanha por Albert. É  a mesma até hoje. Elaborada com farinha de trigo integral, processada pela própria empresa, e ingredientes selecionados, não leva nenhum conservante. São duas linhas de produtos: o Pão Sueco-aquelas conhecidas casquinhas crocantes-, e o Pão Integral- perfumadíssimo e muito fresco!

O tempo passou, mas a marca ainda se mantém fiel à qualidade. A clientela também! A Pinheirense é um desses raros exemplos em que a tradição do velho se renova no frescor de cada fornada.

Em 2016, emagreça com saúde

Selecionamos algumas dicas importantes para você emagrecer de forma natural e com segurança:

Tome café da manhã, e não pule refeições: Coma com mais frequência para não ficar de estômago completamente vazio, pois isso pode fazer você comer em excesso na próxima refeição. Quando o estômago está vazio, os níveis de grelina sobem e você precisa correr para a geladeira. Em vez de pular refeições, planeje comer de quatro a seis pequenas refeições ou lanches, em intervalos de três a cinco horas.

Não faça jejum: O jejum, mesmo com grande consumo de água, pode ser muito perigoso. Pode provocar queda de pressão e problemas de coração. Além disso, a perda de peso decorrente do jejum raramente permanece quando a pessoa volta a comer;

Beba muito líquido, principalmente água: Beba água, e bastante. Os líquidos matam a sede e também diminuem o apetite. Sucos de fruta são saudáveis, mas acrescentam calorias sem fibras. Café e chá são aceitáveis. Se você tomá-los com açúcar ou leite, prefira leite desnatado e adoçantes artificiais. Permita-se um copo de vinho ou de cerveja se quiser, mas esteja ciente de que acrescentam 100 calorias por copo.

Fique de olho no Índice Glicêmico: O Índice Glicêmico (IG) indica a velocidade em que os alimentos ricos em carboidratos são digeridos. Alimentos digeridos rapidamente são convertidos em glicose rapidamente, deixando-o com fome em pouco tempo. Entre os alimentos com um IG baixo estão o arroz integral, lentilhas, inhame e maçã. Os alimentos com IG alto – em outras palavras, alimentos a serem evitados se você está tentando emagrecer- incluem cereais matinais com açúcar, arroz branco e purê de batata.

Selecione cuidadosamente os carboidratos: Não é necessário eliminar todos os carboidratos para emagrecer. Mas você deve evitar os carboidratos simples como o açúcar, o pão branco, a massa e o arroz branco. Mire nos carboidratos complexos encontrados em alimentos integrais, verduras, legumes e frutas.

Não se prive: coma pequenas porções de seus alimentos calóricos favoritos de vez em quando, para não ficar frustrado e acabar mergulhando em calorias.

Olhe-se no espelho: A maioria das pessoas que está de dieta quer ver a diferença na balança do banheiro. Mas lembre-se: enquanto você está perdendo gordura, se estiver fazendo exercício, pode estar ganhando músculos. Portanto, seu peso ideal deve permanecer inalterado por certo tempo. Em vez de confiar apenas na balança, olhe-se no espelho, controle o número do seu manequim, seu nível de energia e os furos do cinto.