Reduza a gravidade de infecções pulmonares

Uma alimentação nutritiva e bem balanceada contribui para a prevenção e redução da gravidade de problemas respiratórios como a bronquite, pneumonia e outras infecções pulmonares. Isso porque indivíduos saudáveis conseguem superar as causas dessas doenças.

Líquidos: A ingestão adequada de líquidos é de suma importância, já que ajuda a afinar o catarro e facilita a respiração. Não somente os líquidos frios e não-alcoólicos, mas também, a canja de galinha e outros líquidos quentes são recomendados.

Antioxidantes: Ajudam a proteger o tecido pulmonar dos danos causados às células pelos radicais livres- moléculas instáveis que são liberadas quando o corpo utiliza o oxigênio. Os antioxidantes mais indicados são a vitamina A, C e o betacaroteno, que o corpo humano converte em vitamina A.

Zinco: Por aumentar a imunidade, especialmente contra infecções das vias aéreas respiratórias, o zinco é encontrado em muitos alimentos: carnes magras, ostras, iogurte e produtos integrais. Porém, não se deve consumir mais de 40 mg por dia, pois prejudica o sistema imunológico.

A “cartilha” do cogumelo

Com pouquíssimas calorias, os cogumelos praticamente não têm gordura e são boas fontes de fibra alimentar. Oferecem quantidades consideráveis de potássio, selênio, riboflavona, tiamina, ácido fólico, B6 e zinco. Os cogumelos também são uma das melhores fontes vegetais de niacina. Confira dicas importantes de conservação e preparo desse alimento:

-Ao comprar cogumelos, procure os mais durinhos sem nenhum amassado. Todos os cogumelos são colhidos naturalmente, mas amassam com facilidade. Manuseie-os com cuidado;

-O sabor se desenvolve com o crescimento. Logo, os cogumelos maiores são os mais saborosos;

-Não guarde os cogumelos embrulhados em papel filme ou em plásticos. Guarde-os em bolsas de papel, na gaveta de legumes da geladeira;

-Cinco dias é o tempo máximo de conservação dos cogumelos na geladeira;

-Lave os cogumelos pouco antes de usá-los, mas não descasque ou remova os talos. A parte nutritiva do cogumelo está bem abaixo da pele e será perdida se forem descascados. Apenas pique ou corte sem mexer na casca;

-Cozinhe os cogumelos rapidamente. Se for usá-los em um prato de preparo lento, como em um ensopado, acrescente-os apenas nos últimos vinte minutos.

Os cogumelos crescem como mágica!

Se não forem colhidos, os cogumelos-paris dobram de tamanho a cada 24 horas. Primeiro, é um cogumelo com a calota fechada. Depois a calota se abre, revelando suas lamelas marrons. Quando não é colhido, cresce e se transforma em um cogumelo grande e chato com lamelas abertas. Quanto maior o cogumelo, melhor o seu sabor.

Pão Integral de nozes e passas

 

Já experimentou o Pão Integral de nozes e passas da Pinheirense?! Para quem valoriza uma alimentação saudável e saborosa (claro!), fica a dica. Como os demais produtos da Pinheirense, o Pão integral de nozes e passas é feito artesanalmente e não apresenta conservantes em sua composição. Seu paladar e sua saúde agradecem!

Confira as vantagens das nozes e da uva-passa para a saúde:

Nozes: Ricas em vitamina E e potássio;

A maioria é rica em minerais, incluindo cálcio, ferro, manganês e zinco;

Boa fonte de ácido fólico, niacina e outras vitaminas do complexo B, e de proteína.

Uva-passa: Rica em pectina e bioflavonóides;

Contém fitoquímicos que podem diminuir os riscos de doenças do coração, câncer e derrames;

Lanche ou sobremesa doces e pouco calóricas.

Degustação do bolo tipo Alemão Pinheirense

O Bolo tipo Alemão Kuchen da Pinheirense é uma alternativa para aqueles que não querem abrir mão de receitas doces saborosas, assim como de uma alimentação mais nutritiva e equilibrada.

Feito artesanalmente, o bolo tipo Alemão Pinheirense não possui conservantes e leva frutas secas e castanha do pará em sua receita. Seu paladar e sua saúde agradecem!

Aproveite a degustação do nosso bolo tipo Kuchen, que acontece no Mambo Supermercado ( Rua Deputado Lacerda Franco, 553, Vila Madalena, São Paulo.

Benefícios das ervas culinárias

Ervas culinárias não são tão potentes quanto as medicinais, mas podem conferir algum benefício à saúde. Fornecem uma ampla variedade de substâncias fitoquímicas ativas que promovem a saúde e protegem contra doenças crônicas.

Alecrim: As folhas contêm um óleo usado em analgésicos tópicos para aliviar dores musculares. O chá alivia dores de cabeça.

Cebolinha: Estas pequenas parentes da cebola possuem compostos de enxofre que podem baixar a pressão sanguínea caso ingeridas em grande quantidade.

Coentro: Folhas muito frescas podem ser mastigadas para facilitar a digestão.

Endro: Muito usado em picles, molhos de saladas e pratos de peixe, o endro também é usado para aliviar gases intestinais e o seu chá pode aliviar cólicas em bebês.

Manjericão: Ingrediente básico de muitos pratos, ele também é usado como tônico e contra resfriado.

Menta: Mastigar as folhas pode refrescar o hálito. O chá de menta é um auxiliar digestivo.

Orégano: Cozido como chá, parece ajudar na digestão e aliviar a congestão.

Salsa: Quando consumida em porções de no mínimo 30 g, esta erva contém quantidades úteis de vitamina C (salsa fresca apenas), cálcio, ferro e potássio. Também é rica em bioflavonóides, monoterpenos e outros compostos anticancerígenos.

Sálvia: Seu chá pode ser usado como digestivo, desinfetante oral ou em gargarejos, a fim de aliviar aftas, dores na gengiva ou dores de garganta.

Tomilho: Cozido como chá, pode ser usado para restabelecer o intestino irritável, fazer gargarejos para dores de garganta ou como xarope para tosse ou congestão.

Como preparar doces mais saudáveis

Já há algum tempo, confeiteiros industriais e caseiros desenvolveram versões de bolos, biscoitos e tortas com baixo teor de açúcar e gordura. Alguns desses produtos, contudo, perdem o sabor e a textura dos seus correspondentes tradicionais.

O bolo tipo alemão Pinheirense é uma ótima opção para aqueles que buscam consumir doces mais saudáveis.

Uma dica é não deixar de tentar fazer as suas receitas prediletas, reduzindo um terço ou mais da quantidade de gordura e mais da metade da de açúcar, sem prejudicar substancialmente o sabor e a textura do seu prato. Confira algumas dicas para a redução da quantidade de gordura e açúcar:

- Substitua parte da gordura de suas receitas de biscoitos e bolos por purê de maçã, ameixas, bananas amassadas ou qualquer outra fruta, que acrescenta a umidade e a textura da gordura, e ainda ressalta o gosto doce e confere mais sabor ao prato;

- Reduza ou elimine o açúcar em tortas de frutas adicionando mais canela e outros condimentos para ressaltar o sabor;

- Reduza a gordura das tortas usando só uma camada de massa. Diminua ainda mais, substituindo-a por uma massa feita de biscoitos com baixo teor de gordura;

- Descarte metade das gemas de ovos e aumente o número de claras ao preparar bolos e biscoitos. Isso eleva a quantidade de proteína e reduz a gordura e o colesterol;

- Substitua o leite condensado por creme de leite em glacês e recheios. Experimente coalhada no lugar do cream cheese gorduroso para a cobertura e o recheio. Frutas e caldas de frutas são boas opções para coberturas de baixa caloria;

- Enriqueça o conteúdo nutricional e corte as calorias de gordura dos biscoitos, usando os ingredientes tradicionais, como biscoitos de aveia e barras de frutas. E você ainda pode torná-los mais saudáveis se usar farinha de trigo integral e adicionar passas e outras frutas cristalizadas no lugar de nozes.