Para o jardim: recicle a água de cozimento

Já que os alimentos cozidos liberam nutrientes, por que jogar fora a água usada no seu cozimento? Deixe-a esfriar e depois use para dar às plantas do jardim. Mas, atenção: quando cozinhar qualquer um dos alimentos a seguir, não adicione sal à água – é nocivo para muitas plantas.

Ovos cozidos deixam cálcio na água de cozimento; use-a para regar plantas solanáceas, que adoram cálcio: tomates, batatas, berinjelas e pimentões.

Espinafre: As plantas também precisam de ferro. A água do espinafre lhes fornece ferro e, ainda, uma boa dose de potássio.

Massas: A água com amido vai estimular a liberação de nutrientes de plantas no solo, o que significa que o amido pode ser melhor para as plantas do que para você.

Batata: Todos os mesmos benefícios da água de cozimento de massas acima.

Exercite-se com entusiasmo!

Antes de abandonar os exercícios por falta de entusiasmo, experimente usar pequenos truques que modificam sua rotina de treinamento e ajudam a aumentar seu pique:

- Tenha objetivos claros: saiba por que está malhando, ou seja, se deseja emagrecer, melhorar a saúde e a qualidade de vida, por exemplo. O importante é estar consciente de seus objetivos;

- Estabeleça metas a serem atingidas: planeje coisas que realmente estão ao seu alcance. Tente estipular pequenas metas que ajudam a manter e até a aumentar seu interesse pelos exercícios;

- Conheça novos aparelhos: procure conhecer todos os aparelhos disponíveis na academia. Malhar sempre nos mesmos equipamentos acaba desmotivando;

- Faça avaliações físicas regularmente: um teste sério e completo ajuda você a notar melhor sua evolução. Descobrir os resultados de seu esforço aumenta a vontade de malhar;

- Experimente fazer aulas variadas: os circuitos ( aula de ginástica localizada com exercícios aeróbicos) normalmente são mais dinâmicos, animando bastante e espantando o tédio;

- Tente unir esporte e malhação: encare a academia como um treinamento, em que você melhora, e muito, seu condicionamento físico para desenvolver melhor suas qualidades de atleta;

- Converse sempre com seu instrutor: ninguém consegue malhar por muito tempo se fizer algo de que não goste. Por isso, conte ao seu instrutor o que lhe interessa.

De bem com o Sol

Fonte de energia, o sol fortalece os ossos, melhora a elasticidade da pele, e anima o astral. Além disso, deixa a pele com aquele tom dourado do verão. Contudo, se os devidos cuidados não forem tomados, a radiação solar resseca a pele e se torna responsável pelas indesejáveis rugas e envelhecimento.

Confira 10 cuidados indispensáveis

- Respeite a cor natural e o limite que sua pele tem para bronzear;

- Nunca se exponha ao sol sem o filtro solar, protetor labial, chapéu e óculos;

- Procure tomar sol até às 11h da manhã e após às 16h;

- Tomar sol logo após usar alguns medicamentos ou produtos de beleza pode causar irritação e manchar a pele;

- Nos primeiros dias, até que sua pele se acostume, mantenha-se ao sol apenas por meia hora;

- O filtro precisa de um tempo para agir, então, passe-o uns trinta minutos antes de se expor ao sol;

- Mantenha-se em movimento para não “fritar” ao sol;

- Na praia, evite ficar com a água de sal no corpo, o efeito do sol desidrata e enruga a pele;

- Rosto, pescoço, colo, mãos e braços são partes do corpo que ficam mais expostas, precisando ser protegidas diariamente.

Para manter o bronzeado

- Hidrate muito bem o corpo com uma alimentação rica em frutas e muito líquido;

- Após o banho, passe hidratante em forma de massagem. Este possui substâncias que evitam a ardência e nutrem a pele;

- Tome banhos mornos ou frios, pois a água quente resseca a pele;

- Aplique máscara hidratante no rosto. É  região do corpo que exige mais cuidado;

- Os raios solares danificam a queratina dos cabelos, deixando-os opacos e sem vida. Sempre que puder, faça um banho de creme, uma hidratação. É essencial para dar brilho aos fios.

Pão tipo Sueco: alimento versátil e nutritivo

Além de saboroso, o pão tipo sueco da Pinheirense é um alimento nutritivo e versátil. Feita artesanalmente, toda a linha de produtos contém combinações variadas de sementes, e não apresenta conservantes e outros produtos químicos.

Versátil, esse tipo de pão cai super bem em diferentes ocasiões, e pode ser servido com diversos tipos de alimentos e refeições. Em reuniões de trabalho e, ou entre amigos, assim como numa vernissage, por exemplo, é uma opção prática, nutritiva e saborosa. Confira algumas receitas:

“Damas de Coração”:

Foto: Alessandra Pimentel

Rende 20 porções

Ingredientes: Pão tipo Sueco Pinheirense, 125ml de creme de leite, 2 colheres de sopa de açúcar, 10 morangos cortados ao meio, 2 colheres de sopa de açúcar de confeiteiro.

Preparo:

Bata o creme de leite, juntamente com o açúcar, até que se obtenha a consistência de chantily; com o saco de confeiteiro e o bico de sua preferência, adicione uma camada de chantily ao pão tipo sueco e, em seguida, acrescente o morango; decore com o açúcar de confeiteiro, usando uma peneira de aro fino.

Pesto de salsa com queijo de cabra:

Foto: Alessandra Pimentel

Rende 40 porções

Ingredientes: Pão tipo Sueco Pinheirense, 15g de salsa; 2 colheres de sopa de pinholes; 4 colheres de sopa de queijo parmesão ralado; 1 dente de alho picado; 1 colher de sopa de azeite; sal e pimenta-do-reino; 100g de queijo cremoso de cabra; 20 folhas de salsa para decorar.

Preparo:

Coloque a salsa, os pinholes, o queijo parmesão, alho e azeite em um processador de comida ou em um liquidificador, até que a mistura se transforme em um purê. Adicione sal e pimenta a gosto. Use uma colher para adicionar uma camada de queijo de cabra ao pão sueco. Decore com as folhas de salsa.

Comer na medida certa

Alimentação saudável é a base da boa saúde física e mental, da aparência e do equilíbrio emocional. Alimente-se corretamente e sinta-se melhor! Confira dicas importantes:

- Beba muito líquido – a água é um elemento essencial para limpar o organismo das toxinas e mantê-lo eficiente;

- Alimente-se regularmente – as refeições devem ser leves e relativamente frequentes. Não espere ficar com muita fome para comer, isso faz com que o organismo fique lento e acumule reservas de gordura;

- Coma devagar, mastigando bem os alimentos – isso digere bem o alimento e auxilia na absorção dos nutrientes. O cérebro leva 20 minutos para perceber que o estômago recebeu a quantidade suficiente de alimento.;

- Evite comer enquanto assiste televisão, por exemplo. Você se distrai e acaba comendo mais do que necessita. Concentre-se na refeição, comendo apenas o suficiente para saciar a fome;

- Não beba muito líquido durante as refeições – os líquidos em excesso lavam as paredes do estômago retirando as enzimas digestivas;

- Alimente-se muito bem pela manhã – é o horário que o organismo está mais ativo e absorve melhor os alimentos;

- Geladeira cheia – mantenha um estoque de frutas, leite desnatado e queijo branco para os momentos que sente a necessidade de “beliscar”;

- Aumente o consumo de fibras, elas regularizam o intestino – grãos, cereais, arroz e pães integrais, feijões, frutas, verduras e legumes frescos;

- Dê preferência aos alimentos sem conservantes e outros produtos químicos.

Todos os produtos Pinheirense são artesanais, integrais e isentos de conservantes.

7 de janeiro: Dia do Leitor

Quando pequenos, ainda nas séries primárias, temos um desafio: aprender a ler e escrever. Muitas vezes, o aprendizado acontece de forma tão natural que não damos a ele a importância merecida. Esse conhecimento nos acompanhará por toda a vida, em cada momento do dia. Aprendemos as palavras simples, começamos a ler as placas do caminho de volta para casa, os livros indicados pela escola e, depois, os da faculdade.

Todavia, ao longo do tempo, tomamos gosto por um tipo de literatura em especial que nos desperta sentidos e sensações únicas. Esse hábito deve ser cultivado, é através dos livros que agregamos conhecimentos, acumulamos informações e podemos fazer o cruzamento das mesmas, aumentando a capacidade de raciocínio.

Há uma extensa gama de publicações que vai dos didáticos às ficções estrangeiras. O virar das páginas desperta curiosidade e aguça a imaginação de quem as domina, o conhecimento nasce de forma gradativa, tal como uma magia.

O costume de ler se impregna nos hábitos de quem se apaixona pelos livros. Longe deles, não há página na internet que sacie a vontade de folhear e carregar a edição companheira. A leitura é o lazer individualizado, a possibilidade de deixar fluir a própria imaginação sem restrições e sem velocidade, ao fim da estória toma-se uma lição com interpretação única, sem hiperlinks.

Os benefícios começam a aparecer no dia a dia. A leitura alivia o estresse, aumenta o vocabulário, melhora a escrita, auxilia a memória e previne doenças que atacam o cérebro como, por exemplo, o mal de Alzheimer. Várias áreas do cérebro são ativadas no momento da leitura, esse é um exercício de manutenção que nos permite uma mente sadia e com maior poder de concentração para outras atividades.

Depois de saber um pouco mais sobre os benefícios da leitura, que tal escolher um livro ou até mesmo recomeçar a ler aquele que ficou esquecido na mesa de cabeceira. Procure um assunto que lhe interesse, esteja em um lugar confortável onde ninguém possa atrapalhar, tire esse tempo para você. Curta as páginas de um bom livro e veja como ele pode mudar seu olhar sobre as coisas. Isso é conhecimento, é sabedoria!

Feliz Dia do Leitor!

Pão e Circo (Panis et Circenses)

Nutrição e entretenimento são duas necessidades humanas que sempre andaram juntas – de fato, alguém poderia dizer que uma alimenta o corpo e a outra a alma. Sob este aspecto, a citação mais famosa – e provavelmente a mais antiga – a relacioná-las é atribuída ao filósofo romano Juvenal, na 10ª das Sátiras que este escreveu no século I depois de Cristo.

Nela, o poeta critica a alienação da sociedade e afirma: “Sobre os romanos, que antes eram tão poderosos, tornaram-se escravos de prazeres corruptores e só precisam de pão e circo”.

A rigor, a política populista de distração através do Coliseu, onde o pão era distribuído gratuitamente, ficaria conhecida na História justamente como “política do Pão e Circo”, e haveria de revelar-se extremamente sufocante para a economia do Império.

Evidente que “pão”, nesta conjuntura, deve ser entendido não apenas como o alimento em si, mas de uma forma mais ampla, como o Estado provendo o sustento básico da população. E circo, obviamente, refere-se a todo tipo de diversão e distração, numa época em que mais de 180 dias ao longo do ano eram dedicados a este tipo de finalidade.

Espetáculos sangrentos, como os combates entre gladiadores, eram promovidos nos estádios para divertir a população; nesses estádios, pão era distribuído gratuitamente.

Ainda que este exemplo nos remeta a uma administração distorcida destas carências populacionais, ele não deixa de ser bastante legítimo ao expressar a sede do homem para necessidades outras, que vão muito além do fisiologismo. Afinal, como disseram os Titãs, “A gente não quer só comida; a gente quer comida, diversão e arte”.

Entendendo que cultura e entretenimento são necessidades humanas tão básicas quanto a própria alimentação, uma vez que “nem só de pão vive o homem”, o blog da Pinheirense pretende dedicar diversas postagens a questões culturais, na seção Panis et Circenses.

Desde já, dicas culturais e sugestões dos leitores são muito bem-vindas.