Funcho: alimento ideal para quem deseja emagrecer

Você já ouviu falar em funcho? Este alimento, que, para muitas pessoas, pode parecer com o aipo, é ideal para aqueles que desejam emagrecer. Mesmo apresentando baixo teor de calorias, o funcho é substancioso, uma boa fonte de betacaroteno e de vitamina C, além de potássio e de fibras.

Salada de lagosta com nozes, pêssegos e funcho.

Por possuir um sabor adocicado, o funcho combina muito bem com peixes. Vale destacar que todas as partes desse alimento são comestíveis, além de ser super versátil, ou seja, acompanha várias receitas e ainda pode ser servido grelhado, refogado como acompanhamento e cru em saladas.

Peixe e camarões ao molho de creem cheese e funcho

Entre os vegetarianos, principalmente, os bulbos recheados são uma entrada muito apreciada, e as folhas picadas formam uma guarnição colorida e nutritiva para outros pratos de verduras.

Outros benefícios do funcho: ajuda a estimular a produção de leite na amamentação; auxilia a digestão e ajuda na prevenção do mau hálito; é receitado por muitos médicos para tratar de pedras nos rins, gota, distúrbios do fígado e do pulmão.

Alivie a asma, a bronquite e as alergias

Inale os vapores do eucalipto: Ferva folhas secas de Eucalyptus globulus amassadas; deixe descansar de 4 a 5 horas e côe os pedacinhos de folhas antes de aquecer o líquido para ser inalado. Você também pode adicionar de 5 a 10 gotas de óleo de eucalipto à água fumegante.

Coloque o recipiente na ponta de uma mesa, sente-se, incline a cabeça sobre ele e cubra-a com uma toalha para formar uma “tenda”. Respire a fumaça por cerca de 10 minutos, tomando cuidado para não ficar perto demais do vapor. Seus pulmões ficarão limpos e você ainda ganha um tratamento facial de bônus.

Contra a bronquite: O aroma penetrante da raiz-forte ralada, acompanhado do cheiro ácido do limão, ajuda a dissolver o muco nos canais dos seios da face e dos brônquios. Para fazer um xarope para tosse, rale um pedaço de raiz-forte sem casca em um recipiente ( ou use-a já preparada). Em seguida, transfira 50 g da raiz-forte ralada para um recipiente menor. Junte 80 ml de suco de limãe e misture bem. Beba 1/2 colher de chá da mistura de duas a três vezes ao dia. A ação expectorante deve provocar a tosse depois de cada dose, ajudando seus pulmões a se livrarem do muco.

Chá antialérgico: Para um chá antialérgico, esmague 2 a 3 colheres de chá de flores de camomila alemã, despeje 240 ml de água fervente, deixe descansar por 10 minutos, coe e beba de três a quatro vezes ao dia.

Cuidado: embora a camomila seja uma erva tradicional no combate à febre, ela pode agravar os sintomas de qualquer pessoa alérgica à tasna, também conhecida como erva-de-santiago, uma prima da camomila. Para as demais pessoas, o azuleno contido na camomila contém propriedades anti-inflamatórias, indicadas no tratamento de infecções do trato respiratório e alergias.

Rinite: Caso consiga urtiga fresca ( uma erva daninha comum em jardins), use luvas quando a colher e ao lavar as folhas. Adicione 120 g da folha a 6 xícaras de água fervente, reduza o fogo e cozinhe até a água ficar verde. Coe o líquido em peneira fina para um bule de chá grande.

Em épocas de rinite alérgica, beba uma xícara do chá de urtiga pela manhã e outra à tarde. Pode adoçar com mel.

Faça você mesmo: vinagres de framboesa, de ervas e de flor de sabugueiro

Desde os primórdios da civilização, o vinagre já era usado como conservante e tempero de alimentos e, ainda, como remédio para diversos males. Em sua produção, líquidos fermentados e açucarados, como o vinho ou a sidra, “estragam” ( bactérias presentes nesses líquidos transformam o álcool em ácido acético).

Para a produção de vinagres de qualidade, são indispensáveis excelentes ingredientes e um longo tempo de maturação. O vinagre confere à salada, em combinação com o óleo certo, um sabor especial.

Faça você mesmo alguns tipos especiais de vinagres:

Vinagre de framboesa: 250 g mais um punhado de framboesas frescas; 1 litro de vinagre de champanhe ou de vinho branco com teor de acidez de 7%; 1 colher (sopa) de mel.

Lave e seque os 250 g de framboesas; coloque-as em uma panela e amasse-as levemente. Adicione o vinagre e o mel e aqueça a 40°C. Ponha a mistura em um copo ou garrafa grande de vidro e vede com um tampão feito de gaze. Reserve por 14 dias em local escuro e não muito frio, agitando de vez em quando. Passe a mistura primeiramente por uma peneira bem fina e, em seguida, filtre em uma toalha de musselina. Coloque em um frasco e, antes de fechá-lo, adicione o punhado de framboesas frescas bem lavadas. Guarde em local fresco e escuro.

Vinagre de ervas: 3 ramos de manjericão; 2 ramos de tomilho; 3 ramos de manjerona; 1 ramo pequeno de alecrim; 3 ramos de salsa; 1 ramo de tomilho-limão; 1 colher (sopa) de grãos de mostarda; 6 grãos de pimenta-do-reino; 1 litro de vinagre de vinho tinto ou branco ( 7% de acidez).

Lave as ervas e seque cuidadosamente com papel-toalha. Coloque-as com os grãos de mostarda e pimenta-do-reino em um ou mais frascos bem lavados. Cubra com o vinagre e feche bem o frasco. Guarde em local escuro e não muito frio por 3 a 4 semanas.

Vinagre de flor de sabugueiro: 8 flores de sabugueiro; sal; 1 litro de vinagre de vinho branco; 250 ml de vinho branco; 100 g de açúcar.

Mergulhe as flores de sabugueiro em água com bastante sal por 3 a 4 minutos. Retire-as, lave-as e deixe secar sobre papel-toalha. Aqueça o vinagre, o vinho branco e o açúcar em uma panela grande. Coloque as flores de sabugueiro em um frasco e cubra-as com a mistura do vinagre. Feche bem o frasco e reserve por, no mínimo, 2 semanas.

Dicas: como armazenar os alimentos

- Para guardar ervas frescas, lave-as e coloque-as em um vidro contendo 2,5 a 5 cm de água fria. Cubra com um saco plástico e refrigere.

- Para congelar frutas silvestres, arrume-as em uma camada em um tabuleiro, congele e depois embale em recipientes hermeticamente fechados.

- Frutas, legumes, verduras e grãos embebidos em água podem perder as vitaminas e os minerais. Lave bem os legumes, verduras e as frutas em água corrente para remover qualquer resíduo de terra, insetos e pesticidas.

- As cascas de frutas, verduras e legumes são ricas em nutrientes, mas provavelmente estão contaminadas por bactérias ou resíduos de pesticidas. Embora parte dos nutrientes seja perdida ao descascá-los, isso não é significativo. Por esse mesmo motivo, jogue fora as folhas externas das hortaliças.

- Guarde queijo cottage de cabeça para baixo e na embalagem original. Vai durar por mais tempo.

- Os ovos são porosos e absorvem os odores da geladeira. Guarde-os na caixa de papelão, e não na porta do refrigerador.

- Ao devolver o pote de sorvete para o congelador, coloque um filme plástico em contato com o sorvete, a fim de evitar a formação de cristais de gelo.

Aproveite as sobras de alimentos pra preparar pratos saborosos

Aproveitar sobras de alimentos é uma atitude consciente, econômica e contrária ao desperdício, prática ainda tão frequente, inclusive no Brasil, onde milhares de pessoas passam fome todos os dias. Além disso, vale a pena estar a par de alguns “truques” culinários. Pensando nisso, assim como na importância desse ato, selecionamos algumas dicas de como aproveitar sobras de alimentos, para fazer pratos saborosos e que vão deixar muita gente com água na boca!

Aproveite as sobras de carne:

Escondidinho de carne moída

Ingredientes: Carne moída já pronta; 1kg de aipim; catupiry; manteiga; 1 gema.

Preparo:

Coloque o aipim para cozinhar em água com sal, até ficar bem mole. É importante ser um aipim de boa qualidade de forma que possa ser amassado sem muito sacrifício.
Depois de cozido, amassar o aipim até que este vire um purê. Coloque um pouco de manteiga para fazer a liga.

Pegar os ramequins e forrar com o purê de aipim; colocar a carne moída de forma que possa acomodar o catupiry e, por último, fazer uma tampa com o purê e fechar o ramequim. Pincelar com a gema de ovo e colocar no forno na temperatura de 180°. 

Aproveite as sobras de arroz:

Arroz cremoso com milho, cenoura e requeijão.

Ingredientes: 5 xícaras (chá) de arroz cozido; ½ xícara (chá) de uva passa; 1 cenoura ralada; 1 lata de milho escorrida;  ¾ de xícara (chá) de leite; 1 colher (sopa) de manteiga; 1 pote de requeijão; 1 xícara (chá) de queijo parmesão ralado; Sal e pimenta a gosto;  ½ xícara (chá) de salsa picada.

Preparo:

Misture o arroz, a uva passa, a cenoura e o milho. Coloque em um refratário untado com manteiga. Reserve. No liquidificador, bata o leite, a manteiga, o requeijão, o parmesão, o sal e a pimenta. Misture a salsa e despeje sobre o arroz. Leve ao forno pré-aquecido a 200°C durante 30 minutos ou até dourar. Sirva em seguida.

Dica: Nesse arroz você pode misturar os legumes de sua preferência e ainda usar sobras de arroz.

Coxinha com massa de arroz:

Ingredientes: Massa: 3 xícaras (chá) de sobras de arroz; 2 xícaras (chá) de leite; 2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado; 1 colher (sopa) de margarina; Sal a gosto; 2 xícaras (chá) de farinha de trigo.

Recheio: 1 peito de frango temperado cozido e desfiado; 2 cebolas picadas; 2 dentes de alho; 1 colher (sopa) de azeite; 1 tomate sem pele e sementes picado; 1/2 xícara (chá) de azeitonas verdes; Salsa a gosto; Sal e pimenta a gosto; 2 claras; Farinha de rosca para empanar.

Preparo:

Massa: Em uma panela, coloque o arroz, o leite, o queijo, a margarina e o sal. Leve ao fogo e quando ferver, coloque de uma só vez a farinha. Mexa com força até que a massa solte do fundo da panela. Deixe cozinhar por 3 minutos e desligue o fogo. Cubra a massa e deixe esfriar.

Recheio: Em uma panela, aqueça o azeite, doure a cebola e o alho. Junte o tomate, o frango, e tempere com o sal e a pimenta. Cozinhe por 2 minutos, acrescente a azeitona, a salsa e desligue o fogo. Coloque a massa sobre uma superfície enfarinhada e sove. Faça bolinhas no tamanho desejado. Abra cada bolinha e recheie com o frango. Molde as coxinhas. Passe na clara de ovo batida e na farinha de rosca. Frite no óleo quente até dourar.

Dica: Aproveite sobras de arroz para preparar as coxinhas.

Refresco de café:

Já experimentou refresco de café? Guarde as sobras de café dentro das formas de gelo. Para o refresco, junte água e açúcar e um cubo de café gelado. Muito refrescante e estimulante no calor. Aproveite do mesmo modo as sobras de chá, acrescentando um pouco de limão.

Dica:

As sobras de alimentos podem ser reaquecidas sem ressecar e sujar panelas. Embrulhe em quadrados de papel alumínio com as pontas firmemente viradas para baixo e colocadas no forno quente, por meia hora. Galinha, legumes, purê de batatas e outros alimentos ficam realmente mais saborosos.

Aumente o bife de carne moída, bife de hambúrguer, acrescentando legumes cozidos e amassados (use sobras de legumes).

Pimenta: fonte de antioxidantes

O gosto picante confere um sabor a mais a diferentes pratos, de diversas culturas. Temida por alguns e indispensável para outros, consumida na medida certa, a pimenta traz muitos benefícios à saúde.

Mais nutritiva do que o pimentão-doce, as variedades vermelhas geralmente possuem um conteúdo nutricional mais elevado do que as verdes. São excelentes fontes de antioxidantes, em especial de betacaroteno e vitamina C.

Uma pimenta-vemelha (45 g) possui cerca de 105 mg de vitamina C, mais do que o dobro da quantidade estabelecida pela Ingestão Diária Recomendada (IDR). Além disso, contém bioflavonóides, pigmentos vegetais que, de acordo com alguns pesquisadores, teriam características anticancerígenas.

A pimenta também pode ajudar a aliviar a congestão nasal, e a prevenir a formação de coágulos causadores de infartos ou derrames. Além disso, ajuda na liberação de noradrenalina e adrenalina, também associadas à melhora do ânimo de pessoas deprimidas; combate a enxaqueca, por provocar a liberação de endorfinas, potentes analgésicos naturais; a pimenta também se mostra útil contra infecções, por combater as bactérias, já que tem poder bacteriostático e bactericida, e não prejudica o sistema de defesa, mas, pelo contrário, estimula a recuperação imunológica.

Curiosidade: Um copo grande de leite funciona como antídoto para a pimenta. Para abrandar a sensação de ardência após ingerir uma pimenta picante, recomenda-se beber um copo grande de leite. Os capsaicinóides se diluem em gordura, e o leite (exceto o desnatado) contém gordura.

Dieta detox: elimine as toxinas!

Também chamada de dieta desintoxicante, a dieta detox tem sido cada vez mais seguida por pessoas preocupadas com a saúde, e que querem eliminar toxinas do organismo e emagrecer.

A dieta detox tem como objetivo principal “limpar” o organismo, eliminando substâncias nocivas como conservantes, gordura, entre outros, que vão se acumulando em nosso organismo com o passar do tempo. Tais toxinas tornam-se hidrossolúveis, para que sejam eliminadas por meio da urina, bile, suor e lágrimas.

Os sintomas de um organismo intoxicado podem ser físicos e, ou mentais: alergias, sistema imunológico fraco, problemas digestivos, cansaço excessivo, insônia etc.

Todos já sabem que uma alimentação saudável e a prática de atividades físicas são fundamentais para a boa saúde física e mental. Consuma mais frutas, verduras, legumes e alimentos integrais e livres de conservantes, agrotóxicos e outros produtos químicos.

Todos os produtos da Pinheirense são integrais e livres de conservantes e outros produtos químicos. A produção é artesanal e utiliza combinações variadas de sementes, fator que contribui ainda mais para a saúde dos consumidores.

Na dieta detox, para o objetivo ser atingido em até 10 dias, ocorre a restrição calórica, contudo, as refeições são bem fracionadas, geralmente com intervalos de duas horas, deixando a pessoa confortável com a dieta. O acompanhamento nutricional é essencial durante o detox para que não se desenvolva nenhuma carência nutricional devido a restrição de diversos alimentos.

SOPA DE INHAME COM BETERRABA

Ingredientes:

1 colher de sopa de ghee (um tipo de manteiga da culinária indiana, semelhante à manteiga-de-garrafa brasileira)

1/2 alho poró contado em fatias finas

250g de inhame descascado e cortado em cubos.

1 colher de chá de sal

1 beterraba descascada e cortada em cubos

1/2 colher de chá de açafrão da terra

1 colher de chá de páprica picante

Modo de preparo:

Em uma panela esquente o ghee, coloque o alho poró e refogue até ficar dourado. Adicione a as especiarias e mexendo bem para não queimar.Coloque o inhame e a beterraba e cubra com água. Reduza o fogo e deixe cozinhar até ficarem macios. Desligue o fogo e coloque o sal.Leve ao liquidificador ou processador e bata até formar um purê bem consistente.