27 de novembro: Dia Nacional de Combate ao Câncer

O Dia Nacional de Combate ao Câncer é uma iniciativa que tenta evitar milhões de mortes a cada ano através do aumento da consciência e educação sobre a doença, além da pressão sobre governos e indivíduos em todo o mundo para que se mobilizem pelo controle do câncer.

De acordo com a Portaria do Ministério da Saúde GM n° 707, de 7 de dezembro de 1988, o Dia Nacional de Combate ao Câncer foi instituído com a finalidade de “evocar o importante significado histórico das Entidades de Combate ao Câncer, de consagração aos inumeráveis e valiosos serviços prestados ao país e proporcionar importante mobilização popular quanto aos aspectos educativos e sociais na luta contra o câncer”.

A dieta anticâncer

Confira algumas maneiras de reduzir o risco de câncer, segundo estudos recentes:

Diga “sim” para cebola, maçã, frutas vermelhas, couve e brócolis

Comer muitos antioxidantes chamados flavanóis, encontrados nesses alimentos, reduz o risco de desenvolver câncer pancreático em 23% das pessoas. Para os fumantes, uma alimentação rica em flavanóis diminui o risco em 59%, de acordo com pesquisadores do Cancer Research Center do Havaí, que estudaram 183.518 mulheres e homens.

Ultrapasse os limites com frutas e legumes

Um estudo recente com 500 mil pessoas com 50 anos ou mais descobriu que os participantes da pesquisa que comiam 1 porções por dia diminuíram em 29% o risco de desenvolver vários cânceres em comparação com aqueles que só comiam três porções diárias.

Prefira vinho tinto

Bebedores de vinho tinto reduzem em 13% o risco de desenvolver câncer de pulmão a cada taça diária, de acordo com uma pesquisa feita comparando 132 homens com câncer de pulmão com 187 pacientes submetidos a pequenas cirurgias em um hospital na Espanha. Vinho rosé, cerveja e outras bebidas não causaram impacto. Além disso, o vinho branco pareceu ter o efeito oposto. Os cientistas sugerem que um antioxidante presente no vinho tinto, chamado resveratrol, junto do tanino, que também é antioxidante, consegue impedir o desenvolvimento e o crescimento de tumores.

Coma peixe com mais frequência

Comer muitos peixes gordurosos, ricos em ômega-3, como o salmão, o arenque e a cavala, pode reduzir o risco de câncer de próstata, de acordo com um estudo feito por 30 anos com mais de seis mil homens no Instituto Karolinska, em Estocolmo, na Suécia. Homens que não comiam peixe corriam risco de duas a três vezes maior de desenvolver câncer de próstata do que aqueles que comiam quantidades moderadas ou grandes.

Antepasto de berinjela

A sexta-feira chegou, e nada melhor do que reunir a família e os amigos. E, como de costume, sempre vem à cabeça: “o que oferecer às pessoas?”.

Separamos uma receita de antepasto de berinjela, que cai super bem com o pão tipo sueco da Pinheirense. Prático, saudável e saboroso, ainda acompanha vários tipos de bebidas.

Anote aí:

Ingredientes: 3 berinjelas grandes cortadas em tirinhas; 1 pimentão verde cortado em tirinhas; 1 pimentão amarelo cortado em tirinhas; 1 pimentão vermelho cortado em tirinhas; 2 cebolas grandes cortada em tirinhas; 250 ml de azeite; 1 xícara de vinagre de vinho tinto; Orégano a gosto; 1 vidro pequeno de azeitonas sem caroço; Sal a gosto.

Modo de preparo:

- Corte as berinjelas, os pimentões e as cebolas, e arrume em camadas a berinjela, o pimentão e por cima a cebola, em placa de alumínio;

- Coloque por cima o azeite, o vinagre, o sal, o orégano cubra com papel alumínio e leve ao forno pré-aquecido bem quente (mais ou menos 150º graus) por 15 minuto;

- Tire do forno, acrescente as azeitonas fatiadas, dê uma ligeira misturada e leve novamente ao forno (continua com o papel alumínio) até que a berinjela seque e fique escura (mais ou menos 1 hora e meia;

- Tire do forno, espere esfriar e leve à geladeira;

- Se puder esperar que fique marinando 2 ou 3 dias na geladeira, fica bem mais gostos;

- Sirva com pão tipo sueco Pinheirense e, se quiser, com carnes.

Regras gerais para emagrecer e se exercitar

- Tome sempre o café da manhã.

- Tenha uma alimentação saudável. Dê preferência a alimentos integrais, no lugar dos refinados. Quando precisar usar produtos prontos ou semiprontos – e todos nós precisamos-, escolha os que tiverem uma lista de ingredientes que não passe de cinco itens (ou o mais próximo disso possível).

- Opte por alimentos orgânicos sempre que puder. Qualquer atitude nesse sentido será uma vantagem para se tornar mais saudável.

- Escolha alimentos que eliminam gordura a cada refeição e a cada lanche.

- Tenha sucesso escolhendo alimentos com estes cinco componentes fundamentais: fibras, proteína, vitamina C, cálcio e produtos lácteos.

- Coma três porções de produtos desnatados ou semi desnatados todos os dias.

-Exercite-se logo de manhã cedo.

- Opte por exercícios de maior esforço em menos repetições.

- Modifique sempre sua série de exercícios, para evitar que seu corpo se acostume com eles.

Lembre-se: se conseguir transformar os exercícios em diversão, a batalha estará ganha!

Receita eliminadora de gordura

Shake de Perda Rápida

Tempo de preparo: 10 minutos; Rende: 1 Shake

Eliminadores de gordura: iogurte, leite de coco, frutas/fibras, gorduras saudáveis, mel.

Receita principal:

3/4 de xícara (170 g) de iogurte desnatado; 1/4 de xícara de leite de coco light; 3 colheres de sopa de leite em pó desnatado; frutas/fibras; gorduras saudáveis; 2 colheres de chá de mel; 1/2 colher de chá de extrato de baunilha; aromatizantes (opcionais); 4 cubos de gelo.

Junte todos os ingredientes no liquidificador e bata até ficar com aparência uniforme e espumante.

Frutas/fibras (escolha 1)

1 banana

1 maçã (descascada e sem caroço) + 1 colher de sopa de farinha de linhaça

8 morangos (frescos ou congelados) + 1 colher de sopa de farinha de linhaça

110 g de frutas silvestres congeladas mistas (3/4 a 1 xícara, dependendo do tamanho da fruta) + 1 colher de sopa de farinha de linhaça

3/4 de xícara de uvas vermelhas sem caroço (10 grandes) + 1 colher de sopa de farinha de linhaça. Dispense o mel.

1 tangerina ou laranja pequena + 1 colher de sopa de farinha de linhaça

Gorduras saudáveis (escolha 1)

1/2 abacate

1 colher de sopa de manteiga de amendoim

1 colher de sopa de manteiga de amêndoa crua ou comum

1 colher de sopa de tahine

1 colher de sopa de manteiga de sementes de girassol

Aromatizantes ( não escolha nenhum, escolha 1 ou ambos)

1 colher de chá de cacau em pó sem açúcar

1/4 de colher de chá de canela em pó

14 de novembro: Dia Mundial de Combate a Diabetes

Para as pessoas que sofrem com a doença, o Dia Mundial do Diabetes, comemorado hoje, 14 de novembro, é uma mensagem sobre a capacitação por meio da educação. Para os governos, é um apelo para implementar estratégias e políticas eficazes para a prevenção e tratamento do diabetes. Para os profissionais de saúde, é uma chamada para melhorar o conhecimento de maneira que as recomendações baseadas em evidências possam ser postas em prática. O público em geral precisa entender o impacto grave do diabetes e saber, sempre que possível, como evitar ou retardar essas complicações.

O desencadeamento de diabetes tipo 1 é geralmente repentino e dramático e pode incluir sintomas como:

Sede excessiva
Rápida perda de peso
Fome exagerada
Cansaço inexplicável
Muita vontade de urinar
Má cicatrização
Visão embaçada
Falta de interesse e de concentração
Vômitos e dores estomacais, frequentemente diagnosticados como gripe.
Os mesmos sintomas acima podem também ocorrer em pessoas com diabetes tipo 2, mas geralmente são menos evidentes. Em crianças com diabetes tipo 2, estes sintomas podem ser moderados ou até mesmo ausentes.

No caso do diabetes tipo 1, estes sintomas surgem de forma abrupta e às vezes podem demorar a ser identificados. Já no diabetes tipo 2, esses sintomas podem ser mais moderados ou até mesmo inexistentes.

Não se sabe ao certo por que as pessoas desenvolvem o diabetes tipo 1. Sabe-se que há casos em que algumas pessoas nascem com genes que as predispõem à doença, mas outras têm os mesmos genes e não têm diabetes. Outro dado é que, no geral, o diabetes tipo 1 é mais frequente em pessoas com menos de 35 anos, mas vale lembrar que ela pode surgir em qualquer idade.

Estratégia alimentar

A alimentação é a base para administrar o diabetes. Uma alimentação apropriada pode ajudar a manter bons níveis de glicose no sangue e evitar ou retardar complicações de longo prazo do diabetes. Diabéticos devem consultar nutricionistas para planejar uma dieta. Além de controlar a glicose, um plano alimentar deve levar em conta a idade e as preocupações relacionadas à saúde, como os níveis de colesterol e a pressão alta.

O equilíbrio de carboidratos, de gorduras e de proteínas é fundamental. Para manter níveis saudáveis de glicose no sangue, refeições e lanches devem ser balanceados, a fim de fornecer uma mistura de carboidratos, gorduras e proteínas. Adultos podem precisar reduzir a ingestão de gordura e colesterol para prevenir doenças cardíacas e renais. Um indivíduo acima do peso precisa tentar emagrecer, reduzindo a ingestão de calorias e aumentando os níveis de atividades diárias.

Síndrome de Stevens-Johnson: conhecer para prevenir

Por ser considerada uma raridade, com incidência avaliada entre um e três casos para cada milhão de habitantes, a síndrome de Stevens-Johnson ainda é praticamente desconhecida do público em geral. É pertinente tratar do assunto, no entanto, uma vez que ela pode acometer qualquer pessoa, independente de idade, gênero ou grupo social. Mais importante que isso, é crucial tocar no assunto, pois sua principal causa pode ser facilmente evitada.

O que é

A síndrome foi descrita pela primeira vez em 1922, quando os pediatras americanos Albert Mason Stevens e Frank Chambliss Johnson relataram os casos de dois meninos de sete e oito anos de idade apresentando um quadro de “erupção extraordinária generalizada, com febre constante, mucosa bucal inflamada e conjuntivite purulenta severa”. No entanto, muitos anos se passaram até que os sintomas fossem relacionados à aplicação de medicamentos. A rigor, apenas em1983 a doença foi efetivamente reconhecida e identificada.

A imensa maioria dos casos é decorrente de intoxicação provocava por reação alérgica a medicamentos, a excesso de dosagem ou validade vencida. Nestes casos, portanto, a prevenção é bastante simples e importantíssima, posto que os danos à epiderme e às mucosas são potencialmente fatais. A síndrome, no entanto, também pode ser adquirida em decorrência de pneumonia por micoplasma, numa variação mais difícil de ser prevenida. Felizmente, neste caso, os sintomas são menos agressivos, e o tratamento mais simples e rápido.

Visualmente, o paciente que desenvolve a síndrome assemelha-se bastante a alguém que tenha sofrido queimaduras de 3º grau, chegando a apresentar necrose e perda de pele. Aos primeiros sinais de qualquer sintoma parecido, um médico deve ser consultado imediatamente, e alertado sobre a carga de medicação que vem sendo utilizada.

Como prevenir

Basicamente, a prevenção da síndrome de Stevens-Johnson passa pelo abandono do perigoso hábito da automedicação. Mesmo remédios considerados inofensivos, e de uso comum entre a população, podem levar ao desenvolvimento da síndrome, de forma que um médico deve ser sempre consultado. Além disso, é importante que se conheça o histórico familiar de alergias, antes que qualquer tratamento medicamentoso mais intenso venha a ser iniciado.

Por fim, há que se observar cuidadosamente as posologias receitadas e a validade de todo medicamento consumido.

Dor de garganta: como abrandar os sintomas

Coceira e ardência na garganta podem ser os primeiros sinais de uma infecção viral das vias aéreas superiores, como um resfriado ou gripe, ou menos comum, uma infecção bacteriana, como a estreptocócica.

Em crianças, amígdalas inchadas e inflamadas podem causar a dor de garganta; entre adultos, o tabagismo é uma causa comum de dores de garganta brandas e crônicas. Vírus das vias respiratórias e estreptococos são altamente contagiosos, mas cuidados com a higiene e alimentação ajudam a prevenir muitos episódios.

Abuse de frutas, verduras e legumes para obter vitamina C; frutas e legumes amarelos e laranjas, e verduras, para obter betacaroteno; frutos do mar, carne magra, iogurte e grãos fornecem zinco.

Bebidas sem álcool, quentes ou frias, aliviam a dor durante a deglutição. Alguns médicos aconselham os pacientes a seguir temporariamente uma alimentação à base de líquidos para que se mantenham bem alimentados sem agravar as dores.

Boas opções são milk-shake, sucos de frutas, canja, sopas e alimentos semilíquidos como purê, pudim e gelatina.

Existem infinitos remédios caseiros para a dor de garganta, e muitos realmente aliviam os sintomas. O mais popular e renomado é o gargarejo com água morna e sal. Você pode também fazer um gargarejo com meio copo de água e adicionar duas colheres de chá de vinagre de maçã.

Benefícios do gengibre

Há muito tempo, o gengibre é um ingrediente relevante na medicina popular e sua popularidade é justificada pelos seus benefícios para a saúde.

As várias formas de apresentação do gengibre – bebidas não-alcoólicas ou cerveja, cápsulas e raiz de gengibre cristalizada – são remédios caseiros, para combater náusea e vômito durante as viagens. Essa prática é muito popular principalmente na Alemanha, lugar onde é considerada um tratamento aprovado pelo governo como forma de combater o enjoo em viagens e a azia. O gengibre é tão eficaz quanto os medicamentos usados na prevenção de enjoos, e não provoca a mesma sonolência.

Gengibre cristalizado ou bebidas à base de gengibre com um sabor mais acentuado aliviam os enjoos da gravidez, a náusea decorrente da intoxicação alimentar, de gastroenterite ou da quimioterapia contra o câncer. O gengibre pode ser encontrado em cápsulas para quem acha o gosto muito forte ou sente irritação na mucosa bucal.

Dor: Como bloqueia a ação da prostaglandina (uma substância química parecida com hormônio que causa infecção), o gengibre também pode ajudar as pessoas que sofrem de enxaquecas e com o problema da artrite.

Cure o resfriado com chá de gengibre:

Uma boa maneira para aliviar os calafrios e a congestão decorrentes do resfriado é preparar um chá de gengibre da seguinte maneira: deixe ferver um ou dois pedaços de raiz de gengibre por dez minutos. Acrescente uma pitada de canela para aumentar o sabor.