Nutrição: medidas alimentares de combate à sinusite

Embora a nutrição não aja diretamente sobre a sinusite, algumas medidas alimentares podem ajudar. Alguns pacientes com sinusite crônica dizem obter melhora após banirem laticínios de sua alimentação. As pessoas que desejarem experimentar essa abordagem devem consultar o médico, para saber se serão necessários suplementos ou um aumento de ingestão de alimentos ricos em cálcio, mas que não sejam derivados do leite.

Líquidos podem ajudar a diluir a secreção e estimular a drenagem: beba oito a dez copos de água, suco, chá ou sopa por dia;

Consuma muitas frutas, verduras e legumes frescos para obter vitamina C: frutas cítricas (além de seus sucos), uva e amora preta são úteis, já que também possuem bioflavonóides, pigmentos vegetais com propriedades antiinflamatórias. A vitamina E traz benefícios antiinflamatórios. O zinco também é importante para estimular o funcionamento imunológico e pode ter propriedades antiinflamatórias. Alimentos ricos em zinco são frutos do mar, carne, aves, leite, iogurte, feijão, nozes e sementes, e grãos integrais.

Alguns alimentos são descongestionantes nasais naturais: entre eles estão alho, cebola, pimenta e raiz-forte. Ervas e temperos descongestionantes incluem gengibre, tomilho, cominho, cravo e canela.

Para alívio rápido, inale vapor ou cubra o rosto com toalhas quentes e úmidas, a fim de promover a drenagem e aumentar o fluxo sanguíneo na área. Chá quente ajuda a reduzir a congestão, pois contém teofilina, um composto que facilita a respiração, já que relaxa os músculos lisos das paredes do trato respiratório.

Fibras já!

 

A musculação é um dos exercícios mais praticados nas academias, pode ser adaptada facilmente ao objetivo do aluno e às suas condições físicas. Essa é uma atividade eficaz, mas que exige muita dedicação e paciência até os resultados aparecerem.

É na ânsia de alcançar o corpo desejado que muitos praticantes dessa modalidade tomam anabolizantes e prejudicam a saúde em um grau elevado. Mas, então, o que podemos fazer para acelerar o resultado do exercício físico?

Existe uma fórmula simples e saudável que somada à musculação traz efeitos significativos: a alimentação equilibrada. Uma dieta rica em fibras e a ingestão de líquido ajudam o praticante de musculação a chegar ao ponto esperado.

As fibras auxiliam na regularização do intestino, ajudam a controlar o açúcar no sangue, a baixar o colesterol ruim e até na prevenção de câncer do cólon. Com o açúcar e o colesterol controlados, o organismo elimina mais rapidamente a gordura e absorve melhor os valores nutricionais de outros alimentos, o que influencia diretamente no resultado da atividade física.

Podemos encontrar fibras em vários alimentos, anote alguns deles para incluir em sua dieta diária.

- Arroz integral;

- Pão integral;

- Lentilha;

- Ameixa seca;

- Banana;

- Maçã;

- Soja.

É importante lembrar que a ingestão de água torna-se ainda mais indispensável quando a alimentação está baseada nas fibras. O líquido vai melhorar o funcionamento do intestino. Sem ele, o efeito pode ser contrário e a pessoa acaba ficando com o intestino preso.

Receita: Antepasto de Sardinha

 Ingredientes:

12 fatias de pão de forma integral Pinheirense;

2 latas de sardinha;

Azeite de Oliva;

3 ovos cozidos e picados;

Rodelas de azeitona preta;

12 fatias de mozarela;

Folhas de alface;

Rodelas de tomate.

Preparo:

Preaqueça o forno. Torre as fatias de pão e reserve. Escorra as sardinhas, limpe-as e desmanche com o garfo.

Junte um fio de azeite e amasse até obter um patê. Passe uma generosa camada sobre metade das torradas.

Acrescente ovo picado, rodelas de azeitona e uma fatia de mozarela. Cubra com outra torrada.

Arrume os sanduíches numa assadeira untada e leve ao forno por uns 5 minutos.

Coloque os antepastos em pratinhos individuais decorados com alface e tomate.

Sirva imediatamente. 

Eczema

O eczema é uma erupção escamosa e pruriginosa habitualmente causada por sensibilidade a alimentos e a certas substâncias químicas, ou a condições ambientais como clima seco, por exemplo. Por isso, é bom evitar alimentos que desencadeiem ou agravem o eczema, além de causas externas como o atrito de roupas de algodão com a pele.

Nem sempre, a erupção é uma reação alérgica propriamente dita, mas uma reação do sistema imunológico a alguma substância geralmente inofensiva. Os sintomas variam e podem aparecer em qualquer parte do corpo em poucos minutos, ou mesmo horas, após a exposição ao alimento ou à substância desencadeante. O eczema pode ser genético, e pessoas com asma, febre do feno e urticária tendem a desenvolvê-lo.

Fique de olho na alimentação:

Certos alimentos como frutos do mar, nozes, ovos e derivados do leite desencadeiam o eczema. O ideal é submeter-se a exames que testem alergias a alimentos para evitar restrições alimentares desnecessárias.

Consuma mais antioxidantes: O clima seco também pode provocar eczemas ao desencadear a formação de radicais livres. Dessa forma, antioxidantes como o betacaroteno ajudam a combater o problema. Frutas e legumes que tenham cores fortes tais como o damasco, a abóbora, a manga, a cenoura e a batata-doce são boas alternativas.

Consuma alimentos ricos em ácidos graxos essenciais: alimentos como óleos vegetais, peixes com alto teor de gordura e linhaça podem diminuir os inchaços, ao ajudar a produzir hormônios chamados prostaglandinas, que reduzem as inflamações.

Vitamina B6: alguns pesquisadores acreditam que uma alimentação rica em vitamina B6 protege contra erupções sensíveis. Boas fontes dessa vitamina são o óleo vegetal, ovos, peixes gordos, legumes, arroz integral, germe de trigo e verduras de folhas verdes.

O nascimento do Carnaval Carioca

A maior e mais animada festa do Brasil foi trazida pelos portugueses por volta dos séculos XVII e XVIII. Os lusitanos comemoravam a colheita jogando água, farinha e ovos uns nos outros, no meio das ruas. Quando chegaram ao país tropical, a celebração ganhou ânimo e estilo próprios; os ingredientes acima foram trocados por serpentinas e confetes, e, assim, nascia o Carnaval brasileiro.

No século XIX, os clubes começaram a oferecer bailes para a corte e elite brasileiras. Os ritmos que embalavam essas festas eram variados: tinha maxixe, valsa e quadrilha. Foi em 1889, que surgiram as músicas destinadas exclusivamente ao carnaval. E uma delas é famosa até hoje, “Abre Alas”, de Chiquinha Gonzaga.

A próxima novidade da festa popular seria o corso, o desfile de foliões fantasiados dentro de carros conversíveis, – essa foi a grande inspiração para os carros alegóricos. No início do século passado, o carnaval já havia se estabelecido na cidade do Rio, a população mais carente brincava em bailes e rodas separadas, e começaram a ser vistos como marginais.

Para derrotar o preconceito, os primeiros a se organizar foram os foliões da Praça Onze. Em 1928, foi criado o bloco “Deixa Falar”, de Ismael Silva e companheiros. Os integrantes do bloco se encontravam perto de uma escola regular do Rio, e assim nascia o termo “Escola de Samba”, usado por Ismael para se referir ao grupo.

Nos anos seguintes, o bloco “Deixa Falar” começou a escolher temas de samba e as fantasias de cada ano, surge a primeira escola de samba do Brasil, Estácio de Sá. Em 1935, os blocos foram oficializados e passaram a ser reconhecidos como agremiações recreativas. Dessa forma, cada comunidade foi se reunindo e o samba caiu no gosto de todas as classes, não só cariocas, mas brasileiras.

Hoje, os desfiles mais vistos são os das escolas do Rio de Janeiro e de São Paulo. O espetáculo tem dia e hora marcados, grande platéia, famosos como integrantes e fantasias luxuosas. As escolas se preparam o ano inteiro para fazer bonito na avenida e ganhar o título de campeã do Carnaval.

Entretanto, todo lugar do país tem seu jeito próprio de aproveitar a folia. O carnaval de rua do nordeste, por exemplo, com os trios elétricos e micaretas, também é muito requisitado pelos turistas. Essa festa verde e amarela é admirada pelo mundo inteiro e a cada ano ganha mais foliões.

Para valer-se do clima de alegria é só escolher o lugar, vestir uma fantasia divertida e sair dançando conforme a música. O carnaval está aí, aproveite!

Dicas de Saúde: Kümmel

Essa planta herbácea, também considerada aromática, é usada para fins medicinais e na culinária. A Pinheirense fabrica o Pão de Trigo Integral com Kümmel e o Pão tipo Sueco com Kümmel.

Pão tipo Sueco com Kümmel

O sabor das sementes dessa planta é parecido com o da erva doce. De origem europeia, o Kümmel ( no Brasil, mais conhecido como alcarávia) ajuda na digestão.

Muito usado para aromatizar bolos, bolachas, pães, carne de porco e outras carnes gordurosas, além de ser aproveitado em queijos e sopas, é fundamental no preparo dos licores Wolfschmidt Kümmel, Mentzendorff Kümmel e Gilka Kümmel, da aguardente da escandinávia “Aquavit”, e do queijo tipo “Tilsit” alemão.

O sabor característico dos pratos preparados no sul da Alemanha e na Áustria é obtido com a utilização do Kümmel, geralmente misturado ao alho para o preparo de carnes e vegetais. Outra utilização clássica pode ser observada no Sauerkraut (Chucrute – preparado com repolhos fermentados e juníperos). No norte da África, especialmente na Tunísia, a alcarávia é utilizada no preparo de uma pasta apimentada chamada de harissa.

Jardim de inverno: decoração simples e elegante

Ter uma casa confortável e acolhedora exige empenho e bom gosto. Arrumar os móveis de forma harmoniosa, escolher as cores das paredes, objetos decorativos… E, às vezes, ainda falta algo mais. Não é raro que moradores de apartamentos ou casas pequenas reclamem da falta do verde no quintal. É nesse cenário que os delicados e encantadores jardins de inverno atuam, proporcionando luz e verde para cantinhos que antes não tinham vida.

Tal forma de jardinagem foi muito usada na Europa, no século XVII. O teto e as paredes do jardim eram de vidro, permitindo a entrada de luz, características que ainda são apresentadas nos projetos contemporâneos.

O objetivo do jardim de inverno é muito mais que mera decoração, ele torna o local agradável e aconchegante, ideal para bate-papo e descanso. Para que o jardim fique equilibrado, é interessante escolher plantas que floresçam mais de uma vez ao ano, e usar objetos que interajam com o aspecto natural como pedras brancas, bancos e vidros.

A maior qualidade do jardim de inverno é que ele pode ser implantado em áreas pequenas. Se a casa não tiver nenhum espaço livre, ele caberá até mesmo embaixo da escada, é só adequar as plantas ao local.

Essa é uma solução inspiradora e simples para quem quer uma casa menos impessoal e cheia de vida. O jardim pode ser de várias formas, não existem regras nem orçamentos fechados. Qualquer pessoa com um pouco de criatividade e dedicação pode deixar a casa mais charmosa e elegante.

Anote algumas dicas para fazer o seu próprio jardim.

- Plantas que florescem mais de uma vez por ano: Boca-de-Leão, Papoula, Amor Perfeito, Calêndula, Angélica e Petúnia;

- Tenha cuidado especial com a rega. Em dias chuvosos, as plantas do jardim de inverno não são regadas de forma natural, então é importante lembrar sempre dessa necessidade básica.

- Ilumine seu jardim. A luz dá um toque especial ao ambiente e pode torná-lo mais íntimo ou alegre.

Receita: Canapé de Tomate Grelhado com Queijo Grego

Canapé de tomate grelhado com queijo grego

Ingredientes:

20 tomates cereja cortados ao meio;

2 colheres de sopa de azeite;

½ colher de chá de mel;

Sal e Pimenta do Reino;

125g de queijo grego desfeito na mão;

5 azeitonas sem caroço cortadas em 4;

Folhas de alecrim para decorar.

Pão tipo Sueco Pinheirense

Preparo:

Aqueça o forno a 200° C;

Coloque o óleo, sal, pimenta e mel em uma vasilha, e mergulhe os tomates;

Coloque-os em uma assadeira e leve-os ao forno por 20m;

Coloque o tomate no Pão Sueco , e adicione o queijo, a azeitona e o alecrim.

Prisão de ventre: receita para o alívio

Há dois tipos de prisão de ventre: a atônica, que ocorre quando os músculos do cólon estão debilitados e perdem sua tonicidade; e a espasmódica (muitas vezes chamada de síndrome do cólon irritável), que é caracterizada pelo funcionamento irregular do intestino.

A prisão de ventre atônica, mais comum, se desenvolve quando a alimentação é deficiente em líquidos e fibras; um estilo de vida sedentário é outra causa comum. A prisão de ventre espasmódica pode ser provocada por estresse, distúrbios nervosos, excesso de fumo, alimentos que causem irritação no intestino e obstruções do cólon.

Manter uma dieta rica em fibras é de suma importância no combate à prisão de ventre.

Beba água: Adultos devem ingerir oito copos de líquidos sem álcool por dia. Quando a alimentação pobre em fibras é somada à ingestão insuficiente de líquidos, as fezes se tornam secas e endurecidas, e se deslocam com dificuldade ao longo do trato intestinal.

Pratique exercícios: a prática regular de exercícios físicos ajuda a estimular os movimentos peristálticos, ao passo que um período prolongado de inatividade pode resultar em prisão de ventre.

Controle o uso de laxantes: o uso excessivo de laxantes reduz o funcionamento normal do cólon. Se a ajuda de um laxante for necessária, opte por um feito de psílio ou outra substância rica em fibras que amoleça as fezes.

Receita para o alívio:

Aumente a ingestão diária de fibras: o tipo de fibras insolúvel que absorve a água, mas que, por outro lado, passa intacto pelo intestino é fundamental na prevenção da prisão de ventre. Sempre que possível, tente usar todas as partes dos vegetais; as fibras tendem a se concentrar na casca, no talo e nas folhas externas – partes geralmente descartadas.

Abuse de frutas e vegetais frescos, grãos de cereais e outros alimentos ricos em fibras.

Três letras bastam: RPG, uma solução

Durante nossa vida, algumas ações consideradas simples podem ser comprometidas por maus hábitos e sedentarismo. Ficar de pé e andar, por exemplo, são atitudes naturais e rotineiras, mas com o passar do tempo, esses hábitos ficam cada vez mais limitados. As dores na coluna atingem muita gente, e segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 85% da população do planeta sofre desse mal.

A coluna é composta por 33 vértebras divididas em cervicais, torácicas, lombares, sacrais e as do cóccix, que se sustentam e se equilibram nos proporcionando a postura ereta. Com a correria do cotidiano é comum não prestarmos atenção à nossa postura e deixarmos os exercícios físicos de lado. Quando a idade chega, o corpo começa a pagar a conta por tanto tempo de sedentarismo.

É comum que os idosos sintam dificuldade para realizar alguns movimentos como abaixar, por exemplo. Isso ocorre porque a cadeia muscular está encurtada, limitada. Para esse problema, que causa muita dor e incômodo, existe uma técnica relativamente nova: a Reeducação Postural Global, conhecida popularmente como RPG.

Tal técnica surgiu na França, nos anos 80, e visa trabalhar o corpo como um todo. É esse olhar globalizado que a diferencia da fisioterapia tradicional, que costuma tratar apenas o local lesionado. A RPG atua de forma completa sobre a cadeia muscular. Nas sessões de tratamento, o paciente realiza diferentes posturas de forma gradual e progressiva.

A reabilitação postural é de extrema importância para a vida de quem já está na terceira idade. Com o tempo, perde-se equilíbrio e o risco de quedas fica mais evidente. Assim, muitos idosos evitam sair sozinhos, não praticam atividades físicas e deixam o lazer de lado por insegurança. A reeducação postural é capaz de devolver independência à pessoa e de socializá-la novamente. Depois de reeducado, o idoso se sente mais útil e capaz, isso aumenta a sua autoestima e proporciona bem-estar psicológico e físico.

A RPG não tem restrições nem contraindicações, qualquer um que sinta dores e incômodos na coluna pode procurar um profissional habilitado para corrigir a má postura e acabar com o problema.