Aprenda a deixar suas peças de couro sem mofo


Basta esfriar um pouco, para que lembremos daquelas peças de couro até então esquecidas no armário. Além de nos proteger do frio, o couro nunca sai de moda, e confere um look elegante e, dependendo do modelo, também despojado.

Mas todo ano é a mesma coisa: nos deparamos com jaquetas, sobretudos e demais pertences de couro mofados, com aquele aspecto e cheiro nada agradáveis.

O mofo/bolor é provocado por fungos, que se proliferam em locais úmidos e escuros e, em períodos do ano mais frios, principalmente no inverno, é ainda maior a proliferação do fungo causador do mofo.
O que fazer?
– Nunca guarde roupas de tecido ou couro em sacos ou capas plásticas, use as de algodão ou TNT. O plástico não deixa a peça respirar, ou seja: quando a temperatura sobe/esquenta o plástico sua – fica úmido. Depois, quando a temperatura cai/esfria, as gotículas caem nas roupas deixando-as úmidas. Com o tempo o mofo aparece – pela umidade e falta de luz.
– Outro erro comum é não arejar e limpar a roupa com freqüência. A cada 3 meses, é aconselhável colocar os artigos de couro para arejar em local ventilado e iluminado.Mas atenção: não coloque no sol.
– Outra dica é não guardar papéis e sacolas plásticas dentro dos armários, tão pouco encher as gavetas e prateleiras com caixas de papel. Isso evita a circulação de ar e ajuda na proliferação do mofo, traças e baratas.
– a cada 3 meses limpe as peças de couro com pano úmido bem torcido quase seco, coloque-as para arejar e evite os sacos plásticos.
– Umedeça um pano limpo e seco em vinagre de álcool puro.
– Passe no artigo/peça de couro que está com mofo ou com cheiro forte de guardado até limpá-la.
– Seque com pano seco e limpo
– Deixe arejar por duas horas em local ventilado e iluminado. Não exponha ao sol!
– Hidrate: Umedeça um pano limpo e seco em óleo de amêndoa.
– Passe no artigo/peça de couro.
– Deixe agir por 15 minutos
– Em seguida, passe um pano limpo e seco para retirar o excesso do óleo.
Peças danificadas devem ser tratadas por lavanderias especializadas. Muitas vezes elas precisam passar por um tratamento mais intenso, inclusive raspagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *