Rubor facial: conheça as causas e o tratamento

O rubor facial sempre foi relacionado à timidez, afinal, quem nunca presenciou alguém ficando ruborizado diante de uma situação constrangedora? Porém, em algumas pessoas, o rubor não tem como causa apenas fatores emocionais.

Há alguns anos, médicos de todo o mundo realizam um procedimento cirúrgico chamado simpatectomia torácica para solucionar o problema que, em alguns indivíduos, é provocado por causa de uma disfunção no nervo simpático torácico, que ao emitir uma mensagem errada, exagerada ao sistema nervoso central, causa os sintomas – rubor e a sensação de queimação e ardência em todo o rosto.

Diagnostica-se que uma pessoa possui a disfunção do nervo simpático torácico quando apresenta o rubor facial em excesso com muita frequência e por qualquer motivo, sem que, para tal, precise estar constrangida, por exemplo. Além disso, quem tem essa doença, manifesta outros sintomas, como taquicardia, ansiedade excessiva e falta de ar.

“O rubor em excesso ocorre em pessoas que apresentam uma disfunção ao nível do nervo simpático, localizado no interior do tórax. Em razão disso, é lançada uma mensagem exagerada (errada) que provoca no organismo a liberação de adrenalina, dilatando as artérias da face e/ou pescoço e/ou tórax e/ou braços, gerando o rubor em excesso e uma sensação de ardência e/ou calor e/ou queimação nos locais (especialmente na face)”, explica o Dr. Antonio Malucelli, especialista em medicina do tórax. Aproximadamente 0,2% da população mundial sofre desse mal. Há uma maior incidência em indivíduos da mesma família e em descendentes de poloneses, alemães e outros povos de pele clara.

A simpatectomia torácica é realizada sob anestesia geral, através de 2 incisões (0,7 a 1 centímetro) no tórax. Coloca-se o toracoscópio adaptado a uma microcâmera – vídeo-cirurgia do tórax – cirurgia minimamente invasiva. Esse sistema visualiza a região interna do tórax, com aumento de 20 vezes, lançando a imagem para dois monitores de vídeo. A partir daí, procede-se à cirurgia, clipando (clip de titânio) um ou mais segmentos do nervo ou realizando a secção de um ou mais segmentos do nervo (com bisturi elétrico, tesoura, laser, ultracision, bisturi ultra-sônico ou harmônico, etc).

A simpatectomia torácica é realizada sob anestesia geral, através de 2 incisões (0,7 a 1 centímetro) no tórax.

O paciente já sai do centro cirúrgico, em aproximadamente 98% dos casos, sem a sensação de calor e/ou ardência e/ou queimação no rosto, ou seja, não sentirá mais os efeitos do rubor. Ocorre também a diminuição e/ou eliminação da intensidade (cor do vermelho) e da frequência do rubor, em aproximadamente 50 a 80% dos pacientes.

Os inúmeros tratamentos que têm sido realizados por mais de 40 anos no mundo inteiro não surtem bons resultados e, quando geram alguma melhora, esta é temporária. O uso de medicamentos é um exemplo – o tratamento clínico é realizado com o uso de medicamentos orais tais como calmantes, antidepressivos, ansiolíticos que tratam a depressão e a ansiedade. Contudo, não tratam a causa do rubor facial que é uma disfunção no sistema simpático e não no sistema nervoso central.

“O rubor em excesso é devido a uma disfunção do nervo simpático, e pode ser desencadeado (só em quem possui essa disfunção) tanto quando a pessoa fica nervosa, ansiosa, em situações constrangedoras, quanto na ocorrência de situações normais (conversando com amigos, realizando sozinha qualquer atividade, etc).

O rubor facial também não pode ser confundido com a rosácea, que é uma doença da pele.

106 comentários em “Rubor facial: conheça as causas e o tratamento

  1. ELIZIANE REGINA FRANZ Responder

    Boa noite Doutor!

    Tenho rubor facial, gostaria muito de fazer a cirurgia de simpatectomia, mais ao fazer os exames
    pré operatórios o cardiologista me disse que quem faz essa cirurgia está sujeito a usar marca -passo. Gostaria muito da sua opinião se realmente isso é verdade já que eu não tenho problema
    de coração. Doutor gostaria de saber se um médico cirurgião vascular pode realizar esta cirurgia.

    • Luísa P. Toledo Responder

      Li os comentários no post sobre Rubor Facial do blog da Pinheirense, e decidi entrar em contato. Meu nome é Luísa, tenho 32 anos e, desde a infância, o rubor facial me incomoda bastante.

      Há aproximadamente 10 anos, descobri que a causa desse tipo de rubor é uma disfunção no nervo simpático, que acaba liberando muita adrenalina e uma mensagem “errada” ao sistema nervoso central, como se, a quase todo momento, estivéssemos em uma situação de perigo, desencadeando, assim, a vermelhidão e outros sintomas, como a taquicardia.

      Essa “doença” já me incomodou MUITO, pois permiti que ela tivesse influência em todos os setores de minha vida – profissional, amoroso, etc. Admito, que ainda hoje, eu me sinto sensibilizada e “travada” em algumas situações de interação social, visto que não é fácil desfazer um conceito enraizado há tanto tempo em minha mente: o de que ficar ruborizada é errado, ridículo, humilhante, um sinal de fraqueza, etc.

      Mas qual o problema em ficar vermelha? NÃO É RIDÍCULO, ERRADO, HUMILHANTE NEM UM SINAL DE FRAQUEZA. Trata-se de uma característica que deve ser aceita, respeitada, com toda a compaixão do mundo. Sabe o que é feio, ridículo e tudo mais? Ser apático, desrespeitoso, debochado, falso, egoísta, roubar, matar, ou seja, ter má índole.

      Já cogitei, no passado, a possibilidade de realizar a cirurgia-simpatectomia torácica. Mas, na boa, ainda bem que não me submeti a tamanha agressão. Afinal, o problema não está no rubor, mas na não aceitação de si mesmo e na preocupação excessiva com o olhar do outro.

      Sempre haverá algo nos incomodando, e não poderemos estar sempre nos submetendo a cirurgias e afins, para nos livrarmos dos “problemas”. A mudança deve vir de dentro pra fora, e não o contrário.

      Você deve estar pensando: “nossa, que mulher forte e bem-resolvida”, ou “quanto blá-blá-blá”. Mas esse papo de ser bem-resolvido é uma espécie de “marketing existencial fake”. Todos nós temos medos, inseguranças e insatisfações, por mais que não se aparente nada disso.

      Pessoas para apontar os “defeitos”, os erros, as diferenças, sempre existirão. Se alguém lhe apontar o dedo, agindo com deboche, ironia e desrespeito por causa do rubor facial, lembre-se de que o problema não está em você.

      Além disso, veja quantas pessoas vivem com deficiências físicas ou mentais, sendo obrigadas a lidar não “apenas” com tais limitações, mas com o preconceito alheio. Você viu os atletas dos Jogos Paralímpicos? Inspire-se neles! E as pessoas com anomalias na face?!

      A verdade é que nós geramos grande parte dos nossos “problemas”, inventando-os e alimentando-os, permanecendo num ciclo desnecessário de sofrimento e autopiedade, criando limitações em nossas vidas, que só existem, de fato, em nossas mentes egoístas.

      Eu fico vermelha por tudo! Haha! Posso estar sozinha, assistindo a um filme maravilhoso e tranquilo, que, do nada, sinto o meu rosto esquentando e ficando ruborizado. Às vezes, quando encontro um conhecido na rua, também sinto esse sintoma, assim como em várias, inúmeras outras situações do cotidiano. Que mal a nisso?! E detalhe: além de ter a pele super clara (sou branquela), eu não uso maquiagem, não gosto, não combina comigo. Sim, sim, é chato ficar vermelha por tudo e a quase todo momento, mas… Sou grata por ser quem sou, por ter saúde, um lar, uma família, o que comer todos os dias, por ter acesso à educação (estou cursando a minha terceira graduação e a segunda pós-graduação), etc, etc, etc.

      Sou grata ao rubor, pois, com ele, aprendi a ser mais humana, mais empática, mais sensível, mais focada, disciplinada e generosa.

      Caso vocês realmente façam a cirurgia, desejo que esta seja muito bem-sucedida! Para finalizar, sabe o que tem me ajudado? Meditação (shamata). Faço todo santo dia. Uma maravilha! E, claro, leitura, muita leitura! Amo! Ser diferente é um barato! Felicidade, Luísa P. Toledo

      • Fernanda Responder

        Olá Luísa,
        Adorei seu comentário e seu pensamento de consciência existencial.
        Gostaria de trocar ideias, poderia me enviar um e-mail.

        • sabrina Responder

          Oi ,meu nome e Sabrina, tenho 13 anos, e tem uma coisa q me incomoda mt ,bom eu n sei se é exatamente isso q tenho, mas do nada eu fico vermelha e começo a suar. Pode estar mt frio mas meu rosto vai estar vermelho e suando,alguém sabe se isso q tenho é realmente rubor facial??

      • Clau Responder

        Luisa, achei ótimo o que você disse, realmente nosso egoísmo nos aprisiona. Vou fazer 60 anos e ainda tenho o vermelhão que me bloqueia. Deixei de subir na minha carreira por ficar muito vermelha, pescoço e o peito cheio de manchas. Sempre tentei esconder de todas as maneiras, vontade de me esconder. Fiz duas faculdades e pós-graduação, sou uma pessoa inteligente, nem tão tímida, mas a vermelhidão sempre me atrapalhou. Sofro para ir a médico, dentista, enfrentar situações como comprar um carro,fechar algum negócio. As pessoas são más, não perdoam e sempre fazem comentários, na verdade sou orgulhosa e sofro com a opinião alheia. Só quem passa por estas situações sabe o peso que isto tem. Sei que devo agradecer muito tudo que conquistei, e deixar estas bobagens e viver a vida. Quem sabe agora na terceira idade eu desperte e viva! A culpa é minha e tenho que mudar meu jeito de encarar a vida.

      • Renata Morgana Responder

        Eu me chamo Renata, tenho 27 anos e hoje estou descobrindo o que realmente tenho, através de uma amiga, que no curso comentou que esse vermelhão que eu sempre apresentava poderia ser um “transtorno, doença” não sei qual o nome correto. Mas isso sempre foi normal na minha vida, e agora tudo esta fazendo sentido em relação a ansiedade que tenho sentindo. Adorei seu comentário Luísa.

    • Leila Responder

      Ola andei pesquisando sobre isso pois sofro muito com essa situaçao. Nao me submeti ainda a cirurgia, mas vou estar pesquisando sobre isso. Entao, andei olhando em um site como poderia estar camuflando essa timidez que acaba atrapalhando em tudo, seria usar um corretivo Verde nas buchechas que ajuda a esconder quando ficamos vermelhos e depois passar uma base por cima da cor da sua pele pra durar mais, comprei e me sinto mais confiante. Obg e espero ter ajudado alguem.

    • Ricardo Responder

      Boa noite…

      É incrível ler os relatos, e histórias, e ver como todas são muito parecidas, as situações de constrangimento do dia a dia são muito iguais em geral.

      Fiz a cirurgia a dois anos, se alguém quiser saber como foi e está sendo, trocar experiências, fique a vontade kkduivo@icloud.com

      Abraços

    • Edna Paciência Vietta Responder

      Sou Psicóloga e tenho trabalhado o Rubor com a terapia cognitivo-comportamental. Aconselho essa abordagem pois ela trabalha com restruturação cognitiva. Com base no modelo cognitivo da depressão desenvolvido por Aaron Beck em 1976, a Reestruturação Cognitiva sugere que a maneira de interpretar os acontecimentos externos influencia a nossa reação emocional a eles. O excesso de ansiedade provoca pensamentos automáticos disfuncionais que por sua vez podem provocar a hiperventilação que traz como consequência a descarga de adrenalina, noradrenalina provocando sintomas diversos como taquicardia, falta de ar, medo (como no caso da Síndrome do Pânico). A terapia cognitivo-comportamental dispõe de recursos para diminuir ou evitar a hiperventilação e a restruturação cognitivo.

  2. Danielly Responder

    Boa noite a todos.Me chamo Danielly, tenho 23 anos, moro no interior de SP e fiz a cirurgia do Rubor Facial com o Dr.Malucelli (Curitiba) a 16 dias.Para quem quizer trocar experiências e informações fale comigo.E por hora já afirmo: quem tem Rubor Facial não fique sofrendo, faça a cirurgia porque vale a pena! Meu e-mail daniellypacheco2012@bol.com.br

    • Renata Oliveira Responder

      Boa tarde Daniele,

      Enviei um e-mail a você, por favor me conte como está apos a cirurgia, estou preocupada com a hiperidrose compensatória. Quero muito me livrar do Rubor Facial, somente nós que passamos por isso para dizer o quanto é ruim.
      Obrigada!

      • willian Responder

        Sim isso e verdade..
        Sofro com isso e não sei que fazer..
        Eu trabalho em uma empresa grande, e quando uma pessoa vem tira uma duvida comigo…Ela nem precisa fala nada eu já fico vermelho e começo a suar muito..
        Eu choro todos os dias por causa desse problema…

        • Carlos Mello Responder

          Amigo! Eu vivo na mesma situação e não sei o que fazer pra mudar essa situação na minha vida.
          Até um médico endocrinologista eu já procurei,mais nada adiantou.

        • Fabia Responder

          Olá

          Willian

          Também choro todos os dias.

          Gostaria de ter seu contato para podermos conversar sobre esse problema que temos.

          • Claudia

            Boa noite!

            Tem um canal no youtube que disponibilizou um áudio para nos ajudar com essa maldita” doença”. é um áudio subliminar que age direto no nosso subconsciente, já fiz outros áudios e deram certo, estou testando esse e tenho fé que vai funcionar. Essa é a chave, fé! O universo vibra conforme nossa frequência!
            Sofro desse problema a anos e tenho uma vida limitada por conta disso. Animem se e façam o áudio do canal, leiam a descrição do vídeo, e vamos derrotar esse problema! Nós podemos!
            https://www.youtube.com/watch?v=ICWupgQ7ipg

        • Katiane Responder

          Boa noite William, eu sei muito bem como se sente, pois, vivo praticamente todos os dias essa situação. Eu recorri a terapia, me ajudou muito. Não cheguei a usar medicação, porém, é uma opção ja que fazer uma cirurgia pode ser muito invasivo. Eu sei como é viver assim tendo medo de qq coisa.

    • juliana Responder

      tenho rubor facial também gente…isto para mim e triste,,muito constrangedor,,fico vermelha do nada ..muitas vezes me bloqueio de fazer as coisas..perco as oportunidades que vem para mim, por conta disto ai..primeiro deus e segundo o medico vai me ajudar..em nome de jesus…pensei que so era eu que tinha este problema,, mais não..gente quem tiver whats deixa ai..principalmente quem ja fez pelo amor de deus ..para conversar..quero sair disto , e vou sair se deus quiser!!!

      • Fabia Responder

        Olá

        Juliana

        Peço a Deus todos os dias que me livre dessa situação, mas não estou mais suportando já são 43 anos e parece que agora esta mais difícil, ando muito depressiva.
        Deveríamos ter um grupo para conversarmos a repeito.

        • João Felipe Fano Responder

          Boa noite

          Hoje faz uma semana que fiz a cirurgia de simpatectomia, tenho 20 anos e também sofria muito com o rubor facial, mas até agora depois da cirurgia não fiquei mais vermelho e não senti mais nenhuma das sensações que sentia antes, descobri que era rubor pesquisando na internet e logo procurei um médico para fazer a cirurgia. Recomendo fazer.
          Qualquer duvida estou a disposição.
          e-mail joaofelipefano3@gmail.com

        • Juliane Responder

          Oi podemos conversar sobre isso eu to procurando alguém pra conversar sobre isso tbm me chama no face Eller Ju

        • Elisangela Responder

          Eu também como vocês sofro muito com essa doença. Estou perdendo oportunidades no mercado de trabalho. Mandei emails para duas pessoas aqui relacionadas que fizeram a cirurgia. Pretendo fazer também para me livrar deste terrível problema!

          • Maria Clara

            Olá pessoal! Também já sofri muito com este problema, que de certa forma prejudicou a minha vida profissional e pessoal. Mas este problema foi amenizado depois que eu comecei a tomar medicamentos para pressão alta, que foi
            diagnosticada por um cardiologista. Hoje eu tomo o Atenolol e Maleato de Enalapril. Não sei se foi os remédios, mas melhorou bastante o rubor. Então, verifique se a pressão arterial está normal, medindo todos os dias, mas se tiver oscilando procure um médico,ok?! Abraços.

  3. Nilza Responder

    Olá doutor eu tenho 25 anos eu sofro de rubor diariamente é muito constrangedor,no trabalho tenho vontade d me trancar no banheiro e não sair mais,já perdi varias oportunidades d emprego por isso.e também quando saio com minhas amigas fico assim.o q eu faço me responda por favor.obrigada.

  4. Hudson Martins Responder

    Dr. fiz a cirurgia no hospital das clinicas e não resolveu meu problema de rubor, pra dizer a verdade não adiantou nada, O que devo fazer? Me ajude !!!Estou desesperado;

    • SONIA Responder

      Também fiz a cirurgia e não resolveu, gostaria de saber se Vc já encontrou outra alternativa pra amenizar este problema, pois também preciso.

      Abraço.

  5. Renata Oliveira Responder

    Boa tarde a todos.

    Também sofro de Rubor Facial, fico com essas manhas no rosto, colo, pescoço, braço e na maioria das vezes sem motivo é muito constrangedor as pessoas não entendem e se assustam. Gostaria de fazer a cirurgia mas estou muito preocupada com a Hiperidrose compensatória em regiões como costas, barriga, pernas, conversei com um especialista em cirurgia torácica e ele pediu para eu pesquisar bem antes de optar pela cirurgia. Gostaria de obter informações de quem fez a cirurgia.
    Obrigada!

    • Helenice Responder

      Também sofro de Rubor Facial, sou parda então no rosto não aprece muito mais no colo e pescoço que são mais claros aparecem bastante essas manhas. E esses dias eu passei por uma situação que até no meu braço apareceu, é constrangedor porque as pessoas olham para vc como se vc tivesse com a aparecia mais assustadora do mundo e não tiram o olho dali. Eu andei pesquisando e li alguns artigos que relatavam que quem tem disturbo da tireoide também tem isso… e eu tenho hiperdireitismo e as vezes me dá uma sensação de ardência posso correr para o espelho que estou com o colo e pescoço todo vermelho e me dá uma sensação de desespero. e quando tomo banho muito quente também aparece as manchas. Gostaria de uma solução para essa doença.

  6. Jasmine Responder

    Tenho rosácea e um rubor persistente muito quente, tenho muita vergonhe de sair de casa e até ir para o trabalho, pois todos me perguntam o que eu tenho.

    Você sabe se essa cirurgia pode me ajudar?

    • Lucyene Responder

      Jasmine, a rosácea deve ser tratada com dermatologista apenas, uma não tem relação com outra. Procure amenizar primeiro a rosácea por que quem tem fica quase constantemente com o rosto avermelhado, ou inflamado.

  7. willian Responder

    Sofro com isso e não sei que fazer..
    Eu trabalho em uma empresa grande, e quando uma pessoa vem tira uma duvida comigo…Ela nem precisa fala nada eu já fico vermelho e começo a suar muito..
    Eu choro todos os dias por causa desse problema…

  8. DIANA LOPES Responder

    TENHO PROBLEMAS DE RUBOR FACIAL, ESTOU DESESPERADA, NÃO SEI O QUE FAZER, NEM QUEM DEVO PROCURAR….JÁ SOFRO A MAIS DE 3 ANOS, E SÓ AGORA SEI QUE TEM COMO RESOLVER MEU PROBLEMA, MÁS NÃO SEI POR ONDE COMEÇAR,NEM QUE PROFISSIONAL DEVO PROCURAR……. ME AJUDEM PURFAVOR. OBRIGADA

    • jaqueline henn Responder

      Ola fiz a cirurgia a 1 ano atras, se soubesse que tinha essa alternativa teria feito muito antes.
      Nao me arrependo em nada…….vale muito a pena
      obrigada.

      • Anderson Responder

        João, por favor me ajude. Desde pequeno percebo que sofro disso: fico vermelh, nervoso, aceleração respiratória, tremedeira pouco nas mãos e suor na face. Isso quando falando pra algumas pessoas ou na igreja ou quandoi percebo que não me expressei bem.Tenho 34 anos e até hoje tentei ver se falando Às vezes em público na igreja ou algumas pessoas mudaria..confesso que só um pouquinho mas na realidade nunca deixou de ter esses sintomas horríveis. Me ajuda por favor, me fale como foi teu diagnóstico, tua cirurgia.Ficou melhor depois, melhorou muito.Me conte tudo.Vale à pena. Tenho sonho de louvar ao Senhor com sinceridade e com calmaria, mas com esses sintomas,com calmaria não sinto….

    • Tamires Responder

      Eu estou com.rubor facial fazem alguns meses e não estou mais aguentando. Trabalhando em.uma grande empresa e qualquer pessoa q vem tirar dúvida eu fico vermelha no rosto, no colo, nos braços e com muito calor.

  9. Diego Responder

    Ola, eu sou Diego e tenho 14 anos e eu sofro com esse rubor facial, nao consigo falar com nenhuma garota sem ficar vermelho até quando estou conversando com meus amigos eu fico vermelho. Na escola tem dias que eu sou motivo de piada, minha auto estima é baixa , a maioria das vezes eu prefiro ficar em casa, com vergonha de ficar vermelho na frente das pessoas. Eu nunca falei sobre meu “rosto vermelho” para ninguem, nem como eu me sinto… unica coisa que as pessoas perguntam é pq eu fico vermelho… achando isso engraçado, pelo menos aqui nesse blog tem pessoas que entendem oque eu passo todos os dias. Espero que um dia eu consiga lidar melhor com isso.

    • Eduardo Responder

      Olá,

      Tenho 39 anos e também sofro demais com isso desde criança. Há pouco tempo que soube que era uma doença e que a cirurgia é uma alternativa. Só quem passa por isso sabe como é difícil. Queria conversar com alguém sobre isso. Pensei que era só eu que tinha isso.

  10. itamar Responder

    fis esta cirurgia aqui em são josé dos campos sp não adiantou nada piorou mais ainda estou arrenpendido de ter feito cuidado com essa promesça dos médicos..

  11. jenniffer Responder

    oi gente eu tbm tenho isso ja sofri muito mais pensando bem oq q q tem fica vermelho? kkk a gente tem q leva isso com mais naturalidade não fica se preocupando o que vão acha de nos temos q leva mais na esportiva se tirarem saro a gente ri junto tbm, e cirurgia acho q é no ultimo caso pois toda cirurgia é perigosa e tem seu risco de vida por minimo q seja mais tem,pq cirurgia e cirurgia ne e li em alguns posts q tem cremes que ajudam a amenisar, remedios , tem varios tratamentos vamos ser felizes e parar de se preocupar com coisas bobas nos somos pimentinhas sim é dai pelo menos sempre somos notados kk um abraço pra vcs gente e fica com deus 🙂
    qualquer coisa se quiseram fala comigo estou a disposição!

    • Mariana Responder

      Flor, eu tenho esse problema há uns três anos, fico vermelha por nada, mas vi que é só na frente de gente conhecida. Estou fazendo psicoterapia, e o que ele me diz é justamente isso, não tem problema, acho melhor nos culpamos menos, nos exigir menos, pra falar a verdade não é feio, é até bonitinho… Vamos rir de quem ri da gente, sem problemas… A vida fica mais leve!

    • luiz augusto melo Responder

      kkkkkkkk gostei jenifer..o negocio e driblar, sentando em lugares frescos, com vento, evitar lugares fechados, arrumar outro pco com rubor e levar a vida entre dois pimentinhas kkkkkk..se uma moça bonita senta atras de mim, despisto e saio de fininho, ou sento no ultimo banco, onde for, assim nao arrisco muitokkkk e levando a vida.

  12. Veronica Responder

    Meu filho de 35 anos sofre a muitos anos sofre com isso todas as noites o ventilador fica ligado direto em seu rosto durante o dia também o rosto queima parace que tem brasa no rosto e por tanto sofrimento ele fica muito nervoso não tem emprego , a pele dele tem a sensaçao que vai se rasgar de tanto que queima ele ´so sofrimento.

  13. Patricia Responder

    Já fiz a cirurgia com o Dr. Malucelli, pra mim melhorou muito, mas não é 100%. Quem quiser falar comigo, email: patricia.michels@hotmail..com

  14. FLAVI Responder

    Tenho o mesmo problema. Estou com dificuldades no trabalho e na vida em geral, gostaria de informações sobre um bom médico a procurar e qual é o especialista que realiza o procedimento.

  15. Murilo Responder

    Sofro com isso quase que diariamente, quando estou nervoso / com vergonha ou quando falo com pessoas que não sou acostumado, as vezes fico vermelho sem nenhum motivo! Acho que é psicológico, mas falar é fácil… Já tentei mudar o meu jeito de pensar, mas só de pensar que eu fico vermelho, eu já fico mesmo… É como se as veias do rosto fossem dilatadas! Falar em público pra mim é quase que um pesadelo… E quando falam que estou vermelho, dai que eu fico roxo mesmo! Eu tento levar na esportiva, mas na verdade isso me constrange muito, desde pequeno eu sou assim, agora com 22 anos vejo que só com a cirurgia mesmo! Só quem sofre disso sabe como que é chato ficar assim… E ano que vem vou começar a faculdade… Quero só ver kk

      • Milena Responder

        Me adiciona, querida . Sofro do mesmo problema, e pretendo compartilhar e ajudar aos que passam pelo mesmo constrangimento. Me adicone no whats: (75) 9 81688178. Grata desde já. Abraço

    • Mily Responder

      Te entendo, é muito difícil levar a vida assim..tenho 21 anos e sofro muito com o rubor.
      Acontece do nada.. 🙁
      Fico sem saber, gente.

    • tiago pinto Responder

      Olá Murilo. Sofro do mesmo problema e só quem passa pelo mesmo é que consegue realmente compreender. Uma pessoa tenta explicar mas as pessoas pensam que é da tua cabeça e tal. E, no início, realmente pensava que era pois tenho formação em psicologia e sei que muitas coisas são da maneira como o nosso cérebro interpreta e das experiências que temos. Mas depois de pesquisa, verifiquei que está estudado que é mesmo uma doença fisica, sistema nervoso simpático, e que não controlamos. Tenho cirurgia marcada para Dezembro e tenho confiança que vai ser a melhor decisão da minha vida. Força ao pessoal que sofre desta doença e não tenham medo de decidir pela cirurgia. Grande abraço

    • Gabi Responder

      Boa noite, acho que tenho isso tbm, sempre fico vermelha, na academia , todos me perguntam se estou bem, pois fico roxa! No trabalho tbm a mesma coisa, faço que nem ligo, mas as vezes me incomoda os comentários, como. Nossa vc está vermelha!! Pq? Tá sentindo alguma coisa? E simplesmente respondo, que sou assim desde sempre, agora sei que não sou a única! Rsrs, fico até mais tranqüila

  16. Victoria Responder

    Sofro com o rubor facial há quase 2 anos..
    Também já sofri com claustrofobia e ataque de pânico..Mas graças a Deus hoje não tenho mais esses sintomas.. Apenas o rubor facial..
    Já li muito sobre a cirurgia, e vi que existem muitos efeitos colaterais. Muita gente se arrepende, e diz que não vale a pena.. Por isso fico na dúvida.:/

    Queria muito entrar em contato com alguém que também sofre com o rubor facial, e quem sabe criar um grupo, pra gente poder conversar e falar das nossas experiências!

  17. Eloy Responder

    Oi eu também estou nessa, tenho o problema de hiperidrose, que afeta minhas mãos e pés, com o tempo consegui conviver bem com isso, mas com o “Rubor Facial” é impossível.

    Diariamente passo por situações constrangedoras por causa dele, e pior, por nada, pelo simples fato de conversar com alguém conhecido, família, ou ser cumprimentado. O meu caso está ligado a esse problema, e só a cirurgia resolveria, mas infelizmente tentei fazê-la há alguns anos e o médico não conseguiu chegar até o tórax, e ela teve de ser interrompida.

    Caso alguém que tenha feito (ou queira falar sobre o assunto), possa me falar sobre o seu procedimento, eu agradeço, vou tentar fazer mais uma vez.

    Meu e-mail eloy5886@hotmail.com

  18. Mariana Responder

    Gente, precisam ver também se isso não é ansiedade, pq o rubor facial pode ser sintoma disso. Se tiver alguns outros sintomas como taquicardia, medo, ansiedade, inreitabilidade pode ser apenas um problema que melhora com ansiolitico ou beta bloqueadores. Em mim melhorou quase que 80 por cento

  19. Luiz Henrique Responder

    Olá, tenho esse problema a algum tempo, é muito constrangedor , preciso de ajuda urgente, quem já superou esse problema por favor me ajudem. Meu telefone 11 953465390

  20. Sílvia Regina Munhoz Responder

    Bom dia pessoal,tbm tenho esse problema de rubor, e sem dúvida alguma é muito ruim,fico vermelha do nada,até quando estou no telefone com alguém e só de fazer pergunta eu fico vermelha sem ter ninguém por perto.
    Eu gostaria muito de fazer cirurgia, se alguém quizer conversar sobre o assunto, tenho Whatsapp, tel:(16)988749130

  21. Leoni Passos Maia Responder

    Pessoal para todos que sofram desse “Mal” eu gostaria de criar um grupo para trocarmos experiências, idéias, dúvidas … mandem e-mail para leoni.passos.maia@hotmail.com
    quem sabe podemos até conversar por whatsapp para ir se falando no dia-a-dia.

    Enfim, caso tenha alguém que já tenha feito, vai ou quer fazer essa cirurgia também pode rever ou explicar o procedimento.

    Abraço a todos.

  22. Regina Responder

    Boa noite!!

    Tb sofro desse mal , 🙁
    Vamos criar u, grupo no Whats para compartilhamos, pois só quem sofre sabe tudo que passa.
    falem comigo que add 63 84161819

      • ana Responder

        eu também sofro desse mal, nossa tem dias que não da vontade nem de sair de casa.

        as vezes tenho vontade de sumir, só o fato de você esta corando as pessoas já falam nossa ta ficando com o rosto todo vermelho.. ui q raiva..

  23. FAGNER ALMEIDA Responder

    Pessoal, bom dia!

    Tbm sofro muito com o rubor e ainda não tive coragem de fazer a cirugia uma vez que lí que os efeios colaterais possíveis sobressaem aos benefícios.
    Vou montar um grupo de watts para trocarmos idéias e ajudarmos uns aos outros.
    Quem quiser participar me envie um watts que adiciono no grupo ok.
    (67) 9255-4121
    fagner.almeida27@gmail.com

    Abs,

    • Cleverson Responder

      Nossa gente também tenho esse problema!!!é muito constrangedor você sua sem mais nem menos,parece que sua face está pegando fogo,aí vem a ansiedade,falta de ar junto com nervosismo da vontade de entrar em um buraco e não sair mais. Queria que isso acabasse não quero mais sofrer :'(

    • Mariana Responder

      Não sei o que fazer ?sofro esse mal no meu trabalho, antes pensei que fosse alergia a algo, mais agora sei que é o estresse do trabalho, meu rosto fica muito vermelho, queimando e tem hora que da vontde d sair correndo, sempre lavo meu rosto com agua fria para melhora, mais só passa três horas depois que saiu do trabalho, qual medico devo procura.

  24. Rodolfo v Serrão Responder

    Vdd essa doença e terrível,ainda mais quando VC esta reunido ou vai falar alguma coisa,o rosto começa a esquentar e não volta logo ao normal,começa a vim a vergonha e cada vez mais vermelho,da vontade de sair correndo,queria saber mais sobre a cirurgia?

      • cátia Responder

        gente, também sinto isso, sofro muito, tanto pela hiperidrose quanto pelo rubor, não chego a ficar vermelho, mas sinto muito calor e começo a suar demais a ponto de molhar minha roupa.. Alguém aqui sente que a pele e o couro cabeludo fica muito oleoso também?

  25. Rodrigo Rosa Responder

    Até agradeço pelo site e explicações… Pois isso é uma coisa até que preocupa!
    Tenho isso algumas vezes; mais por FUNDO EMOCIONAL – quando fico preocupado ou em situações de medo.
    E caso não seja por PRESSÃO ALTA/que bom _ pois a minha anda meio elevada há algum tempo.
    Isso se adequa quando se tem a ORELHA QUENTE? Onde dizem que ‘esta fica rubra quando falam de nós’. E se fosse verdade, talvez NEM TIVESSE MAIS ORELHAS: risos.
    No meu caso, espero passar: tento me acalmar.
    E pelo que sei – se fica vermelho em situações difíceis; como VERGONHA.
    Obrigado mais uma vez pela explicação. Sinto até um alívio

    Rodrigo O Rosa

  26. Rodrigo Rosa Responder

    … E percebo que este incômodo acontece no FRIO. Resido numa cidade onde o frio é intenso e mais para o início da noite fico assim.
    E tento procedimentos para que isso acabe: nem imaginava.

  27. carlos Responder

    SOFRO DO PROBLEMA DESDE ADOLESCENTE. JA PERDI CENTENAS DE OPORTUNIDADES DE TODOS OS TIPOS E CONTINUO PERDENDO ATÉ HOJE. NEM NAMORAR NAMORO. SOU SOLTEIRO ATÉ HOJE . ACHO QUE QUEM TEM O PROBLEMA DEVE TENTAR A CIRURGIA, POIS ESSA DOENÇA É TIPO MALDIÇÃO SÓ QUEM TEM SABE O QUE É. NUNCA PAREI EM EMPREGO E POR CONTA DISSO NÃO TENHO DINHEIRO PARA PAGAR UMA CIRURGIA. É POSSÍVEL FAZER A CIRURGIA PELO SISTEMA PÚBLICO??? OUVI DIZER TAMBÉM QUE AS VEZES NÃO RESOLVE O PROBLEMA, TEM QUE TOMAR MEDICAÇÃO SEMPRE E TAMBÉM VC PASSA A TRANSPIRAR MUITO. SE HOUVER ALGUM ESPECIALISTA PARA ME ORIENTAR …OU ALGUÉM QUE FEZ A CIRURGIA E DEU CERTO, PEÇO QUE ENTRE EM CONTATO. TAMBÉM GOSTARIA DE PARTICIPAR DE ALGUM GRUPO DE PESSOAS QUE SOFREM DESTE PROBLEMA.

  28. Antonnini Responder

    Olá gente gostaria de saber se o meu problema é o rubor ou si é apenas vergonha pois quando chego em lugar que tem muita gente ou quando falo sobre situações constrangedoras com meus pais minha bochecha fica levemente arrosadinha e eu sinto que elas também esquentam um pouco . Mas quando vou na escola ou em festas de família isto não acontece com muita frequência mas se eu tiver que cumprimentar algum parente que já não conhecia aí acontece mas passa em questão de segundos . Tenho 14 anos e fico agradecido se alguém puder me ajudar

  29. luiz augusto melo Responder

    se alguem quiser compartilhar comigo alguma conversa sobre o assunto, estou a disposiçao; é bom saber que nao estou sozinho kkk..não gosto nem de sair de casa, conviver com as pessoas, pago bem caro por esse problema, inclusive bons empregos. meu email é luiz_augustomelo@hotmail.com

  30. rodrigo Responder

    OIá pessoal!! eu fiz a simpatectomia para tratamento de rubor facial patológico e tive tanto efeitos colaterais como grandes beneficios!!
    Antes de você se submeter ao procedimento, é imprescindivel conversar com varias pessoas que ja fizeram a cirurgia para que você tome uma decisão baseada no maior numero de evidencias em pró ou em contra. Vou deixar aqui meu email para que você possa entrar em contato caso necessite de informações quanto à fisiopatologia da doença, bem como o procedimento cirurgico e possiveis complicações.
    meu email: Rodrigosantorini22@gmail.com

    Que Deus te abençoe em sua tomada de decisão!

    Rodrigo Santorini

  31. Rodrigo Responder

    Tenho 33 anos e sofre desse problema há anos. Até quando encontro um conhecido no mercado ou em algum lugar que tem muitas pessoas ao redor fico vermelho, tento controlar, mas é inevitável. Nunca quis chamar muita atenção, até no ambiente de trabalho, o simples fato de cumprimentar uma pessoa seja mulher ou homem, fico vermelho, essa situação é tão ruim, nos cursos ou aulas,onde se concentra muitas pessoas, então piora tudo, já me senti muitas vezes um fracassado por ter esse problema, se entro em uma padaria ou uma lanchonete, fico até com medo de conversar com as pessoas e ficar vermelho. Outro dia, uma moça bonita me pediu informação perto dos meus amigos de trabalho e fiquei muito vermelho, a moça saiu sem entender nada, e fui motivo de piada para os amigos, rss, ja fui casado e tive diversas namoradas, e continuo a namorar, mas esse problema do rubor tento disfarçar. Quando saio pra beber com os amigos, esse problema desaparece, aí converso com todo mundo, mas nao dá para ficar alegre 24 hrs rss. No dia seguinte é tudo de novo, vou tentar tocar o foda – se e ver o que vai ser daqui para frente.

  32. Vanielza Responder

    Boa noite,eu também sofro disso já faz uns 15 anos,e sofro muito com.isso,desde que apareceu faço tratamento ,tipo rosácea,psicologo,pisquiatra,dermatologista e homeopatia e nada resolve,nao aguento mais sofrer com isso!!!

  33. Felipe Garcia Responder

    Boa tarde Doutor

    Eu sou Modelo (masculino) e quando eu erro alguma coisa, ou muitas pessoas ficam olhando para mim eu fico muito vermelho parece até a cor de um pimentão, eu não sou nem um pouco tímido, só fico vermelho no rosto e em outros lugares tipo na orelha e outras partes do corpo, e fico muito envergonhado por essa razão como faço?
    Meu nome é Felipe Garcia
    Meu WhatsApp é 11952531000
    Por favor queria fazer essa cirurgia mas preciso saber se eu tenho esse problema mesmo. Obrigado

  34. Ramildo Oliviera Responder

    Remédios das plantas, chás, camomila, casca da laranja colocar na geladeira e fique tomando aos poucos,chá da folha do maracujá seca em uma xicara de água quente, coloca pra enfriar e beber uma vez ao dia. Há tem muitas plantas que curam e curam mesmo.

  35. Fernanda Responder

    Olá. Estou em vias de fazer esta cirurgia e gostaria de saber se alguém que já fez está disposto a conversar sobre os resultados pois estou preocupada com os efeitos colaterais.

    • RENATA Responder

      Não faça, além de não resolver, vc fica com suor compensatório. No verão só posso usar blusa de cor preta ou que disfarce o suor, pq fico ensopada.

  36. Responder

    Li os comentários, e decidi deixar o meu depoimento. Tenho 32 anos e, desde a infância, o rubor facial me incomoda bastante.

    Há aproximadamente 10 anos, descobri que a causa desse tipo de rubor é uma disfunção no nervo simpático, que acaba liberando muita adrenalina e uma mensagem “errada” ao sistema nervoso central, como se, a quase todo momento, estivéssemos em uma situação de perigo, desencadeando, assim, a vermelhidão e outros sintomas, como a taquicardia.

    Essa “doença” já me incomodou MUITO, pois permiti que ela tivesse influência em todos os setores de minha vida – profissional, amoroso, etc. Admito, que ainda hoje, eu me sinto sensibilizada e “travada” em algumas situações de interação social, visto que não é fácil desfazer um conceito enraizado há tanto tempo em minha mente: o de que ficar ruborizada é errado, ridículo, humilhante, um sinal de fraqueza, etc.

    Mas qual o problema em ficar vermelha? NÃO É RIDÍCULO, ERRADO, HUMILHANTE NEM UM SINAL DE FRAQUEZA. Trata-se de uma característica que deve ser aceita, respeitada, com toda a compaixão do mundo. Sabe o que é feio, ridículo e tudo mais? Ser apático, desrespeitoso, debochado, falso, egoísta, roubar, matar, ou seja, ter má índole.

    Já cogitei, no passado, a possibilidade de realizar a cirurgia-simpatectomia torácica. Mas, na boa, ainda bem que não me submeti a tamanha agressão. Afinal, o problema não está no rubor, mas na não aceitação de si mesmo e na preocupação excessiva com o olhar do outro.

    Sempre haverá algo nos incomodando, e não poderemos estar sempre nos submetendo a cirurgias e afins, para nos livrarmos dos “problemas”. A mudança deve vir de dentro pra fora, e não o contrário.

    Você deve estar pensando: “nossa, que mulher forte e bem-resolvida”, ou “quanto blá-blá-blá”. Mas esse papo de ser bem-resolvido é uma espécie de “marketing existencial fake”. Todos nós temos medos, inseguranças e insatisfações, por mais que não se aparente nada disso.

    Pessoas para apontar os “defeitos”, os erros, as diferenças, sempre existirão. Se alguém lhe apontar o dedo, agindo com deboche, ironia e desrespeito por causa do rubor facial, lembre-se de que o problema não está em você.

    Além disso, veja quantas pessoas vivem com deficiências físicas ou mentais, sendo obrigadas a lidar não “apenas” com tais limitações, mas com o preconceito alheio. Você viu os atletas dos Jogos Paralímpicos? Inspire-se neles! E as pessoas com anomalias na face?!

    A verdade é que nós geramos grande parte dos nossos “problemas”, inventando-os e alimentando-os, permanecendo num ciclo desnecessário de sofrimento e autopiedade, criando limitações em nossas vidas, que só existem, de fato, em nossas mentes egoístas.

    Eu fico vermelha por tudo! Haha! Posso estar sozinha, assistindo a um filme maravilhoso e tranquilo, que, do nada, sinto o meu rosto esquentando e ficando ruborizado. Às vezes, quando encontro um conhecido na rua, também sinto esse sintoma, assim como em várias, inúmeras outras situações do cotidiano. Que mal a nisso?! E detalhe: além de ter a pele super clara (sou branquela), eu não uso maquiagem, não gosto, não combina comigo. Sim, sim, é chato ficar vermelha por tudo e a quase todo momento, mas… Sou grata por ser quem sou, por ter saúde, um lar, uma família, o que comer todos os dias, por ter acesso à educação (estou cursando a minha terceira graduação e a segunda pós-graduação), etc, etc, etc.

    Sou grata ao rubor, pois, com ele, aprendi a ser mais humana, mais empática, mais sensível, mais focada, disciplinada e generosa.

    Caso vocês realmente façam a cirurgia, desejo que esta seja muito bem-sucedida! Para finalizar, sabe o que tem me ajudado? Meditação (shamata). Faço todo santo dia. Uma maravilha! E, claro, leitura, muita leitura! Amo! Ser diferente é um barato! Felicidades a todos!

    • Bruno Moraes Responder

      Boa tarte! Luísa P Toledo, você poderia me enviar esse depoimento pelo whatsapp? Minha esposa sofre com isso também, e você fala exatamente algo que eu considero a chave para que todos nós possamos superar nossos “pesadelos”, “karmas” entre ou nomes que pode ser dado, você se refere a “aceitação” , aceitar que algumas coisas simplesmente são como são, e aceitar que temos menos controle das coisas que gostaríamos de ter pode nos ajudar a superar diversas adversidades durante o caminho. Senti uma tristeza ao ver que tantas pessoas passam pelo mesmo problema, e o quanto isso as impede de viverem com plenitude, gostaria de poder ajudar a todos, mas estou com dificuldades de ajudar até mesmo minha esposa. Gostaria de compartilhar seu depoimento, afinal você sofre do mesmo mal, e talvez o depoimento de aceitação e superação de quem vive na pele o mesmo problema possa ajudar minha esposa a caminhar para superar tudo isso. Grato (35) 992056063

      • Fran Responder

        Acho lindo qndo as pessoas ficam coradas, mas entendo que a cirurgia é uma boa opção em casos mais dificeis, onde o rosto queima, mas acho lindo esse rubor.

  37. Karina Responder

    Olá pessoal, sofro com essa maldição também. A um tempo atras fui ao médico por outro motivo
    e como sempre o vermelhão apareceu, o médico é claro percebeu e me questionou sobre isso. Ele me receitou fluoxetina para ansiedade e atenolol que é um remédio para pressão alta para o vermelhidão. Não vou dizer que melhorou 100% mas 50% com certeza. Eu tenho dois tipos de vermelhidão: aquela passageira que vem e passa logo em seguida e acontece em qualquer situação por mais cotidiana que seja, e por mais intimidade que eu tenho com a pessoa que está comigo. E tenho uma vermelhidão mais severa que deixa manchas pelo rosto e pescoço e junto vem a ardencia, taquicardia e sudorese, que acontece em situações de stress e nervosismo reais. Essa primeiro sumiu quase que completamente, já a segunda continua mas de forma mais branda.

    Espero ter ajudado!!

  38. Lorenna Responder

    Como e bom ver que existem outras pessoas que sofrem com o mesmo “mal” que eu.
    A vida inteira sempre sofri com isso, esse negocio de expressar (evidênciar) minhas emoções tão facilmente me incomoda demais, tento lidar com isso a vida inteira, mas sinceramente, ainda e um transtorno pra mim.

  39. Elisângela Responder

    Bom dia a todos, quero sugerir, pra quem sofre com este problema, procurem a Sbie, tbm sofria com esta situação e abri mão de crescer em minha carreira por este motivo e quando passei pelo treinamento Lótus tive uma mudança impactante, extraordinária.

  40. Daniela Responder

    Muito legal teu depoimento!! Também fico ruborizada com frequência, mas em situações diversas. Acho que o mais importante é aceitar essa condição e tentar entender o que leva nosso corpo a reagir de tal forma. Aceitar é com certeza essencial.

  41. Angela Responder

    Sempre sofri desde criança com esse problema, ele inicia com a sensação que vou ficar vermelha e ai me sinto vermelha, meu rosto quente, uma especie de taquicardia e em algumas situações as mãos tremem, me tornei uma pessoa calada porque sabia que se falasse eu poderia ficar vermelha e o que eu sinto que essa reação passa fraqueza, insegurança, com muito custo eu fiz a faculdade, mas me sinto longe de ser uma profissional realizada, perdi muitas oportunidades por me conter e não me expor, hoje estou desempregada e sinto que o peso desse problema tem se tornado cada vez maior. Participar de entrevistas tem sido um martírio, em situação recente participei de uma entrevista onde estavam a funcionaria do RH, o dono da empresa e a filha dele, a filha me olhou de cima embaixo, nesse momento senti aquela sensação tomando conta de mim, ele chamou numa sala de café e me ofereceu, tive que aceitar e quando peguei o copo na mão comecei a tremer, a essa altura já estava roxa, naquele momento minha vontade era sair correndo, sabia que aquela vaga nunca seria minha, quando vim embora minha vontade era jogar o carro num poste, acho que só não fiz isso porque o carro não era meu, inúmeras foram as vezes que chorei, que me senti uma completa inútil por não conseguir formular uma frase sem ter essa reação. Quero muito fazer essa cirurgia, porque os sintomas secundários, como taquicardia e tremor vem depois que me sinto vermelha e acredito que sabendo que não vou ficar vermelha eu consigo lidar melhor com as coisas. Me conforta (gostaria que ninguem passasse por isso) saber que não sou a unica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *